Homens são detidos após denúncia de tiros e ameaças

(Polícia Militar de SP/Reprodução)

Dois homens foram detidos pela Polícia Militar, em Osasco, na Grande São Paulo, após uma denúncia de que estariam atirando e ameaçando pessoas na rua. Os dois estavam em um carro que foi identificado pelas equipes da PM assim que chegaram ao local.

Com a chegada dos policiais, um dos suspeitos tentou fugir, mas acabou preso. O outro ficou dentro do carro e não resistiu à abordagem.

Durante as buscas, segunda a PM, foram encontrados um revólver com numeração raspada e munição. Os dois foram levados para a delegacia. A PM, em nota, não informou se eles permaneceram presos.

Menina de 5 anos morre baleada em festa de Réveillon

Uma menina de cinco anos, moradora da localidade conhecida como Raia, no interior do Morro do Turano, no Rio Comprido, zona norte do Rio de Janeiro, morreu na madrugada de ontem (1º), após ser atingida por um tiro durante a queima de fogos na virada de ano.

Alice Pamplona da Silva estava dentro do quintal da própria casa e foi atingida no pescoço. Segundo a Polícia Militar, agentes da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Turano e do 4° Batalhão, de São Cristóvão, foram acionados para averiguar a entrada de uma uma criança na unidade hospitalar Casa de Portugal, vítima de disparo de arma de fogo.

A princípio, a família acreditava que o ferimento teria sido causado por fogos de artifício.

A corporação informou hoje (2) que, no momento da ocorrência, não havia operação policial na região, nem confronto armado envolvendo equipes da PM. O caso está sendo investigado pela 6ª Delegacia de Polícia (DP), na Cidade Nova.

Por Akemi Nitahara – Repórter da Agência Brasil 

Polícia tenta identificar atirador que feriu 2 em bloco de carnaval

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou hoje (26) que o autor dos disparos que atingiram duas pessoas no Bloco da Latinha Mix, organizado pela Rádio Mix FM, ainda não foi identificado. O caso aconteceu na tarde desta terça-feira (25) e foi registrado em vídeo pelo DJ Diplo, quando estava no palco.

De acordo com a secretaria, as vítimas são uma adolescente, de 17 anos, e um jovem, de 20 anos. No momento em que os tiros foram disparados, o público fazia a concentração, para seguir adiante, na rua Henrique Schaumann, no bairro Pinheiros, zona oeste da capital.

A pasta relatou, em nota, que, policiais militares identificaram um tumulto generalizado no meio do bloco e que, logo depois, foram avisados por foliões que duas pessoas haviam sido atingidas por arma de fogo. As duas pessoas feridas foram socorridas pela equipe médica que atendia no local e foram encaminhadas ao Hospital Municipal Doutor Arthur Ribeiro de Saboya e ao Hospital das Clínicas.

No comunicado enviado à reportagem, a secretaria acrescenta que exames periciais foram solicitados ao Instituto Médico Legal (IML) e ao Instituto de Criminalística (IC). O caso foi registrado como tentativa de homicídio, no 14º Distrito Policial (Pinheiros).

A Agência Brasil solicitou à Secretaria de Saúde informações sobre o estado de saúde das vítimas e aguarda retorno.

Por Letycia Bond – Repórter da Agência Brasil

Fim de semana de pré-Carnaval teve baleados e 413 detidos

(Paloma Vasconcelos/Ponte Jornalismo)


No sábado (15) e no domingo (16), durante o pré-carnaval na cidade de São Paulo, 413 pessoas foram detidas. Segundo a Secretaria de Segurança Pública, dentre os detidos, 127 eram procurados pela Justiça e 21 são adolescentes. Também houve uma ocorrência grave registrada em um bloco que passava pela avenida Luis Carlos Berrini, zona sul da capital, na tarde de ontem (17), quando um policial civil reagiu a uma tentativa de assalto.

Cinco pessoas foram baleadas. A secretaria não informou o estado de saúde dos feridos nem se os tiros foram disparados em troca de tiros ou apenas pelo policial.

Dentre as prisões efetuadas pelos policiais, quatro aconteceram ontem (16) na passagem de um bloco pela avenida Brigadeiro Faria Lima. Com os presos foram apreendidos 48 celulares furtados ou roubados durante a folia.

Já em um bloco na Barra Funda, zona oeste da capital, os policiais localizaram dois drones que eram utilizados de maneira irregular, abaixo de 30 metros, o que, segundo a secretaria, colocou as pessoas em risco. Dois pilotos, que não apresentavam a documentação completa dos dispositivos, foram detidos.

Segundo a Secretaria de Segurança, 24 armas e 59,9 quilos de drogas foram apreendidas nos dois dias de folia. Também foram recuperados 69 veículos produtos de roubo ou furto.

