Virada Cultural injetou R$ 235 milhões na economia

Por Elaine Patrícia Cruz

(Rovena Rosa/Agência Brasil)

A Virada Cultural, evento tradicional que promove 24 horas de programação ininterrupta na capital paulista, e que aconteceu no sábado (18) e domingo (19), provocou um impacto positivo de R$ 235 milhões na economia paulistana. O cálculo, feito pelo Observatório do Turismo, foi divulgado hoje (22) pela prefeitura de São Paulo.

Segundo a prefeitura, o valor é quase o dobro do retorno financeiro obtido pela cidade no ano passado, de R$ 120 milhões.

O volume financeiro foi calculado levando-se em consideração o público total presente no evento, estimado em mais de 5 milhões de pessoas, e o gasto médio de R$ 81 por pessoa durante o evento. No caso do turista que permaneceu na cidade durante os dois dias da Virada, o gasto médio considerado foi de R$ 404.

Últimas horas da Virada com grandes shows

Para quem ainda não aproveitou a programação da Virada Cultural 2019, uma boa opção é ficar de olho nos shows que vão fechar a programação. Selecionamos abaixo algumas apresentações previstas para o fim da tarde de domingo.

Confira:

Anhangabaú Plural

DOM 14h30 – 15h30         Anavitória [com tradução em Libras]

DOM 17h – 18h       Lucas Lucco [com tradução em Libras]

  • Vale do Anhangabaú , 206 – Centro 
  • São Paulo, SP 01007-040Brasil + Google Map

República da Diversidade

DOM 16h – 17h       Baile da Preta – Preta Gil [com tradução em Libras]

  • Praça da República , 53 – República 
  • São Paulo, SP 01045-903Brasil + Google Map

Copan – Itamar 70

DOM 16h30 – 17h45 Alzira E convida Maria Gadú

  • Avenida Ipiranga, 210 – República 
  • São Paulo, SP 01046-010 Brasil

Luz – Sertanejo

DOM 17h – 18h      Naiara Azevedo [com tradução em Libras]

  • Praça da Luz, s/n – Bom Retiro 
  • São Paulo, SP 01120-010Brasil

São Bento

DOM 16h – 17h30  Emicida part. Mayra Andrade

  • Rua Líbero Badaró, 633 – Centro 
  • São Paulo, SP 01011-100Brasil + Google Map

Centro Cultural da Juventude Ruth Cardoso

DOM 17h – 18h30 Elba Ramalho [música]

  • Av. Dep. Emílio Carlos, 3641 – Vila dos Andrades, São Paulo – SP, 02721-200

Rio Branco Rock

DOM 16h30 – 18h Ira! [música] LIBRAS

  • Avenida Rio Branco, Centro

Virada terá Caetano, Criolo, Anavitória, Lucas Lucco e Anitta no Anhangabaú

Começa neste sábado (18) e vai até domingo (19) a 15ª edição da Virada Cultural que traz mais de 1,2 mil atrações gratuitas em 24 horas de programação para a capital paulista. O festival promovido pela Prefeitura de São Paulo começa às 18h com Nação Zumbi abrindo o palco destinado ao rock na Avenida Rio Branco. Ao mesmo tempo, Teresa Cristina canta na Avenida São João um repertório de samba de compositores negros.



A cantora Denise Assunção faz a abertura do palco Copan, em frente ao icônico edifício projetado por Oscar Niemeyer, que homenageia o músico Itamar Assumpção, que completaria 70 anos. Também prestam esse tributo Zélia Duncan, B Negão, André Abujamra, As Bahias e a Cozinha Mineira, Anelis Assumpção e Tulipa Ruiz.

Grandes nomes

Caetano e Criolo, atrações da Virada Cultural no mesmo palco do Vale do Anhangabaú (Facebook/Reprodução)

Algumas das atrações de maior público se apresentarão no Vale do Anhagabau. Às 22h30 de sábado, Caetano Velloso se apresesnta junto com os filhos Moreno, Zeca e Tom. A meia noite, é a vez de Criolo, seguido pelo filho do lendário Fela Kuti, Sean Kuti. Ao meio dia de domingo, o agito é por conta de Anitta.

