Chuva derruba 28 árvores e provoca enchente

Chuva na região de Taboão da Serra, na Grande São Paulo (Viação Pirajuçara/Reprodução)

A chuva que atingiu a região metropolitana de São Paulo, na tarde de hoje (28), provocou ao menos 28 quedas de árvores, segundo números divulgados pelo Corpo de Bombeiros. Além destes chamados, a corporação registrou também duas ocorrências de enchente, mas sem vítimas.

O temporal começou a se formar no começo da tarde. Segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), às 14h30 a região da Marginal Pinheiros e a zona sul foram colocadas em estágio de atenção para alagamentos.

No decorrer da tarde, outras áreas da Capital e da região Metropolitana foram atingidas pela chuva, incluindo a Marginal Tietê. Na região de Taboão da Serra, fotos postadas nas redes sociais mostravam ruas encobertas por enxurrada. Antes do começo da noite, todas as regiões estavam livres do risco de alagamentos.

“As áreas de chuva que atingiram a Capital paulista durante a tarde se afastam em direção ao litoral sul, restando apenas chuva com fraca intensidade”, informou o CGE, em nota.

Previsão do tempo

Segundo o CGE, a primeira quinzena de março será de muita chuva na Capital e na região metropolitana. “Historicamente é um mês chuvoso e geralmente fecha a temporada de verão com precipitação acima da média, que é de 176,0mm. Em 2020, março registrou um déficit de chuva com apenas 86,0mm de média”, informa.

Ainda segundo os meteorologistas do órgão, a previsão para esta semana é de temperaturas amenas na madrugada, com possiblidade de chuva durante a tarde, que pode ser de forte intensidade. Há riscos de alagamentos, principalmente no começo da noite. Nesta segunda-feira (1), os termômetros devem marcar temperatura máxima de 28ºC.

Chuva provoca danos em Embu das Artes e Taboão da Serra

As fortes chuvas que caíram neste domingo (10) na região metropolitana de São Paulo causaram a queda de um muro na cidade de Embu das Artes. A pressão derrubou totalmente uma casa e parcialmente outra no Jardim Sílvia. Ambas foram interditadas pela Defesa Civil do município.

Segundo a prefeitura de Embu das Artes, mais nove casas foram atingidas pelos alagamentos. A prefeitura auxiliou nas necessidades emergenciais e equipes da Secretaria de Serviços Urbanos estão realizando a limpeza do local.

“A prefeitura de Embu das Artes comunica que há no local uma obra da Sabesp recente e que, aparentemente, foi feita de forma irregular e pode ser a desencadeadora do problema. A prefeitura aguarda um posicionamento da Sabesp”, informou a prefeitura por nota.

Em Taboão da Serra, cidade vizinha de Embu das Artes, houve danos, mas segundo a prefeitura foram poucos. “O Córrego Pirajuçara transbordou na Rua Siderópolis, no Jardim Leme, deixando a via interditada por um curto período de tempo. De acordo com a Defesa Civil não houve deslizamentos e nenhuma casa foi afetada”.

A prefeitura informou ainda que a nova administração municipal trabalha desde a posse, no dia 1 de janeiro, para minimizar o efeito da chuva na cidade, com a limpeza dos bueiros.

“Só na primeira semana foram retiradas 500 toneladas de entulho de vias da cidade. A prefeitura pede a colaboração dos moradores para que não joguem nas vias entulho ou materiais em desuso, pois estes itens são levados pela chuva e, consequentemente, acabam nos rios ocasionando transbordamentos”, diz a nota.

Por Flávia Albuquerque, da Agência Brasil

Mulher é presa após matar marido a facadas em Taboão da Serra

O crime ocorreu na noite desta terça-feira(1), na residência da família, na Rua Itu, 185, no Jardim Três Marias. Vizinhos que ouviram os gritos vindos do interior da casa acionaram, inicialmente, uma equipe do SAMU, que, ao chegar no local, constatou que a vítima, o marceneiro Daniel Renato Viana Pereira, 31 anos, já estava sem vida.

O rapaz foi encontrado caído no corredor, junto à porta, esfaqueado no tórax. A autora do crime, Vitória Gouveia Feitoza da Luz, de 18 anos, pegou o filho do casal, de apenas 4 meses, e aguardou a chegada da Guarda Civil Municipal na casa da vizinha.

