Gás de cozinha custa R$ 95, em média, aponta ANP

Bocas de fogão a gás acesas

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustível (ANP) divulgou hoje (7) a média semestral nacional do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), o gás de cozinha. O valor do botijão de 13 quilogramas (kg) ficou em R$ 95,63, entre junho e novembro deste ano.

Segundo a ANP, a medida atende ao decreto 10.881, publicado na semana passada, que obriga a agência a divulgar todo mês, até o décimo dia útil do mês, a média nacional dos últimos seis meses do GLP.

O sistema de levantamento de preços da agência mostra que, na última semana, Cuiabá foi a capital com o maior preço para o botijão de 13 quilos do GLP, R$ 120,31, enquanto Salvador ficou com o menor valor, R$ 92,59.

Bocas de fogão a gás acesas
(Photo Mix/Pixabay)

Em relação à gasolina comum, o litro mais em conta foi comercializado nos postos de combustíveis de Macapá: R$ 5,938. O Rio de Janeiro teve o valor mais alto para o litro da gasolina comum, R$ 7,208.

Curitiba teve o menor para o litro do óleo diesel: R$ 4,949. A pesquisa da ANP mostra que Rio Branco teve o litro mais alto do diesel: R$ 6.071.

A coleta de preços foi feita entre 28 de novembro e 4 de dezembro.

Por Agência Brasil

MPF pede arquivamento do processo do triplex contra Lula

O Ministério Público Federal (MPF) reconheceu a prescrição das acusações contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo relacionado ao triplex do Guarujá, no litoral do estado de São Paulo, e pediu assim o arquivamento do caso.

O processo do triplex foi uma das ações da Operação Lava Jato que foram transferidas da Justiça Federal de Curitiba para a Justiça Federal de Brasília, depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu, em abril deste ano, que esse e outros processos contra o ex-presidente não estavam relacionados à corrupção na Petrobras, foco inicial da Lava Jato.

Mais tarde, em junho, a Corte declarou a parcialidade do ex-juiz federal Sergio Moro na condenação de Lula no caso do triplex e confirmou a anulação da sentença.

(Reprodução)

Em Curitiba, o petista havia sido condenado a 12 anos e um mês de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro envolvendo a propriedade do apartamento no Guarujá. O veredicto levou o ex-presidente à prisão por 580 dias.

Com a anulação da condenação e a transferência do caso para Brasília, a investigação teria que ser retomada desde o início, e as provas colhidas no processo original em Curitiba foram invalidadas e não poderiam ser reaproveitadas em um eventual novo julgamento.

A nova decisão

Em decisão assinada nesta segunda-feira (06/12), a procuradora da República Márcia Brandão Zollinger reconheceu, por fim, a prescrição das acusações com o argumento de que o Supremo já havia anulado as condenações de Lula mais cedo neste ano.

Segundo a procuradora, a Corte “decretou a nulidade de todos os atos decisórios” de Moro, “razão pela qual foram tornados sem efeito todos os atos que consubstanciaram marcos interruptivos da prescrição”.

“Dessa forma, em cumprimento à decisão do Supremo Tribunal Federal, as provas colhidas não podem ser aproveitadas, pois a nulidade imposta alcança os atos pré-processuais. Não é possível, portanto, a mera ratificação da denúncia”, completa Brandão Zollinger.

Aos 76 anos, Lula foi ainda beneficiado por sua idade, já que o prazo para a prescrição cai pela metade após os 70 anos.

“Nesse contexto, quanto às imputações relacionadas ao pagamento de reforma, ocultação e dissimulação da titularidade do apartamento 164-A, triplex, e do beneficiário das reformas realizadas, verifica-se a ocorrência da extinção da punibilidade pela prescrição da pretensão punitiva estatal relativamente aos investigados septuagenários”, diz a decisão.

Considera-se que um caso “prescreveu” quando o processo de um suposto crime do passado leva muito tempo para ser julgado. Essa contagem é feita a partir da data do delito investigado até o momento em que o juiz dá início a uma ação penal após receber a denúncia.

Lula e Moro se pronunciam

Em nota, os advogados de Lula, Cristiano Zanin e Valeska Teixeira Martins, comemoraram a decisão do Ministério Público do Distrito Federal e lançaram críticas à atuação de Moro.

“O pedido de arquivamento apresentado pelo MPF deve pôr fim a caso que foi construído artificialmente a partir do conluio do ex-juiz Sergio Moro e do ex-procurador Deltan Dallagnol para prender o ex-presidente Lula, retirá-lo das eleições de 2018 e para atacar indevidamente sua reputação, tal como sempre sustentamos”, diz o texto.

