Aulas na rede municipal voltam amanhã

(Pref. de São Paulo)

A Prefeitura autorizou para a próxima segunda-feira (12) a retomada das aulas presenciais em todas as escolas, públicas e privadas, após reclassificação da cidade para a Fase Vermelha do Plano SP. As aulas na rede municipal retornarão após recesso escolar de 5 a 9 de abril. Os protocolos deverão permanecer, com a presença de até 35% dos alunos nas unidades educacionais, em sistema de rodízio.

Para a Educação Infantil (CEIs, CEMEIs e EMEIs), permanece o limite de até 35%, porém não há rodízio. O retorno é opcional e para este primeiro momento, é recomendado que os que possuem acesso ao ensino remoto, se possível, permaneçam em casa.

A retomada presencial será prioritária para o atendimento aos alunos filhos dos profissionais dos serviços essenciais: saúde, educação, assistência social, transporte público, segurança e serviço funerário. Os estudantes em situação de vulnerabilidade também serão atendidos dentro dos protocolos.

Todos os estudantes, cujos responsáveis optaram pelo o ensino remoto, deverão realizar as atividades de caráter obrigatório por meio da plataforma Google Classroom ou de outros meios de disponibilização das atividades, inclusive material impresso a ser retirado pelos pais/responsáveis, conforme organização da unidade educacional.

Alunos e professores que fazem parte de grupo de risco permanecerão em regime remoto, como já está previsto nas orientações vigentes.

Aulas da Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (MOVA) permanecerão com o ensino remoto.

Segurança alimentar 

A Prefeitura iniciou a distribuição cestas-básicas para famílias de alunos em situações de maior vulnerabilidade e extrema pobreza, cadastradas no CadÚnico. Serão entregues cerca de 500 mil cestas. A distribuição ocorre em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS).

Os estudantes da rede municipal permanecerão com o fornecimento do cartão-merenda até que todas as unidades da rede retomem integralmente suas atividades. Até o momento, a Prefeitura destinou mais de R$ 641,2 milhões para abastecer os cartões-merenda de todos os alunos da rede.

Todos os alunos da rede também receberão, a partir de deste mês, uma cesta saudável com alimentos adquiridos através de agricultura familiar, contendo os seguintes itens básicos: 1 kg de feijão, 5 kg de arroz, 1 kg de macarrão, 0,5 kg de farinha de mandioca, 1 kg de açúcar mascavo, 1 litro de leite, suco de frutas e doce de banana. Como parte da cesta, também serão distribuídos frutas e legumes, sendo: 1 kg de batata, 0,5 kg de cenoura, 0,5 kg de beterraba, 0,5 kg de chuchu, uma dúzia de bananas e seis unidades de maçã.

Por Pref. de São Paulo

Aulas presenciais na rede estadual voltam dia 14

Com a saída do estado de São Paulo da Fase Emergencial, que tem as maiores restrições para conter a disseminação do novo coronavírus, para a Fase 1- Vermelha do Plano São Paulo, o retorno às aulas presenciais será permitido a partir da próxima semana. O anúncio foi feito hoje (9) pelo governo paulista.

Na rede estadual, os alunos poderão voltar às escolas a partir de quarta-feira (14). Esse retorno, no entanto, será ainda gradual e vai depender de autorização dos prefeitos. Na Fase Vermelha, as escolas poderão receber até 35% dos alunos matriculados. Esse limite é estabelecido também para as escolas municipais e privadas.

As aulas presenciais estão suspensas no estado de São Paulo desde o dia 15 de março, quando São Paulo entrou na Fase Emergencial, a mais restritiva para tentar conter a transmissão do novo coronavírus. Hoje (14), o governo paulista anunciou o fim da Fase Emergencial no domingo (11) e início da Fase 1- Vermelha a partir de segunda-feira (12), onde somente serviços considerados essenciais poderão funcionar. A educação básica é considerada atividade essencial no estado de São Paulo, por isso pode ser mantida de forma presencial.