Ao todo, serão 250 pontos com atividades envolvendo as mais diversas linguagens artísticas, como teatro, circo, cinema e gastronomia. A expectativa é de que o evento atraia 5 milhões de pessoas em toda a cidade. As atrações musicais estão distribuídas por 35 palcos, sendo 27 no centro e oito em bairros fora da região central.

Palco Anhangabaú

SÁB    18h – 19h       Palavra Cantada

SÁB   21h – 22h30  Ofertório – Caetano, Moreno, Zeca e Tom Veloso

DOM 00h – 01h30  Criolo

DOM 03h – 04h30  Seun Kuti & Egypt 80 part. IZA

DOM 09h – 10h       Aline Barros

DOM 12h – 13h30  Anitta [com tradução em Libras]

DOM 14h30 – 15h30         Anavitória [com tradução em Libras]

DOM 17h – 18h       Lucas Lucco [com tradução em Libras]

Anitta

De norte a sul

O Centro Cultural Grajaú, na zona sul, receberá no encerramento do evento, a partir das 17h de domingo, o cantor baiano Baco Exu do Blues. Também passarão pelo espaço o reggae carioca do Ponto de Equilíbrio e o rap de Negra Li.

Na Vila Nova Cachoeirinha, zona norte, o Centro da Juventude Ruth Cardoso recebe o rapper Rashid na abertura do evento, às 18h de sábado, seguido por Karol Conka. No domingo, tem mais rap com Thaíde às 14h. No fechamento, o palco muda de estilo com Elba Ramalho, às 17h.

Todas as unidades do Sesc da cidade também estarão dentro da programação. Na zona leste, o Sesc Belenzinho vai receber diversas atividades de artes manuais visuais. No Sesc Itaquera, também à leste, haverá literatura e teatro, com o encerramento a cargo do músico Pepeu Gomes.

Teatro e dança

A atriz Andrea Beltrão vai estrelar Antígona, um espetáculo tragédia grega de Sófocles, no Theatro Municipal às 19h de sábado. Às 21h, a cia Dr. Palhaço e o Fluxo apresenta, no Teatro Cacilda Becker, um espetáculo baseado na experiência do psiquiatra Flávio Falcone na cracolândia, região do centro paulistano conhecida pelo uso de drogas.

Durante os dois dias, a Galeria Olido terá apresentações de dança contemporânea. Na Casa de Cultura de Parelheiros, no extremo sul, haverá uam programação de forró no sábado e no domingo. Enquanto o grupo Corpos Suspensos fará duas intervenções no Viaduto do Chá, no centro, uma na noite de sábado, às 22h30, e outra na manhã de domingo, às 10h.

No Pateo do Collegio, a bailarina Morena Nascimento vai se apresentar ao meio dia de domingo com o músico Benjamin Taubkin. Esse palco será destinado a música instrumental com a Orquestra Jazz Sinfônica tocando às 15h.

Para comer

Ainda no centro, serão organizadas oito praças gastronômicas. O Fuegos Festival ficará na Avenida São Luís, o Festival Smorgasburg na lateral do Theatro Municipal e a Sabores do Brasil, no Vale do Anhagabau. A Praça das Artes recebe a Tenda Sabores da Coreia. As bancas funcionam das 18h as 2h, no sábado, e reabrem das 10h as 18h, no domingo.

Infantil

A programação para as crianças começa com o show do Palavra Cantada no Anhangabau, logo no início do evento. Ao todo são 180 atrações voltadas ao público infantil. A Biblioteca Monteiro Lobato, na Vila Buarque, no centro, vai oferecer brincadeiras de roda, contação de histórias, brinquedos infláveis, pintura de rosto e oficina de fantasias.