Por Elaine Patrícia Cruz – Repórter da Agência Brasil

Homens invadem bar, atiram em 6 pessoas e 3 morrem

Segundo a Polícia Militar, três homens entraram no estabelecimento e atiraram. Dois homens morreram no local e outro no hospital do Campo Limpo

Rua de bar onde seis pessoas foram baleadas | Foto: Google Street View


Seis pessoas foram baleadas em um bar no Jardim Germânia, na região do Capão Redondo, zona sul da cidade de São Paulo, no final da tarde deste domingo (26/01).

De acordo com a Polícia Militar, dois homens morreram no local e outras quatro pessoas foram socorridas por populares e conduzidas ao Hospital Municipal do Campo Limpo. 

Ainda segundo a Polícia Militar, três homens armados entraram no estabelecimento e abriram fogo.

A reportagem apurou que das vítimas levadas para o hospital, um homem de 48 anos não resistiu aos ferimentos e morreu. Seguem na unidade hospitalar uma mulher de 32 anos e outros dois homens, de 37 e 40 anos. 

Outro rapaz, de 19 anos, já havia dado entrada no mesmo hospital na madrugada deste domingo. Todos chegaram por meios próprios.

A Polícia Militar disse que o local está sendo preservado para perícia e o caso deve ser registrado no 47º DP (Capão Redondo).

Por Kaique Dalapola e Thiago Felix – Repórteres da Ponte

GPS levou suíço para comunidade onde foi baleado

Por  Douglas Corrêa

Michele Angelo Galli e Miranda Pia Regazonni (Reprodução)


O casal de suíços que seguia ontem (29) para passar o réveillon em Paraty (RJ), na Costa Verde, e entrou por engano na comunidade Cidade Alta, em Cordovil, zona norte do Rio, foi indicado para o lugar pelo GPS do veículo que o homem dirigia. Ao entrar na comunidade, Michele Angelo Galli, 73 anos, acabou levando um tiro no peito ao sofrer uma tentativa de assalto e não obedecer a ordem de parar.

A mulher dele, Miranda Pia Regazonni, de 65 anos, foi ferida por estilhaços de vidro e está fora de perigo. Galli foi levado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, no bairro da Penha, também na zona norte, e está em estado grave, de acordo com o boletim médico liberado pela Secretaria de Estado de Saúde.

O casal saiu do Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste e seguia para Paraty. O casal tinha de seguir direto pela Avenida Brasil e pegar a Rio-Santos com destino a Costa Verde. Mas por engano, ao sair da Linha Amarela, acabou desviando o trajeto, por orientação do GPS e foi parar na Cidade Alta, que fica junto à Avenida Brasil, no sentido contrário, na pista em direção ao centro do Rio.

Em nota, o Consulado Geral da Suíça no Rio de Janeiro confirmou que os dois cidadãos suíços foram vítimas de um assalto, no Rio de Janeiro, no domingo dia 29 de dezembro de 2019, e foram feridos. “O Consulado Geral da Suíça está em contato com as autoridades brasileiras e está prestando o necessário suporte às vítimas. Devido à proteção de dados pessoais, não podem ser fornecidas outras informações”. A nota é assinada pelo cônsul-geral no Rio de Janeiro, Rudolf Wyss.

A assessoria de Imprensa da Polícia Militar informou que, hoje, (30), policiais militares do 16º batalhão da PM (Olaria), responsável pelo patrulhamento na Cidade Alta, fizeram operação na comunidade. Na ação, houve uma prisão, com um adolescente apreendido e apreensão de uma pistola calibre 45, um carregador de pistola, munições, dois rádios comunicadores, drogas e dinheiro em espécie. O caso foi encaminhada para a 27ª delegacia policial.

A Polícia Civil informou que o caso está a cargo da Delegacia Especial de Atendimento ao Turista ( Deat), no bairro do Leblon. As informações de que o casal de suíços errou o itinerário, devido a informações passadas pelo GPS, foram fornecidas por Miranda Regazzoni, que prestou depoimento hoje à polícia.

GCM afasta guardas que atiraram pelas costas de adolescente

Por Maria Teresa Cruz

Prefeitura de Santo André afirma que GCM agiu dentro da legalidade e informa que Corregedoria afastou agentes até o fim das investigações

Guardas municipais foram afastados por corregedoria até conclusão de investigação | Foto: reprodução

Os GCMs (Guarda Civil Metropolitano) que balearam o estudante Gabriel Bignardi Vital, 17 anos, na quinta-feira (25/12) foram afastados temporariamente de suas funções até que as investigações sobre o caso sejam concluídas. Eles continuam recebendo seus salários normalmente.

A informação foi confirmada nesta sexta-feira (27/12) pela Prefeitura de Santo André, por meio da Secretaria de Segurança Cidadã. Quem solicitou o afastamento dos agentes foi a Corregedoria do órgão. 


