Polícia encontra corpo com bilhete perto da fronteira de Brasil e Paraguai

A Polícia Nacional do Paraguai encontrou um corpo feminino na estrada vicinal de Pedro Juan Caballero neste domingo (17). Ao lado do cadáver, havia um bilhete escrito: “Matei 3 meninas inocentes, fique de exemplo pjc”.

As autoridades investigam se esse crime tem alguma relação com o atentado em 9 de outubro. As vítimas foram Osmar Grance, 32, Kaline Reinoso de Oliveira, 22, Rhamye Jamilly Borges de Oliveira, 18, e Haylee Carolina Acevedo Yunis, 21, filha de Ronald Acevedo, governador de Amambai, no Paraguai.

As primeiras apurações são de que o corpo encontrado hoje era de uma mulher de 23 anos, que seria sobrinha da pessoa quem organizou o atentado. O boletim de ocorrência diz que a vítima foi localizada por volta das 0h30 e teria sido morta por disparo de uma pistola de calibre de 9 milímetros.

Operações Policiais 

A Polícia Nacional do Paraguai prendeu na última segunda-feira (11) seis pessoas suspeitas de envolvimento em chacina. 

A polícia investiga se há envolvimento do Primeiro Comando da Capital (PCC) no caso, já que a região tem forte presença de facções do crime organizado voltadas para o tráfico internacional de drogas.

Por TV Cultura

Túnel para resgatar integrantes do PCC é descoberto no Paraguai

(Twitter/Reprodução)

Um túnel construído para resgatar presos ligados à facção criminosa PCC foi descoberto por autoridades paraguaias, em Pedro Juan Caballero. Um brasileiro e três paraguaios foram presos pela polícia.

Três dos presos estavam dentro do túnel, enquanto que o brasileiro foi preso perto da casa usada pela quadrilha. Os suspeitos confessaram que o objetivo era resgatar 80 integrantes da facção.

A casa usada fica a 200 metros da penitenciária. O túnel, segundo autoridades do Paraguai, tinha 14 metros de profundidade e altura suficiente para que uma pessoa andasse em pé.

*com informações da Agência Brasil