*com informações da Agência Brasil

Na Luz tem o sertanejo de Thiago Brava, Marcos e Belutti e Naiara Azevedo

A cantora Naiara Azevedo vai fechar a programação no palco da Luz. (Divulgação)

Para quem gosta de sertanejo, o melhor palco durante a Virada Cultural de São Paulo fica na Estação Luz. Entre as estrelas, Marcos e Belutti, Thiago Brava e Naiara Azevedo fechando a programação. Confira abaixo a lista de apresentações nesse palco.



SÁB    19h – 20h30  Henrique & Diego

SÁB    22h – 23h30  Thiago Brava

DOM 01h – 02h30  Roberta Miranda

DOM 04h – 06h       Victor & Diogo

DOM 09h -10h30   Paula Mattos

DOM 12h – 13h       Marcos & Belutti [com tradução em Libras]

DOM 14h30 – 15h30         Mano Walter [com tradução em Libras]

DOM 17h – 18h      Naiara Azevedo [com tradução em Libras]

Palco São Bento terá o rap de Baco Exu do Blues e Emicida

Baco Exu do Blues é atração na São Bento (Divulgação)

O rap terá um palco exclusivo montado na rua Libero Badaró, na região da São Bento. Entre as atrações, Emicida e Baco Exu do Blues. Veja a programação:

SÁB    18h -19h        Odisseia das Flores

SÁB    20h – 21h       Rap Plus Size

SÁB    22h – 23h       Black Alien

DOM 00h – 01h      Baco Exu do Blues 

DOM 02h – 03h       Flora Matos

DOM 04h – 05h       SNJ

DOM   05h30 – 06h30 Recayd Mob

DOM 10h – 11h       Don L

DOM 12h – 13h       Rimas & Melodias

DOM 14h -15h        MC Marechal

DOM 16h – 17h30  Emicida part. Mayra Andrade

  • Rua Líbero Badaró, 633 – Centro 
  • São Paulo, SP 01011-100Brasil + Google Map

Virada na Sé: Música Cristã terá Piscilla Alcântara e Rosa de Saron

Priscilla Alcântara, uma das atrações do palco Sé (Divulgação)

No palco montado na Praça da Sé, no centro da capital, vão se apresentar cantores e bandas com músicas Cristãs. Entre as estrelas desse cenário estarão Priscilla Alcântara e Rosa de Saron. Veja a programação para este palco durante a Virada Cultural:



Rosa de Saron (Facebook/Reprodução)

SÁB   18h – 19h         Priscilla Alcântara 

SÁB    19h15 – 19h45    Rick Digilio

SÁB    20h – 21h            Dunga [música]

SÁB    21h15 – 21h45    Daniel Araujo

SÁB    22h – 23h            Sarah Farias

SÁB    23h15 – 23h45    Ton Carfi

SÁB    00h – 01h            Anderson Freire

DOM   01h15 – 01h45   Lito Atalaia

DOM   02h – 02h30      Pregador Luo

DOM   02h45 – 03h15   Ao Cubo

DOM   08h – 09h           Coral da Escola de Música do Municipal

DOM   10h – 11h             Banda Alma Livre [com tradução em Libras]

DOM   12h – 13h            Laura Souguellis [com tradução em Libras]

DOM   13h15 – 13h45    Vocal Livre

DOM 14h – 15h             Kemuel [com tradução em Libras]

DOM 16h- 17h               Rosa de Saron [com tradução em Libras]

Mestre de Cerimônia – Bianca Pagliarin

Virada reúne a partir de hoje grandes nomes da música

A Virada Cultural começa neste sábado com atrações de diversos estilos musicais. Selecionamos alguns shows de destaque:

Ofertório 

Caetano Veloso sempre quis compor músicas com seus filhos Moreno, Zeca e Tom. Ofertório surgiu no momento certo. Apenas os quatro ficam no palco e o ponto alto do show é “Todo Homem”, composto por Zeca. A música ficou conhecida pela abertura da supersérie “Onde Nascem Os Fortes”.