Os professores retornam ao trabalho presencial na próxima segunda-feira. A recomendação do governo é para que as escolas aproveitem a segunda-feira e terça-feira para organizarem o calendário escolar e comunicar e orientar as famílias sobre o retorno das atividades. 

A prioridade de atendimento é para os alunos mais vulneráveis, ou seja, os alunos que têm necessidade de se alimentar na escola; os que possuem dificuldades de acesso à tecnologia e aqueles com a saúde mental em risco ou severa defasagem de aprendizagem. 

A frequência presencial não vai ser obrigatória nessa fase e o ensino remoto será mantido, com aulas transmitidas diariamente pelo Centro de Mídias.

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil 

Capital faz consulta pública sobre volta às aulas

A prefeitura da cidade de São Paulo lançou, na última quarta-feira (7), uma consulta online para que pais e responsáveis possam opinar sobre o retorno das aulas presenciais no município, que está previsto para ocorrer na próxima segunda-feira (12), caso a fase emergencial do Plano SP não seja prorrogada.

A consulta pode ser acessada por meio deste link e deve ser respondida até a próxima sexta-feira (9). De acordo com nota publicada pela prefeitura, “a pesquisa tem o objetivo de preparar as unidades e organizar a logística necessária para atendimento dos alunos quanto a merenda e transporte escolar.”

“Para a retomada, os protocolos deverão permanecer, com a presença de até 35% dos alunos nas unidades educacionais, em sistema de rodízio. Para a Educação Infantil (CEIs, CEMEIs e EMEIs), permanece o limite de até 35%, porém não há rodízio. Em todos os ciclos, será dada prioridade de atendimento aos alunos filhos dos profissionais dos serviços essenciais”, conclui o texto.

Por TV Cultura

Capital vai testar professores para volta às aulas

Os profissionais que atuam presencialmente nas unidades municipais poderão passar por testes da Covid-19 a partir de hoje (5). A iniciativa é para prevenir contágio no retorno às aulas na próxima segunda-feira (12.

Podem passar pelos testes os profissionais que atuam nas equipes gestoras, docente e de apoio, assim como auxiliares de desenvolvimento infantil, instrutores de bandas e fanfarras e auxiliares de Vida Escolar (AVE). A iniciativa é da da Prefeitura de São Paulo.

Segundo nota divulgada pelo município, mães guardiãs, estagiários, equipes de serviço de limpeza e cozinha terceirizada, além dos condutores e monitores do Programa de Transporte Escolar Gratuito (TEG) também deverão passar pelos testes.

Os locais para testagem estão disponíveis entre os dias 05 e 08 de abril, de acordo com as divisões de dias e horários contidas em cada link abaixo. A prefeitura reforça que é importante observar o horário agendado para que sejam evitadas aglomerações.

Os testes serão realizados entre 8h30 e 16h30. Os profissionais devem comparecer aos locais indicados portando documento de identificação com foto, cartão SUS e holerite, se for servidor municipal.

Locais e horários para testagem DRE Campo Limpo

Locais e horários para testagem DRE São Miguel

Locais e horários para testagem DRE Butantã

Locais e horários para testagem DRE São Mateus

Locais e horários para testagem DRE Capela do Socorro

Locais e horários para testagem DRE Freguesia/Brasilândia

Locais e horários para testagem DRE Penha

Locais e horários para testagem DRE Pirituba

Locais e horários para testagem DRE Santo Amaro

Locais e horários para testagem DRE Guaianases

Locais e horários para testagem DRE Jaçanã/Tremembé

Locais e horários para testagem DRE Ipiranga

Locais e horários para testagem DRE Itaquera

Escolas Técnicas voltam às aulas hoje

(Arquivo/Cris Castello Branco/Gov. do Estado de SP)

Estudantes da Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) retomaram as aulas presenciais a partir desta quinta-feira (18). Diversas unidades do Centro Paula Souza (CPS) reabriram suas portas para receber até 35% dos alunos matriculados, seguindo a legislação vigente e os protocolos de segurança definidos pelas autoridades sanitárias. Neste primeiro semestre, o ensino será híbrido, conciliando aulas presenciais e remotas.

