Carne de frigoríficos do Estado tem importação suspensa pela China

A China suspendeu temporariamente, hoje (24), a importação de carne bovina de dois frigoríficos do interior do Estado de São Paulo. As unidades produzem o alimento nas cidades de Lins e Promissão.

Outros dois frigoríficos, de Senador Canedo, Goiás, e de Várzea Grande, Mato Grosso, também tiveram a importação suspensa. A informação foi divulgada pela Administração Geral de Alfândegas da China (GACC).

As quatro unidades afetadas pertencem a Marfrig e a JBS , sendo dois frigoríficos cada. O órgão chinês não justificou a suspensão.

No ano passado, a China já havia suspendido importação de carne bovina do Brasil. A decisão foi tomada após o registro de dois casos atípicos da doença da vaca louca em frigoríficos do MT e de MG. A situação permaneceu por mais de dois meses.

Passageiros da CPTM enfrentam quase três horas de lentidão

Passageiros entram e saem do trem. No alto da foto é possível ler na placa o nome da estação Grajaú.

Uma falha de sinalização na estação Grajaú da Linha 9-Esmeralda dos trens metropolitanos ocasionou hoje (24) quase três horas de caos para passageiros que utilizam o transporte. O problema ocorreu entre as 5h e 7h45 da manhã e deixou estações superlotadas, escadas rolantes desligadas e trens lentos.

De acordo com comunicado da ViaMobilidade, concessionária que administra a linha desde o início do ano, os trens circularam com velocidade reduzida e maior tempo de parada entre as estações Grajaú e Jurubatuba devido à falha, que está em análise pela área de manutenção da concessionária.

Por causa das constantes falhas na linha, a Secretaria de Transportes Metropolitanos (STM) multou a ViaMobilidade, que além da operação e manutenção da Linha 9-Esmeralda, também é responsável pela Linhas 8-Diamante, em mais R$ 3,6 milhões.

Passageiros entram e saem do trem. No alto da foto é possível ler na placa o nome da estação Grajaú.
(Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

Com isso, o total de penalidades por não cumprimento contratual é de R$ 7,9 milhões. A secretaria é responsável pelo monitoramento e acompanhamento de todas as concessões feitas pela pasta.

Em março deste ano, a STM já havia multado a ViaMobilidade em R$ 4,3 milhões, após a instauração de processos administrativos sancionadores, em razão de descumprimentos de procedimentos operacionais e da interrupção da prestação do serviço. A concessionária apresentou defesa dentro do prazo estipulado, que está sendo analisada pela pasta.

Reincidentes episódios de falhas, denominados incidentes notáveis, passaram por análise administrativa e geraram novas multas à ViaMobilidade. Alguns exemplos das falhas são a abertura de portas do lado contrário à plataforma, desrespeito à sinalização de via e questões contratuais relacionadas à operação.

O Ministério Público de São Paulo também entrou no caso e pode pedir o rompimento de contrato de concessão da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) com a ViaMobilidade. Desde o momento em que a concessionária assumiu a concessão, o MP abriu duas linhas de investigação para averiguar os problemas: uma pela Promotoria do Patrimônio Público e outra pela Promotoria do Consumidor.

Cerca de 600 mil passageiros utilizam a Linha 9-Esmeralda por dia. Na Linha 8-Diamante são 500 mil.

Vereador é condenado por declarações antissemitas

Adilson Amadeu, de terno e gravata, usando máscara, discursa ao microfone da Câmara Municipal enquanto aponta os dois dedos indicadores para si mesmo.

A Justiça determinou a condenação do vereador paulista Adilson Amadeu (União Brasil) por ataques antissemitas ao vereador Daniel Annenberg (PSDB) durante uma sessão na Câmara Municipal de São Paulo.

Após votar contra um projeto de lei do colega, o político tucano foi ofendido. A pena de um ano e quatro meses de prisão, determinada na Justiça, foi convertida em trabalhos comunitários pelo mesmo período.

Além disso, Amadeu também terá que pagar multa de um salário-mínimo e indenização de R$ 10 mil por danos morais.

Adilson Amadeu, de terno e gravata, usando máscara, discursa ao microfone da Câmara Municipal enquanto aponta os dois dedos indicadores para si mesmo.
Adilson Amadeu, vereador de São Paulo (Giovanna Cecchi/Câmara de SP)

Logo após o ocorrido, o vereador havia se desculpado com a comunidade judaica e alegado que se “excedeu” no “calor da discussão”. A juíza da 31ª Vara Criminal de São Paulo, Ana Helena Mellim, determinou as declarações como injúria racial, incluindo ofensas de raça, cor, etnia e religião.

Ela também considerou que a fala do vereador não estava protegida pela imunidade parlamentar.