Moro também se pronunciou nesta terça-feira, afirmando que “manobras jurídicas enterraram de vez o caso do triplex de Lula, acusado na Lava Jato”. “Crimes de corrupção deveriam ser imprescritíveis, pois o dano causado à sociedade, que morre por falta de saúde adequada, que não avança na educação, jamais poderá ser reparado”, escreveu no Twitter.

Por Deutsche Welle
ek (ots)

Receita apreende calçados falsificados no Brás

Agente da receita federal, no meio do corredor de um shopping popular, com mercadorias encostadas nas paredes

A Receita Federal realiza, hoje (7), a operação Pseudópodes 6, que tem como foco combater a venda de calçados falsificados de origem estrangeira. A ação ocorre em um shopping do Brás, na cidade de São Paulo.

Conforme levantamentos preliminares, a Receita Federal espera apreender 150 mil pares de calçados, com valor de mercado total aproximado de R$ 12 milhões.

As mercadorias que estão sendo apreendidas são de origem estrangeira e estão sem documentação que comprove a regular importação, além de apresentarem indícios de falsificação. Vários fundos falsos, onde eram escondidos calçados, já foram localizados.

Agente da receita federal, no meio do corredor de um shopping popular, com mercadorias encostadas nas paredes
(Receita Federal/Reprodução)

O termo pseudópodes, que dá nome à operação, vem do grego e significa falsos pés. É usado na biologia e se refere a estruturas utilizadas para locomoção e alimentação de protozoários e leucócitos.

É a sexta vez nos últimos anos que a Receita Federal atua contra a venda de calçados falsificados de origem estrangeira na região do Brás.

(Receita Federal/Reprodução)

A prática identificada e combatida pela Receita Federal lesa os comerciantes, importadores e produtores brasileiros que atuam na legalidade, subtrai os empregos legítimos e sonega tributos, que deixam de ser recolhidos aos cofres públicos.

Além da perda das mercadorias apreendidas, os responsáveis devem ser representados pelo crime de contrabando.

(Receita Federal/Reprodução)

De Sinatra a Jobim como hóspedes, Maksoud Plaza encerra atividades

Imagem mostra prédio onde funcionava o hotel Maksoud Plaza, ao cair da noite, com luzes de alguns quartos acesas. Ao fundo, prédios menores.

hotel Maksoud Plaza, tradicional hospedagem localizada na região da Avenida Paulista em São Paulo, suspendeu nesta terça-feira (7) todas as suas reservas em meio a um processo de recuperação judicial iniciado em setembro do ano passado.

Grandes ícones da música mundial já passaram pelo endereço, como Frank Sinatra, Tom Jobim, Ray Charles e Axl Rose, vocalista da banda Guns N’ Roses. A ex-primeira-ministra da Inglaterra Margareth Thatcher também se hospedou no hotel que foi inaugurado em 1979.

O estabelecimento enfrenta diversas batalhas judiciais, incluindo membros da família fundadora. No momento, o hotel acumulou muitas dívidas com a Hidroservice, a holding responsável pela construção.

Imagem mostra prédio onde funcionava o hotel Maksoud Plaza, ao cair da noite, com luzes de alguns quartos acesas. Ao fundo, prédios menores.
(Rede social/via TV Cultura)

Sendo assim, a empresa precisou usar o lucro de reservas e serviços para pagar o valor que já passa de R$ 100 milhões.

Sem recursos para se manter em atividade, a saída foi uma “medida emergencial”. Não há uma previsão do retorno das atividades do hotel. Especula-se que o icônico prédio será transformado em um hospital da rede particular.

No perfil oficial do seu Instagram, o Maksoud Plaza emitiu uma nota oficial informando o encerramento das atividades e também afirmou que as pessoas que já fizeram reservas serão reembolsadas.

Por TV Cultura

EUA avisam que enviarão tropas se Rússia invadir Ucrânia

Na véspera de uma reunião por teleconferência entre os presidentes Joe Biden e Vladimir Putin, os Estados Unidos anunciaram nesta segunda-feira (06/12) que enviarão mais soldados ao Leste da Europa diante da ameaça de uma invasão da Ucrânia pela Rússia.

A Casa Branca comunicou que Biden avisará Putin nesta terça-feira que está preparado para reforçar a fronteira oriental da Otan com tropas adicionais caso a Rússia ataque ou invada a Ucrânia.

A Casa Branca ressalvou, porém, que o envio de tropas não equivale a uma “resposta militar direta” dos Estados Unidos, mas ocorreria no âmbito de uma combinação de vários elementos: apoio ao exército ucraniano, fortes sanções econômicas e um aumento substancial do apoio aos aliados na Otan.