A jovem foi conduzida à Delegacia Central de Taboão da Serra e autuada em flagrante por homicídio.

De acordo com parentes, o casal estava junto desde dezembro de 2019, mas recentemente as brigas e discussões eram constantes, mesmo após o nascimento da criança.

Vitória contou aos parentes que o marido chegou em casa no início da noite, permaneceu por alguns minutos e saiu. Quando retornou estava visivelmente “alterado”, momento em que ocorreu uma discussão.

Em meio à briga, Vitória pegou uma faca de cozinha e esfaqueou o companheiro.

*Com informações do repórter Paulo Édson Fiore, da rádio Jovem Pan.
O rapaz foi encontrado caído no corredor, junto à porta, esfaqueado no tórax

Quadrilha que fazia migração de pessoas é investigada

Por Fernanda Cruz



A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (31) oito mandados de prisão temporária e 18 mandados de busca e apreensão na Operação Estação Brás e Bengal Tiger contra o contrabando de migrantes e lavagem de dinheiro nas cidades em São Paulo, Embu das Artes (SP), Taboão da Serra (SP) e Garibaldi (RS). A PF considera esta uma das maiores operações internacionais já realizadas.

Desde maio de 2018, policiais investigam estrangeiros domiciliados em São Paulo que estariam liderando organização criminosa voltada à promoção de migração ilegal de pessoas para os Estados Unidos. Os inquéritos policiais tiveram cooperação policial internacional com a agência norte-americana de imigração U.S. Immigration and Customs Enforcement.

A polícia descobriu que o grupo criminoso agia solicitando refúgio e fornecendo documentos de viagem falsos (como passaportes, vistos e cartas de tripulantes marítimos) a migrantes ilegais oriundos de países como Afeganistão, Bangladesh, Índia, Nepal e Paquistão.

Os migrantes desembarcavam no Aeroporto Internacional de Guarulhos, seguiam para Rio Branco (AC), atravessavam a fronteira com o Peru e prosseguiam por via terrestre (ônibus, barco, carona e a pé) até a fronteira do México com os Estados Unidos.

Durante o processo, esses migrantes sofriam maus-tratos, como cárcere privado, agressões físicas e psicológicas. Oito migrantes bengaleses, inclusive, foram sequestrados por cartéis de drogas mexicanos, na cidade de Nuevo Laredo, na fronteira do México com os Estados Unidos em junho deste ano.

Segundo estimativa da PF, a organização criminosa movimentou ao menos 10 milhões de dólares entre 2014 e 2019. Os investigados responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de contrabando de migrantes (qualificado pela submissão a condições desumanas e degradantes), lavagem de dinheiro e organização criminosa, com penas de três a dez anos de prisão, sem prejuízo de responderem por outros crimes que possam ser descobertos ao longo da investigação.

Sarampo: 39 cidades têm vacinação para bebês; veja lista

(Tomaz Silva/Agência Brasil)

A partir desta segunda-feira (12), São Paulo vai vacinar contra sarampo bebês com idade entre 6 meses a menores de 12 meses de 39 cidades paulistas que registraram casos da doença. A medida inclui ainda a aplicação de doses em crianças nessa faixa etária que vão se deslocar para essas cidades. Nesses casos, a vacinação deve ser feita pelo menos 15 dias antes das viagens.

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. A aplicação da chamada “dose D” visa proteger as crianças e não será contabilizada no calendário nacional de vacinação da criança, ou seja, os pais ou responsáveis deverão levar as crianças aos postos para receber a tríplice viral aos 12 meses e também aos 15 meses para aplicação do reforço com a tetraviral, que protege também contra varicela.

Após a aplicação da “dose D”, é preciso aguardar pelo menos 30 dias para aplicação da tríplice aos 12 meses, como prevê o calendário. A relação dos municípios com indicação será atualizada semanalmente, com base na situação epidemiológica. Se necessário, novos municípios serão incluídos nesta estratégica. Os casos entre crianças menores de 12 meses de idade representam 13,6% dos 967 casos existentes no Estado hoje. 80% do total de casos se concentram na capital, com 778.
Vale ressaltar que a  campanha de vacinação contra sarampo focada em jovens de 15 a 29 anos continua em 15 municípios da Grande São Paulo. Desde 10 de junho, 1,2 milhão de pessoas nessa faixa etária foram imunizadas. A meta é vacinar 4,4 milhões até o dia 16 de agosto, data de encerramento da campanha.