Quando? Sábado (18), a partir das 21h
Onde? Palco Anhangabaú – Vale do Anhangabaú – abaixo do Viaduto do Chá, 40

IZA

“Dona de Mim”, o álbum de estreia da cantora IZA, surgiu como uma das sensações do pop em 2018. Três músicas entraram no ranking das mais tocadas do Brasil:  os hits “Pesadão”, com participação de Marcelo Falcão, “Ginga”, com participação de Rincon Sapiência, e “Dona de Mim”. Em abril, a cantora lançou seu novo single com uma sonoridade voltada para o reggae: “Brisa”. Além do seu show individual, IZA participará do show de Seun Kuti & Egypt 80, no domingo, às 3h.

Quando? Domingo (19), a partir das 17h
Onde?
 Centro de Formação Cultural Cidade Tiradentes – R. Inácio Monteiro, 6900 – Conj. Hab. Sitio Conceição

Criolo

Após três álbuns voltados para o rap, Criolo lançou “Espiral de Ilusão”, com uma sonoridade direcionada para o samba. O disco foi eleito o 6º melhor disco brasileiro de 2017 pela revista Rolling Stone Brasil. Em fevereiro, o rapper lançou “Etérea”, flertando com a música eletrônica. Os destaques do show são “Subirusdoistiozin” e “Grajauex”.

Quando? Domingo (19), a partir das 00h 
Onde? Cohab 2 – Praça Brasil 
Quando? Domingo (19), a partir das 17h
Onde? Palco Anhangabaú – Vale do Anhangabaú – abaixo do Viaduto do Chá, 40

Anitta

“Show das Poderosas”, “Bang”, “Essa Mina é Louca”, “Vai Malandra”, “Bola Rebola”…  você conhece pelo menos uma música da Anitta. Em sua carreira internacional, a cantora também emplacou “Downtown”, “Medicina”, “Machika”, entre outras. Em 2017, Anitta foi a única artista pop entre os cinco mais ouvidos do ano no Spotify Brasil.

Quando? Domingo (19), a partir das 12h
Onde? Palco Anhangabaú – Vale do Anhangabaú – abaixo do Viaduto do Chá, 40

Naiara Azevedo

A cantora sertaneja alcançou o sucesso com o hit “50 Reais”, em 2016. O clipe da música alcançou o top 100 mundial de vídeos mais visualizados no YouTube. Em sua discografia, Naiara tem músicas com participações especiais de MC Kevinho, Ivete Sangalo, Wesley Safadão, entre outros. Os pontos altos do show ficam por conta de “Rapariga Digital”, “Pegada Que Desgrama” e “Buá Buá”.

Quando? Domingo (19), a partir das 17h

Onde? Palco Luz – Praça da Luz, s/n (entre estação da Luz e o Parque da Luz)

Confira a programação na íntegra no Agendão da capital da cultura.

Veja os cachês de artistas que tocarão na Virada Cultural de São Paulo

Os cachês de artistas que tocarão na Virada Cultural de 2019
Os cachês de artistas que tocarão na Virada Cultural de 2019
Edição deste ano será bancada integralmente com dinheiro dos cofres públicos após tentativa frustrada de atrair patrocinadores(Divulgação)

A Prefeitura de São Paulo divulgou nesta terça-feira (14) o valor dos cachês de algumas das principais atrações musicais da Virada Cultural de 2019.

Marcado para 18 e 19 de maio na capital, o evento apresentará cerca de 1 200 atrações gratuitas espalhadas por 250 pontos da cidade. A expectativa é atrair um público de 5 milhões de pessoas. Entre os nomes anunciados para esta edição, aparecem Anitta, Anavitória, Pabllo Vittar, Criolo, Caetano Veloso e Emicida.

No Diário Oficial, a Secretaria de Cultura informou pagar 300 000 reais para contar com Anitta no palco da Virada, 75 000 reais a Karol Conka e 100 000 reais à dupla Anavitória. Esse dinheiro geralmente é distribuído entre o artista e a equipe de cada um.