Cada Etec apresentou à Unidade do Ensino Médio e Técnico (Cetec) um plano de retomada, informando número de alunos, professores e servidores  que circularão diariamente nas dependências da escola. Supervisores educacionais analisaram esses documentos tendo como parâmetro os protocolos sanitários, a fim de garantir que a volta às aulas presenciais ocorra de forma segura para todos.

Nesta quinta, 164 Escolas Técnicas e classes descentralizadas – unidades  que funcionam com um ou mais cursos, sob a supervisão de uma Etec – abrem suas portas. Nos dias 22 de fevereiro e 1º de março está prevista a reabertura em outras escolas. As Etecs podem retomar as atividades presenciais em qualquer das fases do Plano São Paulo (vermelha, laranja, amarela e verde), conforme estabelece o Decreto 65.384, de 17 de dezembro de 2020, desde que sigam  as recomendações do Governo do Estado de São Paulo e autoridades sanitárias, quanto à preservação da saúde da comunidade escolar. É imprescindível, também, obedecer a Deliberação 195  do Conselho Estadual de Educação (CEE).

De acordo com a diretora do Grupo de Supervisão Educacional da Cetec, Sabrina Rodero Ferreira Gomes, uma pesquisa realizada com cerca de 95 mil estudantes das Etecs mostrou que 72,4% deles desejam voltar a frequentar a escola. “As Etecs devem oferecer, preferencialmente, aulas práticas e neste momento os alunos concluintes terão prioridade, mas os demais também podem ser contemplados, de acordo com o planejamento feito pelas equipes escolares”.

Em Ipaussu, a Etec Prof. Pedro Leme Brisolla Sobrinho dividiu as turmas em três, com as siglas A, B e C, e um terço de cada sala irá às aulas em dias diferentes. Nesta quinta, por exemplo, é a vez do grupo A, na sexta deve comparecer o B e assim por diante. “Nós estamos confiantes, seguindo os protocolos rigorosamente para transmitir segurança a professores, alunos e funcionários”, diz o diretor José Valdir Viol.

Já na Etec Professor Fausto Mazzola, de Avaré, que retoma as atividades presenciais na segunda-feira (22), a divisão é semanal. O grupo de estudantes que vai à unidade passa 5 dias acompanhando as aulas na Etec. “Eles virão para ter aulas práticas e farão as aulas online no Laboratório de Informática para otimizar o tempo”, conta o diretor da unidade, Manoel Ferreira Junior. O gestor explica que elaborou o plano de retomada e o submeteu à equipe escolar. “Foi de um dos professores a sugestão de fazermos essa divisão semanal.”

Entre os dias 8 e 17 deste mês, as Etecs realizaram presencialmente o chamado acolhimento dos alunos novos:  momento em que o estudante conhece o ambiente escolar, mantém os primeiros contatos com os professores, as disciplinas do curso, as normas da escola. 

Fatecs

As Faculdades de Tecnologia do Estado (Fatecs) retomam as aulas presenciais em 1º de março. No caso do Ensino Superior, a legislação indica que esse retorno só pode ocorrer quando a área em que a faculdade está localizada se encontre, pelo menos, na fase amarela do Plano São Paulo. Outro critério é o município não ter decretos que impeçam a reabertura das unidades.

Por Gov. do Estado de SP

Volta às aulas atrai 60% dos alunos previstos, diz Estado

(Sec. Est. da Educação/Reprodução)

O secretário estadual da Educação, Rossieli Soares, informou nesta terça-feira (16) que 600 mil alunos participaram das aulas presenciais, entre os dias 8 e 15 de fevereiro, 60% dos mais de um milhão que poderiam voltar em sistema de revezamento.  