Motoristas e cobradores aprovam estado de greve

Valdevan Noventa, presidente do Sindmotoristas, fala do alto de uma sacada diante de centenas de motoristas e cobradores no meio na rua.

Motoristas e cobradores de São Paulo aprovaram, na tarde de ontem (23), o estado de greve. A categoria quer reajuste de 12,47%, mais aumento real, dentre outras reivindicações.

No encontro, realizado na rua em frente ao sindicato da categoria, os trabalhadores aprovaram também a realização de protesto nos terminais nesta quarta-feira (25), às 14h.

Valdevan Noventa, presidente do Sindmotoristas, fala do alto de uma sacada diante de centenas de motoristas e cobradores no meio na rua.
Valdevan Noventa, presidente do Sindmotoristas fala à categoria (SindmotoristasReprodução)

Segundo nota divulgada pelo sindicato, a proposta de reajuste para a categoria, oferecida pelas empresas, é “indecente”.

“Gananciosos e insensíveis, os concessionários do sistema do transporte público urbano de São Paulo não estão preocupados com as consequências do seu jogo sujo, o quanto isso pode afetar os condutores, usuários de ônibus e a população em geral”, criticou Valdevan Noventa, presidente do Sindmotoristas.

Doria retira pré-candidatura à presidência

João Doria posicionado de perfil para a foto olhando reto para frente.

Em pronunciamento dado nesta segunda-feira (23), o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) anunciou que irá deixar a disputa presidencial. A decisão foi tomada por conta da resistência enfrentada pelo tucano tanto dentro quanto fora do partido.

“Para as eleições deste ano me retiro da disputa com o coração ferido, mas com a alma leve”, afirmou o ex-prefeito de São Paulo.

Pouco antes de vir a público anunciar a desistência, Doria se encontrou com membros da alta cúpula do PSDB, que pediram para que ele abrisse mão das eleições do final do ano para reforçar a opção do partido pela candidata da terceira via Simone Tebet (MDB).

João disse que entendia não ser a escolha do PSDB para “uma alternativa para oferecer aos eleitores que não querem os extremos”.

Preço médio do Diesel é o maior desde 2004

Caminhão que transporta combustível estacionado diante de tanques de armazenamento de combustível. Na lataria do caminhão é possível ver a marca da Petrobras: "BR".

Relatório da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) referente aos combustíveis na semana entre os dias 15 e 21 de maio mostrou com o valor do diesel subiu e bateu recorde. O preço médio do litro é de R$ 6,943, maior valor desde o início do levantamento em 2004.

O valor é 1,3% maior do que a média de R$ 6,487 do balanço anterior, do período entre 8 a 14 de maio.

O maior preço encontrado foi na cidade de Cruzeiro do Sul, localizado no Acre. O litro do diesel está em R$ 8,30. Já o menor valor foi localizado no município de Cornélio Procópio, no Paraná. O motorista está pagando R$ 5,49 no litro do combustível.

Em compensação, o preço da gasolina caiu pela primeira vez em cinco semanas. O valor médio do combustível é de R$ 7,275, uma queda de R$ 0,023 comparado ao semana anterior.

A gasolina mais cara foi localizada no Guarujá, cidade do litoral paulista, onde o consumidor está pagando, em média, R$ 8,59. O mais barato está no interior de São Paulo, com o preço médio sendo R$ 6,25 no município de Jaú.

Zelensk diz que mundo precisa aprender “como evitar este tipo de guerra”

Volodymyr Zelensky tem a imagem projetada em um telão durante o Fórum Econômico Mundial

Volodymyr Zelensky abriu o Fórum Econômico Mundial nesta segunda-feira (23). Em Davos, na Suíça, o presidente da Ucrânia apelou que os demais líderes mundiais trabalhem na criação de mecanismos que impeçam novas guerras. O evento deste ano proibiu a participação da Rússia, que atualmente invade a nação vizinha.

“Vemos que o mundo escuta e acredita na Ucrânia, mas precisamos aprender a como prevenir esse tipo de guerra no futuro. Não esperem que a Rússia use as armas químicas, biológicas e nucleares. Protejam a liberdade, para que a Rússia e qualquer outro país do mundo que pense em invadir seu vizinho tenha sanções imediatas”, afirmou o ucraniano em seu discurso.

Volodymyr Zelensky tem a imagem projetada em um telão durante o Fórum Econômico Mundial
(Sikarin Fon Thanachaiary/World Economic Forum)

Para Zelensky, “é preciso que haja um precedente de punição aos agressores. Se o agressor perder tudo, isso será o preço que terminará com a motivação para que comece ou continue uma guerra. O mundo ainda não tem as ferramentas prontas para isso. A motivação para nós é muito simples: a humanidade deveria ter as ferramentas para se proteger contra a fome”.