Relação das cidades que requerem imunização de bebês de 6 a menores de 12 meses:
· Atibaia
· Barueri
· Caçapava
· Caieiras
· Campinas
· Capital – São Paulo
· Carapicuiba
· Diadema
· Embu
· Estrela D’Oeste
· Fernandópolis
· Francisco Morato
· Guarulhos
· Hortolândia
· Indaiatuba
· Itapetininga
· Itaquaquecetuba
· Jales
· Jundiaí
· Mairiporã
· Mauá
· Mogi das Cruzes
· Osasco
· Peruíbe
· Pindamonhangaba
· Praia Grande
· Ribeirão Pires
· Ribeirão Preto
· Rio Grande da Serra
· Santo André
· Santos
· São Bernardo do Campo
· São Caetano do Sul
· São José do Rio Preto
· São José dos Campos
· Sorocaba
· Sumaré
· Taboão da Serra
· Taubaté

*Conteúdo Secretaria Estadual da Saúde

Leia também

https://spagora.com.br/cameras-gravam-casal-de-andarilhos-colocando-fogo-em-mulher/

Crianças devem ser vacinadas contra o Sarampo antes de viajar

Por  Elaine Patricia Cruz

O Ministério da Saúde soltou nesta terça-feira (6) um comunicado alertando pais, mães e responsáveis que vão viajar com seus filhos de seis meses a menores de um ano de idade para 39 cidades dos estados de São Paulo, Pará ou Rio de Janeiro, onde há surto ativo do sarampo, para que vacinem seus filhos. A recomendação é que todas essas crianças sejam imunizadas contra a doença no período mínimo de 15 dias antes da data prevista para a viagem. Além de proteger, a medida de segurança pretende interromper a cadeia de transmissão do vírus do sarampo no país.

Segundo o Ministério, a vacina não substitui e não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança. Assim, além dessa dose que está sendo aplicada agora, os pais e responsáveis devem levar os filhos para tomar a vacina tríplice viral (D1) aos 12 meses de idade (1ª dose); e aos 15 meses (2ªdose) para tomar a vacina tetra viral ou a tríplice viral + varicela. A vacinação de rotina das crianças deve ser mantida independentemente do planejamento de viagens para os locais com surto ativo do sarampo ou não.

No estado de São Paulo, as cidades com registro de sarampo, segundo o Ministério da Saúde, são: São Paulo, Santos, Fernandópolis, Santo André, Guarulhos, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Mauá, Ribeirão Pires, Mairiporã, Pindamonhangaba, Sorocaba, Diadema, Indaiatuba, Osasco, Barueri, Caçapava, Caieiras, Embu, Estrela D’Oeste, Francisco Morato, Hortolândia, Itapetininga, Itaquaquecetuba, Jales, Mogi das Cruzes, Peruíbe, Praia Grande, Ribeirão Preto, São José dos Campos, Taboão da Serra e Taubaté. No estado do Rio de Janeiro: Rio de Janeiro, Paraty e Nilópolis. No Pará: Monte Alegre, Santarém, Porto do Moz e Prainha.

O Ministério da Saúde registrou, entre os dias 05 de maio e 03 de agosto deste ano, 907 casos confirmados de sarampo no Brasil, em três estados: São Paulo (901 casos), Rio de Janeiro (5) e Bahia (1).

Entidade que atende crianças com câncer precisa de ajuda

Entidade atende 20 crianças e adolescentes que fazem tratamento contra o câncer (Divulgação)

A Casa de Apoio à Criança com Câncer “José Eduardo Cavichio” (Cajec) precisa de doações para manter o serviço assistencial. A Cagec atua há mais de 23 anos e abriga, atualmente, 20 crianças e adolescentes que lutam contra o câncer.

Apesar de fazerem tratamento em São Paulo, esses pacientes são de vários estados diferentes e até de outros países da América Latina.

A instituição é filantrópica, ou seja, sem fins lucrativos, e necessita de todo tipo de doação, como alimentos. Voluntários também podem contribuir com roupas de cama e de banho, agasalhos e produtos de higiene pessoal e de limpeza.

Nota Fiscal

Outra forma de ajudar a entidade é por meio da Nota Fiscal Paulista. Para destinar os créditos para a Cajec, acesse o site: www.nfp.gov.br, faça seu login, e escolha a entidade Cajec.org.br – CNPJ 01.378.697.001/00, e confirme sua doação.