Do universo total das famílias atendidas na rede, 70% delas manifestaram interesse no retorno presencial de seus filhos às escolas. As escolas estaduais foram reabertas no dia 8 de fevereiro, e devem receber, diariamente, até 35% dos alunos matriculados.  

Na primeira semana de aula, 97% dos docentes compareceram às atividades. A taxa de absenteísmo de 3% é inferior à taxa regular de 5%.   

Até o momento, cerca de 3 milhões de alunos matriculados em escolas estaduais de 516 municípios foram autorizados a retomar as aulas presenciais de forma gradual.   

Nesta primeira semana de aula, circularam na rede estadual 855 mil pessoas presencialmente por dia na rede estadual, sendo 600 mil estudantes e 255 mil profissionais da educação.   

“As três primeiras semanas de aula do mês serão focadas no acolhimento dos alunos, além de garantir a oferta diária da merenda para os alunos que mais precisam. Também estamos trabalhando com orientações sobre o uso da tecnologia em todas as escolas”, diz Soares.   

Dados do Simed  

Soares apresentou, ainda, os primeiros dados do Sistema de Informação e Monitoramento da Educação para a Covid-19 (Simed) que reúne informações sobre casos suspeitos, confirmados e descartados da doença.   

“O preenchimento no Simed é obrigatório para as escolas de todas as redes, com exceção daquelas em que os municípios possuem conselhos próprios e neste caso a obrigação é de informar ao sistema público. Dessa forma, poderemos monitorar não só a nossa rede, como também a privada”, explica o secretário da Educação, que reforçou que os sistemas de saúde poderão ter acesso aos dados do sistema.    

Entre os dias 1 de janeiro até 13 de fevereiro, o Simed registrou nas escolas das redes estadual, municipal e privada, 2.208 notificações relacionadas ao coronavírus, 1.168 casos suspeitos, 741 casos confirmados e 334 casos descartados.   

O secretário explicou que quando há apenas um caso confirmado dentro de uma escola, a pessoa é isolada e monitorada, mas não necessariamente a unidade é fechada.   

“Quando temos dois casos, observamos mais quem foram os contactantes. Em cada escola fazemos acompanhamento e tentamos entender as possibilidades que ocorreram. A decisão do fechamento é sempre em conjunto com a Saúde”, afirma Soares.   

Marco Aurélio Palazzi Sáfadi, Diretor do Departamento de Pediatria da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e integrante da Comissão Médica da Educação, reforça que muitas vezes a ocorrência da infecção nas escolas reflete que a situação da transmissão do vírus na comunidade em que ela está instalada.   

“É plausível que a ocorrência de uma infecção em uma determinada criança diagnosticada da escola, porque a escola tem instrumentos para isso, reflita uma infecção ocorrida fora do ambiente escolar. A experiência nos mostra que a ocorrência em casos secundários a partir de criança infectada é menor do que a partir de um adulto. É provável que ocorra a transmissão no ‘staff’ do que propriamente entre as crianças nesse cenário do dia a dia”, reforça Sáfadi.   

Infraestrutura para retorno seguro  

Para garantir o retorno seguro e gradual das escolas da rede estadual, a Secretaria Estadual da Educação adquiriu equipamentos de segurança como 12 milhões de máscara de tecido, 440 mil face shields, 367 mil litros de álcool em gel, 10.740 termômetros, 221 milhões de litros de sabonete líquido, 100 mil rolos de papel toalha, 1,8 milhão de rolos de papel higiênico, e 78 milhões de copos descartáveis.   

Além disso, a Seduc repassou R$ 700 milhões por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE) para que as escolas tenham agilidade para executar recursos durante o ano de acordo com sua realidade específica. Desse montante, R$ 50 milhões são exclusivos para ações de enfrentamento à Covid-19.