Vladimir Putin, presidente da Rússia (Rede social/Reprodução)

Em paralelo, o Departamento de Defesa dos EUA anunciou não acreditar que um conflito seja inevitável porque “há tempo e espaço para a diplomacia” e que “nada mudou” no que diz respeito ao apoio dos EUA à Ucrânia.

Temor de invasão

O Pentágono afirmou estar acompanhando com atenção os movimentos do presidente russo, que está somando “capacidades militares na parte ocidental do seu país e em torno da Ucrânia”.

Os serviços secretos dos Estados Unidos estimam que a Rússia tem cerca de 70 mil soldados, juntamente com equipamento e artilharia, mobilizados na fronteira ucraniana e suspeitam que possa estar preparando um ataque, que viria já em 2022, de acordo com funcionários citados pela imprensa americana.

Do lado russo, o Kremlin comunicou que Putin vai procurar firmes garantias de Biden de que a Ucrânia jamais venha a ser incluída nos planos de expansão da Otan, mas Biden já indicou que não dará essa garantia. 

Ameaça de sanções econômicas

Apesar de sanções econômicas não terem conseguido até agora que o Kremlin alterasse as suas decisões, segundo numerosos observadores, o governo dos EUA assegura que desta vez adotará medidas punitivas sem precedente.

Ao mesmo tempo, Washington está apostando na coordenação com parceiros europeus. Na segunda-feira houve uma reunião entre Biden e líderes da Alemanha, França, Itália e Reino Unido. Depois do encontro, esse grupo de Estados exprimiu a sua determinação em que a soberania da Ucrânia seja respeitada, segundo um comunicado da presidência francesa.

O premiê britânico, Boris Johnson, disse que o grupo concordou em apresentar uma frente unidade em torno da questão ucraniana.

Envolvido nessa mesma atividade diplomática, o secretário de Estado Antony Blinken falou ao telefone com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, e reiterou o apoio de Washington.

Por Deutsche Welle
as (Lusa, AP)

São Paulo e Athletico-PR garantem permanência na Série A do Brasileiro

As torcidas de São Paulo e Athletico-PR, enfim, respiram aliviadas. A vitória do Tricolor sobre o Juventude, por 3 a 1, e o empate sem gols do Furacão com o Palmeiras garantiram, nesta segunda-feira (6), a permanência de paulistas e paranaenses na Série A do Campeonato Brasileiro.

No Morumbi, aos quatro minutos do primeiro tempo, Emiliano Rigoni cruzou pela direita e o também atacante Luciano, de cabeça, abriu o placar. Aos 42, Luciano desviou a cobrança de escanteio do lateral Reinaldo e o goleiro Douglas Friedrich deu rebote, que o atacante Jonathan Calleri aproveitou para ampliar.

Os gaúchos pressionaram na etapa final e descontaram aos 17 minutos. O lateral Michel Macedo cruzou rasteiro pela direita e o atacante Sorriso completou para as redes. Três minutos depois, porém, Miranda lançou a bola na área, Luciano apareceu às costas do também zagueiro Rafael Foster e finalizou na saída de Douglas Friedrich, garantindo a vitória tricolor.

(Fernando Alves/EC Juventude/via Agência Brasil)

O São Paulo subiu para 48 pontos, provisoriamente na 12ª posição, abrindo cinco pontos para o Z4, a uma rodada do fim. O Juventude, por enquanto em 16º, pode terminar a rodada na zona de rebaixamento se o Dourado pontuar contra o Fortaleza, em partida que iniciou às 20h (horário de Brasília) desta segunda.

Empate na Arena

Na Arena da Baixada, em Curitiba, mesmo recheado de meninos do sub-20, o Palmeiras assustou o Athletico-PR. Aos 20 minutos, o lateral Gabriel Garcia cruzou pela esquerda e o atacante Vitinho cabeceou na trave esquerda. Aos 34, o árbitro de vídeo (VAR) verificou um possível pênalti de Thiago Heleno, por mão na bola na área, mas as imagens mostraram, na origem do lance, uma falta de Vitinho no também zagueiro Pedro Henrique, que foi marcada.

Antes do intervalo, o Furacão pressionou e teria aberto o placar com o atacante Pedro Rocha e o meia Canesin, não fossem duas boas defesas do goleiro Vinícius. No segundo tempo, o time da casa seguiu em cima e teve várias chances de sair na frente, mas pecou na pontaria. Quando a bola foi em direção ao gol, Vinícius salvou uma cabeçada de Bissoli e o zagueiro Michel evitou – quase na linha – o que seria um golaço do também atacante Nikão.