O presidente ucraniano concluiu que seu país precisará de pelo menos US$ 5 bilhões (cerca de R$ 24,4 bilhões na cotação atual) mensais para se reconstruir após o fim do conflito. Autoridades da União Europeia (UE) já estimaram o valor em trilhões de euros.

Falsa granada é desativada em frente ao consulado da Rússia

Portão de entrada do consulado da Rússia em São Paulo.

Após cerca de três horas de interdição, policiais militares especialistas em bombas desativaram uma suposta granada deixada em frente ao consulado da Rússia, em São Paulo. A ocorrência teve início na noite de domingo (22) e terminou no começo da madrugada de hoje (23).

Segundo o G1, os PMs usaram um robô para se aproximar e realizar o trabalho de desativação. Após análise, os policiais concluíram se tratar de um falso explosivo.

Polícia apreende celulares comprados no Paraguai

Policial Militar apresenta celulares encontrados dentro de carro. Caixas são empilhadas no chão.

A Polícia Rodoviária estadual de São Paulo apreendeu celulares sem nota fiscal sendo transportados em um carro. Os aparelhos, segundo a corporação, foram comprados no Paraguai.

O flagrante aconteceu durante a Operação Sufoco, em Tarabai, região de Presidente Prudente, Oeste do Estado.

Policial Militar apresenta celulares encontrados dentro de carro. Caixas são empilhadas no chão.
(Polícia Militar de SP/ Reprodução)

“O material foi apreendido e encaminhado à Polícia Civil, que investiga todas as circunstâncias dos fatos”, informa a PM, em nota.

A Polícia Militar não diz quantos aparelhos foram apreendidos, nem o modelo.

Após semana gelada, frio perde força e Capital chega a 24ºC

Homem de blusa e capuz, usando máscara, parado ao sol. Ao fundo é possível ver desfocadas outras pessoas com blusa e máscara.

Depois da última semana em que uma massa de ar polar derrubou as temperaturas em todo o país, a partir de domingo (22), o frio perde força sobre as regiões e as tardes ainda serão amenas, mas as manhãs terão aumento na temperatura.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), algumas capitais amanheceram neste domingo (22) com temperaturas próximas a 10 gruas Celsius (°C) ou menos e possibilidade de geada em áreas do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e Serra da Mantiqueira (SP e MG).

A partir de amanhã (23), todo o Centro-sul do país deixa de sentir a sensação de frio. O Rio de Janeiro volta a registrar 27°C, São Paulo alcança os 24°C e a previsão é de temperaturas agradáveis na Região Sul, considerando a época do ano, que não registra calorão nestas regiões.

Homem de blusa e capuz, usando máscara, parado ao sol. Ao fundo é possível ver desfocadas outras pessoas com blusa e máscara.
(Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Durante a próxima semana e até o fim do mês de maio, os dias seguem o padrão normal dentro da Climatologia. A massa de ar seco segue atuando no Centro-sul do Brasil, e os índices de umidade do ar tendem a cair.

Volta a chover sobre o Rio Grande do Sul ao longo da semana e os dias terão grande amplitude térmica, ou seja, manhãs e noites frias, mas com tardes quentes.

Segundo os meteorologistas, os modelos meteorológicos indicam que, em meados de junho, há previsão para a chegada de uma nova massa de ar polar, que resulta em uma onda de frio tão intensa quanto a observada nos últimos dias.

Campo

As temperaturas baixas da última semana e ocorrência de geadas no Centro-sul do país poderão impactar os cultivos de milho e feijão de segunda safra, que se encontram em fases fenológicas sensíveis, além das hortaliças e das culturas perenes como o café, cana-de-açúcar e frutas.

Segundo o Inmet, outro fator importante é que a queda de temperatura e a maior intensidade de geada podem ocasionar a ocorrência da temperatura letal, ou seja, uma temperatura que promove danos mais graves e irreversíveis às culturas.

Os registros de temperaturas nas estações meteorológicas menores que 2°C na fase de florescimento, por exemplo, podem comprometer a cultura do milho, enquanto 1°C, nesta mesma fase, impacta severamente a cultura do feijão (o feijão é afetado por temperaturas mais altas que essa).

Café e banana

Por ser uma cultura pouco tolerante ao frio, no caso do café, a ocorrência de temperaturas abaixo de 0°C no abrigo podem provocar danos parciais ou totais à planta. Já para a cultura da banana, temperaturas inferiores a 4°C podem ocasionar danos nas folhas e prejudicar os frutos em formação. A ocorrência e intensidade de geadas podem ser amenizadas a depender do relevo e velocidade dos ventos.

Geada

A geada é um fenômeno causado pela ocorrência de baixas temperaturas e seu efeito nas plantas varia de acordo com a espécie, a sua tolerância ao frio e a fase fenológica em que ela se encontra e sua ocorrência resulta, muitas vezes, em severos prejuízos econômicos principalmente se ocorrem precoce ou tardiamente.