Por Gov. do Estado de SP

Capital vai contratar quase 5 mil mães de alunos para trabalhar em escolas

(Arquivo/Pref. de São Paulo)

A Prefeitura de São Paulo abriu, ontem (16), inscrições para contratar mães de alunos que vão trabalhar dentro das escolas do município. O Programa Operação Trabalho – POT Volta às Aulas é destinado à inserção de mulheres no mercado de trabalho e ao reforço da aplicação dos protocolos sanitários e de distanciamento social nas escolas municipais, para prevenir o contágio pelo coronavírus.

As inscrições serão feitas nas escolas da região onde as candidatas moram pelas Diretorias Regionais de Ensino (DREs). O prazo para se inscrever termina na quinta-feira (18), às 17h.

O POT Volta às Aulas oferece, ao todo, 4.590 vagas distribuídas nas unidades das 13 DREs da capital paulista. Prioritariamente, o programa admitirá mães de alunos de escolas públicas ou mulheres que morem nas comunidades onde elas estão situadas, com idades entre 18 e 50 anos.

“Ações como essa são importantes para contribuir com as famílias que contam, muitas vezes, apenas com as mulheres para garantirem o sustento da casa. Nessa atividade, as mães atuarão como ‘guardiãs dos protocolos sanitários’ dos alunos”, afirma a secretária municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Aline Cardoso.

As selecionadas receberão o valor de R$ 1.155,00 mensais para uma carga hora de trabalho de 30 horas semanais, divididas em seis horas por dia. O contrato de trabalho terá duração de seis meses, de fevereiro a julho de 2021.

No total, serão aplicados R$ 31,8 milhões no projeto, desenvolvido por meio do POT (Programa Operação Trabalho). Cada uma das unidades da rede municipal de ensino deverá manter três mulheres selecionadas para o projeto. “Além de promover a inclusão social e econômica das beneficiárias, o projeto visa a capacitação profissional dessas mulheres, algo que as ajude na reinserção definitiva ao mundo do trabalho”, explica o secretário municipal de Educação, Fernando Padula.

As selecionadas serão responsáveis pelo monitoramento do cumprimento das normas de distanciamento social, uso correto da máscara e do álcool gel,  apoio às  boas práticas de higienização e segurança como aferição de temperatura, higienização de equipamentos escolares e ambientes de uso coletivo.

“As mulheres foram diretamente impactadas na pandemia,sobretudo, na saúde mental, Muitas ficaram sem trabalho ou mesmo no home-office. A sobrecarga mental delas, que já e grande, só aumentou. Portanto, essa iniciativa foi tomada pensando na saúde das mães e, claro, nos filhos que retornam ao convívio escolar com a segurança necessária e o acolhimento delas”, salienta o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido dos Santos.

Para se candidatar é necessário cumprir os critérios do Programa Operação Trabalho como estar desempregada há mais de quatro meses e ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa da família.  A triagem das candidatas será feita pelos técnicos do Cate – Centro de Apoio ao Trabalho e Empreendedorismo.

As candidatas serão convocadas em horário marcado nos postos do Cate para entregar documentos de comprovação dos critérios de contratação como RG, CPF, carteira de trabalho e comprovante de residência.  

Capacitação

As mulheres selecionadas serão capacitadas por meio de um curso on-line para  atuar na função. A capacitação será feita pela Escola Municipal de Educação Profissional e Saúde Pública Professor Makiguti, vinculada à SMDET.

Durante o período de permanência no POT Volta às Aulas as participantes deverão cumprir também 24 horas mensais de qualificação profissional no Portal do Cate (cate.prefeitura.sp.gov.br).

Serviço

Inscrições: até as 17h de quinta-feira (18)

A convocação para a entrega da documentação será feita por e-mail e telefone.

Pré-requisitos para participar da seleção 

•          Ter entre 18 e 50 anos;

•          Morar na capital paulista;

•          Estar desempregada há mais de quatro meses e não estar recebendo seguro-desemprego;

•          Ter renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa da família;

•          Estar com a situação cadastral do CPF regular junto à receita federal;

•          Entregar autodeclaração de inexistência de doenças preexistentes e não pertencer aos grupos de risco da covid-19.