Em março, a prefeitura lançou um edital em busca de patrocinadores que ajudassem a pagar o evento, mas ninguém se interessou. Assim, a Virada, que neste ano deve ter um custo total de 18,8 milhões de reais, será paga integralmente com recursos públicos.

O deputado estadual Arthur Mamãe Falei (DEM-SP) postou no Twitter os valores que a prefeitura gastará com outros shows e causou discussão:

Fonte: Portal Veja

Ludmilla, Pablo Vittar, Lucas Lucco: Virada terá mais de mil atrações

Por Flávia Albuquerque 

A Prefeitura de São Paulo anunciou hoje (8) a programação da 15° Virada Cultural em São Paulo, que acontece entre os dias 18 e 19 de maio. Neste ano, o evento terá 1.200 atividades em 250 pontos da cidade, ocupando as 32 subprefeituras da capital. A expectativa de público é 5 milhões de pessoas. Neste ano um dos objetivos é oficializar a entrada do evento no livro dos recordes, o Guines Book.

Pela primeira vez haverá um palco totalmente dedicado à música sertaneja. O palco de música cristã será levado para o Centro e a programação de gastronomia será a maior de todas as edições. Outra novidade é que as atrações renomadas não farão apenas uma participação em palcos centrais. Elas serão levadas para palcos dos principais pontos descentralizados. 

Mais uma ação inédita será o corredor da Avenida Paulista, que ficará aberto ao público e fechado para veículos por 24 horas. Neste período, a região contará com atrações em instituições como Instituto Moreira Salles (IMS), Japan House, Sesc Paulista, Itaú Cultural e vão do Masp. As quadras das escolas de Samba Mancha Verde, Rosas de Ouro, Dragões da Real, Unidos de Vila Maria e Acadêmicos do Tatuapé serão incorporadas ao roteiro do evento.

Haverá uma transmissão inédita e ao vivo do evento para todo o Brasil pela Spcine Play, pelo site www.spcineplay.com.br .

O programa Cultura Inclusiva, uma parceria entre a SMC e a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência (SMPED), também fará parte do evento, levando tradução em Libras a 23 palcos e 71 espetáculos da Virada Cultural.

“A Virada Cultural é um óbvio projeto de ocupação cultural maciço importante e impactante que leva a cultura, a arte para a cidade. É um projeto de difusão cultural em todas as linguagens artísticas existentes, é um projeto de memória porque já faz parte da memória afetiva da cidade, mas também é uma maneira de mapear o patrimônio histórico com cultura. É também o reconhecimento da cidade, das pessoas com a cidade e como símbolo de uma capital da cultura”, disse o o secretário municipal de Cultura, Alexandre Youssef.

Segundo o secretário, neste ano a Prefeitura focou em um projeto robusto e de multidão para reconstruir a Virada e reposicioná-la coo um dos maiores eventos da cidade, fazendo com que o evento seja um encontro das diferenças, da tolerância e da diversidade. “A Virada é claramente uma possibilidade de constituirmos um calendário fixo cultural público, porque está posicionada entre o carnaval e o São João. Além disso, gera oportunidades de renda, emprego, aquece a economia criativa, tem enorme potencial de captação futura de parcerias”.

Palcos

Ao todo são 35 palcos, sendo 27 no Centro e oito descentralizados. O maior palco estará no  Anhangabaú (Plural) e representa a pluralidade e encontro de diferenças desta edição do eventoNo Centro estarão os palcos: Cásper Líbero – Pop, República da Diversidade, Coreto das Drags, Arouche – Brega, Rio Branco – Rock, Copan – Itamar 70, Dom José Gaspar – Cultura Popular, São João – MPB/ Samba, Paissandu – Piolin, Paissandu – Picolino, Boulevard dos Palhaços, Paissandú – Circo, Anhangabaú – Plural, Barão de Limeira – Discos, Bráulio Gomes – Choro, Itapetininga – Brasil 360, Patriarca – Experimenta, São Bento – Rap, São Bento – Berço Hip Hop, Pateo do Collegio – Instrumental, Luz – Sertanejo, Sé – Música Cristã, Roosevelt – Arte na Praça, Olido 70+, Theatro Municipal Multicultural, Camara Municipal – Cultural e Mercado Municipal – Samba, além de Cortejos Carnavalescos, Festas e Gastronomia.
Quatro palcos terão telões: Anhangabaú, Cidade Tiradentes, Copan (Itamar 70) e Patriarca (Experimenta).