As crianças assistidas recebem várias refeições diárias: café da manhã, almoço, café da tarde, jantar e antes de dormir um lanche. Informações: (011) 4787-7149/4701-4194 ou 9.7121-9806. Email: [email protected].

Depósito Bancário: Banco Itaú Ag.: 0300 C/C 06000-1 ou Bradesco Ag.: 3084-8 C/C 112.510-9.

A instituição está localizada à rua Preciosa, 86 –  Parque Monte Alegre –  Taboão da Serra –  São Paulo.

EMTU altera linhas entre Taboão da Serra e a capital

(EMTU/Reprodução)

A EMTU fez mudanças nas linhas do transporte metropolitano que interligam Taboão da Serra, na grande São Paulo, e a Capital. Desde sábado (15), as novas programações peritem, segundo a empresa, chegar mais rápido ao metrô no Terminal São Paulo-Morumbi (Linha 4 Amarela). Também houve acréscimo de partidas e redução de tarifa na linha 241. A nova operação afeta, ao todo, 1.500 passageiros.

A linha 241 substitui o itinerário do serviço 078BI1 e passa a atender o bairro Parque Marabá, em Taboão da Serra. Na capital, o ponto final da 241 foi transferido de Pinheiros para o Terminal São Paulo-Morumbi, facilitando a integração dos passageiros ao sistema metroferroviário. 

Além disso, segundo a EMTU, a tarifa dessa linha foi reduzida de R$ 5,40 para 4,85. A outra vantagem para quem usa a 241 é que ela funciona também nos finais de semana e o número de partidas aumentou de 24 para 63 nos dias úteis.

Os passageiros da antiga linha 078BI1 pagam agora a tarifa de R$ 4,85 e ganham em frequência dos ônibus com o aumento de partidas de 56 para 63.

Moradores do Jardim Roberto e Jardim Antena, em Taboão da Serra, deixam de ser atendidos pela linha 241, mas continuam com os serviço 078TRO e 090, respectivamente.

Os passageiros da linha 241 que quiserem chegar a Pinheiros, na capital, podem desembarcar  no Terminal Metrô São Paulo-Morumbi. Na parada do Corredor Francisco Morato, em frente ao terminal, devem embarcar na linha 510, sem pagar outra tarifa, desde que utilizem o Cartão BOM para a integração.

Denominação das linhas

  • 241 Taboão da Serra (Parque Jacarandá)/ São Paulo (Pinheiros) mudará para 241 Taboão da Serra (Parque Jacarandá) – São Paulo Morumbi, via Taboão da Serra – Parque Marabá (nova denominação);
  • 078BI1 Taboão da Serra (Parque Marabá)/ São Paulo (Pinheiros) linha substituída;
  • 078 Embu das Artes (Parque Pirajussara)/ São Paulo (Pinheiros);
  • 090 Embu das Artes (Terminal Casa Branca)/ São Paulo (Pinheiros);
  • 510 Embu das Artes (Jardim Vazame) / São Paulo (Pinheiros).

PF faz operação contra fraude no seguro-desemprego

Fernanda Cruz/Agência Brasil

(Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

A Polícia Federal (PF) deflagrou a operação Mendacium, em São Paulo e Taboão da Serra, para desarticular uma organização criminosa que pratica fraudes no recebimento do seguro-desemprego. Foram cumpridos ontem(20) quatro mandados de busca e apreensão. Duas pessoas foram presas em flagrante.

A polícia encontrou, com os acusados, mais de 1.600 documentos falsos ou em branco, como espelhos de carteiras de Identidade e de Trabalho, num escritório de contabilidade do bairro da Penha, na capital paulista. Foram apreendidos R$ 472 mil em espécie, além de equipamentos para a falsificação de documentos.

O inquérito começou em outubro de 2017, na cidade de Presidente Prudente, interior de São Paulo, a partir da denúncia de um trabalhador que não conseguiu obter seu seguro-desemprego porque alguém já o havia resgatado.

As investigações mostram que mais de 300 empresas fictícias foram criadas, com mais de 9 mil benefícios de seguro-desemprego. Estima-se um prejuízo de mais de R$ 9 milhões.

Os presos foram encaminhados ao sistema prisional estadual, onde ficam à disposição da Justiça Federal. Eles responderão pelos crimes de estelionato, organização criminosa e corrupção ativa.