*Com informações da Pref. de São Paulo

Com feriado cancelado, alunos seguem com aulas esta semana

Com a decisão do Estado de suspender o feriado de Carnaval, os alunos da rede estadual seguem a rotina da volta às aulas, de segunda a sexta-feira, de forma remota, pelo Centro de Mídias de São Paulo, ou presencial, com no máximo 35% dos alunos matriculados e revezamento dos estudantes, seguindo todos os protocolos.

“No Centro de Mídias o aluno vai encontrar três aulas por dia de todos os componentes curriculares, ele pode interagir com o professor por vídeo ou mensagem. Para semana que vem teremos muitos conteúdos importantes que vão trabalhar temas como acolhimento, protocolos sanitários, uso de tecnologia e as habilidades previstas no currículo”, afirma Bruna Waitman, coordenadora do CMSP.

A suspensão do ponto facultativo no Carnaval já havia sido anunciada pelo governador João Doria em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. A medida visa evitar que sejam feitas aglomerações nas datas que possam agravar situação da pandemia. Desta forma as escolas incluíram os dias 15, 16 e 17 no planejamento e cronograma para o ano letivo.

As aulas na rede estadual retornaram do dia 8 de fevereiro e cada unidade definiu a maneira que realizará o rodízio de alunos e suas atividades presenciais e remotas. A carga horária também poderá ser adaptada para o cumprimento das normas. Por isso é importante que pais, responsáveis ou alunos maiores de 18 anos entrem em contato com a sua escola para saber os dias e horários em que poderão ir presencialmente na unidade.

*Com Gov. do Estado de São Paulo

Aulas na rede estadual voltam nesta segunda

As aulas nas mais de 5 mil escolas da rede estadual devem retornar nesta segunda-feira (8). O Governo do Estado autorizou a abertura das unidades escolares mesmo nas fases mais restritivas do Plano São Paulo, colocando a Educação como serviço essencial no Estado.  A decisão é baseada em experiências internacionais para garantir a segurança dos alunos e professores, bem como o desenvolvimento cognitivo e socioemocional das crianças e adolescentes.

A volta às aulas presencias ainda está condicionada as determinações locais das prefeituras. Mesmo nos municípios autorizados, a presença dos alunos nas escolas não é obrigatória nas regiões que estejam na fase vermelha ou laranja do Plano São Paulo, mas as escolas poderão permanecer abertas e com atividades nessas etapas.

Cada unidade poderá definir como irá realizar o rodízio de alunos e suas atividades presenciais e remotas. A carga horária também poderá ser adaptada para o cumprimento das normas. Por isso é importante que pais, responsáveis ou alunos maiores de 18 anos entrem em contato com a sua escola para saber os dias e horários em que poderão ir presencialmente na unidade.

Para garantir o cumprimento dos protocolos de a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP) publicou no Diário Oficial a resolução SEDUC 11, de 26-01-2021 que estabelece as normas a serem seguidas na retomada das atividades presencias. Confira os principais pontos:

  • Na fase vermelha ou laranja a presença é limitada a até 35% do número de alunos matriculados;
  • Na fase amarela a presença limitada a até 70% do número de alunos matriculados;
  • Na fase verde, admitida a presença de até 100% do número de alunos matriculados;
  • A presença dos estudantes nas atividades escolares será obrigatória nas fases amarela, verde e azul do Plano São Paulo e facultativa nas fases vermelha e laranja;
  • Os estudantes pertencentes ao grupo de risco para a COVID-19 que apresentem atestado médico poderão participar das atividades escolares exclusivamente por meios remotos, enquanto perdurar a medida de quarentena;
  • As unidades escolares registrarão as ocorrências de casos suspeitos e confirmados de COVID-19 no Sistema de Informação e Monitoramento da Educação para COVID-19 – SIMED, disponível na Secretaria Escolar Digital – SED, mantendo o constantemente atualizado;
  • O aluno, quando em atividades escolares não presenciais, deverá interagir com os professores da respectiva unidade escolar por meio do Centro de Mídias da Educação de São Paulo;
  • As unidades escolares da rede estadual somente poderão realizar atividades presenciais quando dispuserem, em quantidade suficiente, de produtos de higiene e equipamentos de proteção individual necessários ao cumprimento dos protocolos sanitários.

