Planetário do Ibirapuera reabre hoje ao público

(Pref. de São Paulo/Divulgação)

Sob nova administração, o Planetário do Parque Ibirapuera, na capital paulista, vai ser reaberto ao público a partir de hoje (4). Para a reabertura, o Planetário vai apresentar a atração Olhar o Céu de São Paulo Outra Vez.

Além disso, os visitantes poderão conhecer um pouco do acervo histórico do Planetário por meio de uma pequena exposição instalada nas vitrines. Também será possível contemplar um fragmento de 22,7 quilos do meteorito Santa Luzia.

Parque Ibirapuera foi concedido à iniciativa privada no ano passado. A nova administradora do parque é a Urbia, que também é a empresa responsável pelo Planetário.

Visita

Para poder visitar o Planetário, será preciso fazer um agendamento online. Para as sessões entre amanhã (4) e o feriado de 7 de setembro, os ingressos são gratuitos e o agendamento tem início hoje (3). As visitas ao Planetário serão feitas em dois horários: às 14h e às 17h.

A partir do dia 10, serão disponibilizados ingressos para agendamento das sessões que vão ocorrer às sextas-feiras e aos finais de semana. Os agendamentos de cada semana serão liberados todas as terças-feiras. Estes ingressos poderão ser comprados pelos valores de R$20 (inteira) e R$10 (meia-entrada) no site da Uhuu.

Por causa da pandemia do novo coronavírus, há limite de pessoas no auditório neste momento. O uso de máscara é obrigatório durante toda a sessão, assim como em todas as dependências do parque.

*Com Agência Brasil

Ibirapuera recebe 6,5 mil visitantes em seis horas

A reabertura hoje (13) dos parques na cidade de São Paulo, após cerca de quatro meses fechados em decorrência da pandemia de covid-19 – desde 21 de março – foi marcada por grande movimentação. O maior parque da capital paulista, o Ibirapuera, na zona Sul da capital, registrou a presença de aproximadamente 6,5 mil pessoas em um período de seis horas, entre as 6h até as 12h.

O pico de movimentação ocorreu no período entre 10h e 11h, quando ingressaram no parque cerca de 1,5 mil pessoas. Apesar da quantidade expressiva de pessoas, a prefeitura considerou a movimentação como tranquila.  “Esse número está dentro da expectativa e do limite de 39 mil pessoas por dia, que é esperado para a área do parque no Ibirapuera”, destacou o prefeito, Bruno Covas, em entrevista na tarde de hoje.

Nesta segunda-feira foram reabertos 70 dos 108 parques municipais em São Paulo. Os parques do Carmo (zona Leste) e Ibirapuera estão funcionando com horário reduzido, entre as 6h e as 16h; os demais, das 10h às 16h. Está permitido um índice de ocupação de apenas 40%, e o uso de máscaras é obrigatório. Parques infantis, quadras de esporte e bebedouros continuam sem funcionar.

“É uma compensação por todo esse sacrifício que a população fez ao longo desses meses, por ficar dentro de casa, para evitar contato, para evitar aglomeração. Agora a gente abre 70 dos nossos 108 parques para população”, ressaltou o prefeito.

Bruno Covas disse ainda que a prefeitura multou 140 bares no último fim de semana, em razão de os estabelecimentos terem funcionado após as 17h, fora do horário permitido. O prefeito ressaltou também que a administração municipal irá apresentar uma decisão, ainda nesta semana, sobre a reabertura de teatros e cinemas. 

Leitos

Covas afirmou que a prefeitura está discutindo com o governo do estado a utilização de leitos de terapia intensiva – disponibilizados para o tratamento da covid-19 – em cirurgias eletivas, sem relação com o novo coronavírus.

“A gente poderia utilizar leito que está hoje disponibilizado para covid não utilizado para poder retomar cirurgias não eletivas na cidade de São Paulo. Isso significa a gente poder operar um paciente oncológico, que hoje, às vezes, tem que esperar porque tem que ficar um leito, sem ser utilizado, para a área da covid”, disse.

Por Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil

Claudia Leitte, Elba, Fafá: Shows comemoram Dia da Mulher

Corrida para mulheres ocorreu no começo da manhã de hoje (8), no Ibirapuera (Governo do Estado de SP/Fotos Públicas)

O Parque do Ibirapuera terá uma programação especial ao longo deste domingo, 8 de março, Dia Internacional da Mulher. As atrações começaram logo cedo com uma corrida pelas ruas e avenidas da região.

A partir das 12h, vários shows gratuitos, todos em parceria com a Orquestra Jazz Sinfônica Brasil, vão agitar o público.

A cantora Fafá de Belém abre a programação cultural, seguida da dupla Anavitória. Na sequência, sobem ao palco as intérpretes Bebé Salvego, Luiza Possi, Leila Pinheiro, Roberta Sá, Elba Ramalho e Paula Lima.

O encerramento da programação cultural está previsto para 17h, com um grande show de Claudia Leitte.


Lei em São Paulo proíbe fumar em parques públicos

Por Flávia Albuquerque

(Gildson di Souza/Prefeitura de SP/via Fotos Públicas)

O prefeito Bruno Covas sancionou hoje (30) lei – aprovada pela Câmara Municipal de São Paulo – que proíbe fumar nos parques públicos municipais da cidade. A lei passa a valer em 60 dias e não será permitido o consumo de cigarros, cigarrilhas, charutos, cachimbos, narguilés, vape ou qualquer produto fumígeno, derivado ou não do tabaco.

Quem for pego em flagrante fumando nos parques estará sujeito a uma multa de R$ 500, aplicada em dobro na reincidência.

“Não combina o uso do cigarro com um espaço em que se quer preservar a natureza, conviver com a família, praticar esportes. Enfim, não tem nenhuma relação o uso do fumo em espaços como esse. Portanto, sancionei a lei, fico muito feliz de poder ter sancionado essa iniciativa e vamos agora conscientizar a população da importância desta lei”, disse o prefeito Bruno Covas.

Os parques receberão placas com o aviso da proibição e valor da multa. A expectativa do prefeito é que, em 60 dias, as placas já estejam colocadas e esteja finalizada a discussão com os conselhos gestores dos parques, formado por integrantes da população, que serão os responsáveis pela definição das áreas destinadas aos fumantes.

Segundo Covas, a fiscalização será feita pelos agentes da Secretaria do Verde e Meio Ambiente, com o apoio da Guarda Civil Municipal – GCM.

Como será

A multa será aplicada por meio da identificação com documento de identidade, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e endereço para onde será enviado um boleto. Haverá ainda um canal para os frequentadores denunciarem os infratores.

“A GCM vai ajudar os fiscais da Secretaria do Verde e Meio Ambiente. Quem aplicará a multa será o fiscal, o GCM ajuda a dar segurança, porque muitas vezes os fiscais ficam inibidos porque sofrem ameaças”, explicou o prefeito.

Para ele, não haverá problemas na aceitação da lei, porque a questão é cultural, e deve ser incorporada pela população assim como ocorreu com a lei que proíbe o fumo em restaurantes e bares.

“Quando foi aprovada a lei que proíbe fumar em restaurantes em São Paulo a preocupação era com a fiscalização. Hoje, nós não temos nenhuma multa aplicada em bares e restaurantes e ninguém fuma nesses locais. Já virou uma questão cultural. Muito mais do que punir as pessoas, é uma questão de conscientização”, finalizou o prefeito.