Relembre o caso

https://spagora.com.br/gcm-atira-pelas-costas-nao-me-mata-sou-filho-de-policial/policia/

A secretaria defendeu a ação dos guardas municipais, informando que eles agiram “de acordo com o ato de natureza infracional e desobediência do infrator” e que a versão do boletim de ocorrência registrado no 1º DP comprova isso. “Caso haja algum fato novo que legitime uma nova linha de investigação, a administração municipal, bem como a GCM, estão à disposição para a realização de uma nova diligência”, diz nota. 

Gabriel estava pilotando a moto da mãe dele, quando recebeu a ordem de parada da GCM após furar um sinal vermelho na noite de Natal, na altura do Parque Ana Brandão e perto de onde mora. Segundo familiares, o estudante é fã de motos, mas ainda não tinha habilitação. Mesmo assim, juntou as economias e comprou uma moto que estava no nome da mãe dele, Patrícia, que morreu de insuficiência respiratório no sábado (21/12).

Gabriel Bignardi Vital e a motocicleta | Foto: arquivo pessoal

Tio da vítima, Guerreiro Vital afirma que, provavelmente, o adolescente ficou com medo de parar por estar sem a habilitação. “Imagino que quando a GCM mandou ele parar, ele pensou na moto que estava com documento no nome da mãe, que não tinha habilitação, deve ter ficado assustado”, declarou à Ponte na quinta-feira (26/12). Depois de ser baleado, Gabriel caiu e os guardas correram até ele. “Por uma ironia, meu irmão [pai do Gabriel] é guarda municipal. Foi então que o Gabriel gritou: ‘não me mata, sou filho de polícia’. Foi a sorte, foi o grito antes da morte, foi o que salvou. Os guardas baixaram as armas, mas mesmo assim se aproximaram e chegaram a pisar nele”, contou o líder comunitário.

Vital agradeceu a Ponte por ter contado a história de Gabriel, já que, segundo ele, os portais de notícias locais adotaram uma narrativa de criminalizar o jovem. “Graças à Ponte as coisas estão mudando no caso do meu sobrinho. Obrigado”, escreveu à reportagem.

*Esta reportagem foi publicada originalmente pela Ponte.

Atirador atinge seis pessoas em Moscou

Por NHK

(Shamil Zhumatov)


Um homem armado disparou nas proximidades da sede da principal agência de segurança da Rússia, matando um de seus funcionários e deixando cinco pessoas feridas.

O ataque ocorreu no Serviço Federal de Segurança, na parte central de Moscou, por volta das 18h dessa quinta-feira. Os feridos incluem um civil. Uma unidade das Forças Especiais matou o atirador no local.

O incidente ocorreu na véspera do Dia de Serviços de Segurança da Rússia.

O presidente Vladimir Putin estava a cerca de um quilômetro do local quando houve o ataque. Ele participava de um evento para homenagear o trabalho do pessoal de segurança no Kremlin.

Observadores na Rússia afirmam que o atentado pode ter sido planejado para provocar ou protestar contra os serviços de segurança do país.

*Emissora pública de televisão do Japão

Perseguição tem tiroteio na Faria Lima e capotamento

(Twitter/Reprodução)


Uma perseguição policial terminou em capotamento na rua dos Pinheiros, em Pinheiros, zona oeste de São Paulo, perto da Avenida Faria Lima. Segundo o UOL, dois homens que haviam participado de um roubo a residência foram perseguidos e acabaram presos após capotar o carro.

https://twitter.com/tarhuntkaue/status/1204432511503392768

Testemunhas relataram nas redes sociais que houve tiroteio de correria na região da Faria Lima, uma das regiões mais valorizadas da Capital. O vídeo que mostra o momento do capotamento foi divulgado nas redes sociais.

(Jovem Pan/Reprodução)

*atualizado às 17h03

China: Vídeo mostra manifestante sendo atingido por tiro

Por RTP

(Reprodução)

A oposição em Hong Kong marcou os 70 anos da fundação da China comunista com protestos. A polícia interveio, mais de 50 pessoas ficaram feridas, quase 200 foram detidas e um manifestante foi atingido a tiro pelas autoridades.

É a primeira vez desde que começaram os protestos em Hong Kong que um manifestante é atingido por um tiro da polícia.

O disparo foi feito à queima roupa durante um confronto entre as forças de segurança e um grupo de manifestantes.

Noutra zona de Hong Kong, dois polícias foram espancados por opositores.

A situação só ficou controlada quando os agentes também puxaram da arma de fogo, neste caso sem disparar.

O dia em que a China comemorava os 70 anos da fundação da República Popular, foi um dos mais violentos, em 17 semanas consecutivas de contestação.

https://www.facebook.com/hkucampustv/videos/542398913195804/

*Agência Pública de notícia de Portugal