O empate levou os paranaenses, que ocupam neste momento o 13º lugar, aos 46 pontos, o que os impede de serem alcançados pelas equipes que figuram no Z4. O Palmeiras, com 63 pontos, não perde mais a terceira posição.

A última rodada do Brasileiro será nesta quinta-feira (9), com todos os jogos iniciando às 21h30. O Juventude encara o Corinthians no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS) e tem de ganhar se quiser evitar a queda à Série B. O Palmeiras enfrenta o Ceará na Arena Barueri, na grande São Paulo. O São Paulo visita o América-MG no Independência, em Belo Horizonte, enquanto o Athletico pega o Sport na Arena Pernambuco.

Por Agência Brasil

Chuva deixa Capital em estágio de ‘Atenção’ para alagamentos

A Capital paulista entrou em estágio de ‘Atenção’ para alagamentos no meio da tarde de hoje (6). Por volta de 14h40, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE-SP) incluiu risco de alagamento nas zonas Norte, Oeste, além das Marginais Tietê e Pinheiros.

“Conforme imagens do radar meteorológico do CGE da Prefeitura de São Paulo, mostram precipitação moderada e com lento deslocamento na Zona Norte, em Perus e Anhanguera”, informou o órgão.

No fim de semana, a Defesa Civil do Estado de São Paulo emitiu um alerta para risco de chuva forte, com ventania.

Segundo o órgão, o temporal pode provocar alagamentos e deslizamento de terras.

Grande São Paulo

(Pref. de Barueri/Reprodução)

A chuva forte chegou a Grande São Paulo com o mesmo potencial de provocar enchentes. Segundo o CGE-SP, “nos municípios de Santana do Parnaíba e Barueri, a chuva é forte com potencial para queda de granizo e também lento deslocamento”.

As mesmas condições podem se espalhar pela cidade de São Paulo.

Rodovia

A chuva que avançou sobre a região metropolitana durante a tarde também atingiu as rodovias. Apesar disso, não houve incidentes graves.

Novo Vale do Anhangabaú é reaberto ao público

Ciclista, com mochila nas costas, observa o vale do anhangabaú do alto do viaduto do Chá.

O Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo, reabriu nesta segunda-feira (6) após a concessionária Viva o Vale assumir a operação do local. O objetivo é que o espaço receba eventos de música, teatro, gastronomia, além de locação de espaços para comércio e alimentação.

O contrato foi assinado em julho deste ano e terá duração de dez anos. A requalificação do Vale do Anhangabaú teve início em maio de 2019, ao custo de R$ 105,6 milhões para o cofre municipal.

Na obra, o piso foi trocado por um material rígido e placas de cimento e recebeu uma nova galeria, onde passam cabos e tubulações.

Ciclista, com mochila nas costas, observa o vale do anhangabaú do alto do viaduto do Chá.
(Rovena Rosa/Agência Brasil)

Segundo a prefeitura, 355 árvores foram preservadas ao longo do vale, 177 novas foram plantadas e 56 foram transplantadas.

Pista de skate

O vale ganhou uma nova pista de skate, com 981,3 metros quadrados. Foram instaladas 850 fontes para operar isoladamente ou formar um espelho d’água com 90% de reaproveitamento. O sistema de iluminação tem 28 pontos de 18 metros de altura, além de 103 pontos de iluminação sob as árvores e 172 pontos de iluminação para o pedestre.

Petrobras desmente Bolsonaro sobre queda no preço dos combustíveis

A Petrobras desmentiu o Presidente Jair Bolsonaro sobre eventual queda no preço dos combustíveis nos próximos dias. No fim de semana, Bolsonaro disse a estatal anuncia, a partir desta semana, “pequenas reduções” no valor dos combustíveis.

Mas, em comunicado ao Mercado Financeiro, na manhã de hoje (6), a estatal informou que “em relação às notícias veiculadas na mídia a respeito de expectativa de novos reajustes nos preços de combustíveis, esclarece que ajustes de preços de produtos são realizados no curso normal de seus negócios e seguem as suas políticas comerciais vigentes”.

(Agência Petrobras)

No comunicado, a companhia fez questão de destacar que “não antecipa decisões de reajuste” e que todas as decisões tomadas são comunicadas ao Mercado.

“A Petrobras reitera seu compromisso com a prática de preços competitivos e em equilíbrio com o mercado, ao mesmo tempo em que evita o repasse imediato das volatilidades externas e da taxa de câmbio causadas por eventos conjunturais”, publicou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).