Infraestrutura e segurança

A 15ª edição da Virada Cultural contará com 116 banheiros químicos (incluindo banheiros PNE), espalhados e localizados em 61 bolsões de serviços sanitários (57 no Centro). Esses bolsões sanitários ficarão em grandes espaços abertos para que sejam facilmente localizados pelo público. O metrô, trens da CPTM e ônibus também funcionarão 24h.

De acordo com a Prefeitura 1.500 seguranças particulares, além do efetivo da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal (GCM) serão responsáveis pela segurança do evento. Trabalharão 630 bombeiros. Para eventuais ocorrências médicas e de urgência, nove postos de ambulatório fixos ficarão localizados em pontos estratégicos, com um total de 50 pessoas, entre médicos, enfermeiros e técnicos em enfermagem, e, nas unidades móveis, de 150 pessoas.

“Cidade segura é cidade ocupada pelas pessoas. É óbvio que temos problemas, mas fizemos um grande plano em conjunto com a PM resolvemos encarar os desafios e as questões que existem. Então ao invés de tirarmos vias, nós colocamos coisas nas vias, as festas entre os palcos, as intervenções artísticas entre os palcos. Quanto mais cultura e ocupação da cidade, mais segurança. Estamos apostando nisso”, disse Youssef.

Programação musical

Entre os destaques estão o show de Seun Kuti & Egypt 80 com participação de IZA e Ofertório, com Caetano, Moreno, Zeca e Tom Veloso. A programação também conta com Anitta, Pabllo Vittar, Aline Barros, Naiara Azevedo, Lucas Lucco, Anavitoria, Rincon Sapiência + ÀTTØØXXÁ, Ludmilla, Maria Rita, Criolo, Vitor Kley, Emicida, Karol Conká, Grande Encontro (Elba Ramalho, Zé Ramalho e Geraldo Azevedo), Preta Gil, Nação Zumbi, É O Tchan, Jojô Todynho, Céu+ Tropkillaz, Angela Ro Rô, Baco Exu do Blues, Demônios da Garoa, Sepultura e Moraes Moreira.

O roteiro de atrações musicais passa pela estreia do programa de música nas sacadas, que trará opções de música brasileira, rock, ópera e serestas. Haverá palcos para celebrar os 70 anos de Itamar Assunção, apresentações da Orquestra Sinfônica Municipal, da Jazz Sinfônica e de Hamilton de Holanda, além de atrações surpresa, que ainda serão anunciadas.

Teatro e dança

A atriz Andréa Beltrão interpreta Antígona, no Theatro Municipal, e a mostra de teatros independentes oferece espetáculos como Roda Viva, no Teatro Oficina; Jardim das Cerejeiras, do Grupo Tapa, e A Alma Imoral, monólogo com a atriz Clarice Miskier. Na dança a bailarina Morena Nascimento apresenta-se com o músico Benjamin Taubkin (Patteo do Collegio); as comissões de frente acompanhadas das baterias de escola de samba desfilam na Avenida Cásper Líbero.

Viradinha

A Virada Cultural 2019 terá 180 atrações para o público infantil, com destaque para os shows de Palavra Cantada, Grupo Tri e a banda Cidadão Instigado fazendo a trilha ao vivo do filme Mágico de Óz. O evento apresenta ainda a mostra de cinema com os desenhos clássicos da Disney, na Camara Municipal; além de música clássica para crianças com a Orquestra Sinfônica Infantojuvenil com intervenções de palhaços.