A resolução ainda determina que a escolas devem adotar as diretrizes sanitárias do Protocolo Intersetorial do Plano São Paulo, aplicável a todos os setores, empresas e estabelecimentos, complementadas pelas medidas constantes nos Protocolos Específicos para o Setor da Educação. Além dessas medidas a publicação também acrescenta o Protocolo Adicional da Rede Estadual.
Veja os destaques:

  • Servidores, pais, responsáveis e alunos devem aferir a temperatura corporal antes da ida para a escola e ao retornar. Caso a temperatura esteja acima de 37,5°C, a recomendação é ficar em casa;
  • Os estudantes e servidores devem usar máscaras de tecido no transporte escolar e público e em todo o percurso de casa até a escola;
  • Nos veículos do transporte escolar devem ser disponibilizados álcool em gel 70% para que os estudantes possam higienizar as mãos; Deve-se realizar limpeza periódica dos veículos do transporte escolar entre uma viagem e outra, especialmente das superfícies comumente tocadas pelas pessoas; Deve-se manter janelas de transporte escolar semi-abertas, favorecendo a circulação de ar;
  • Higienizar os prédios, as salas de aula e, particularmente, as superfícies que são tocadas por muitas pessoas antes do início das aulas em cada turno e sempre que necessário; Higienizar os banheiros, lavatórios e vestiários antes da abertura, após o fechamento e, no mínimo a cada três horas; Utilizar marcação no piso para sinalizar o distanciamento de 1,5 metro; Organizar as salas de aulas e as carteiras, respeitando o distanciamento de 1,5 metro; Separar uma sala ou uma área arejada e ventilada para isolar pessoas que apresentem sintomas até que possam voltar para casa;
  • Evitar que pais, responsáveis ou qualquer outra pessoa de fora entre na escola; Organizar a entrada e a saída para evitar aglomerações, preferencialmente fora dos horários de pico do transporte público; Separar as crianças em grupos ou turmas fixos e não misturá-las; Aferir a temperatura dos estudantes e servidores a cada entrada na escola; Durante a formação de filas cumprir o distanciamento de 1,5 metro;
  • Estudantes e servidores devem lavar as mãos com água e sabão ou higienizar com álcool em gel 70% ao entrar na escola; É obrigatório o uso de máscara de tecido dentro da escola; Os servidores devem utilizar além da máscara de tecido e o face shield (protetor de face) durante sua jornada laboral presencial;
  • É proibido beber água nos bebedouros colocando a boca no bico de pressão ou na torneira. Cada estudantes deve ter seu próprio copo ou garrafa ou utilizar copos descartáveis; Não utilizar objetos compartilhados que não sejam higienizados antes do uso;
  • Orientar os estudantes e servidores que ao retirar a máscara para se alimentar, ela deve ser guardada adequadamente em um saco plástico ou de papel.

Ainda para garantir a segurança na retomada, o Estado distribuiu insumos destinados a estudantes e servidores, como 12 milhões de máscaras de tecido, mais de 440 mil protetores faciais de acrílico), 10.740 termômetros a laser, 10 mil totens de álcool em gel, 221 mil litros de sabonete líquido, 78 milhões de copos descartáveis, 112 mil litros de álcool em gel, 100 milhões de rolos de papel toalha e 1,8 milhão de rolos de papel higiênico.

*Com Gov. do Estado de São Paulo

Acer apresenta portfólio de notebooks para volta às aulas

Fevereiro é o mês da volta às aulas para a maioria dos estudantes no Brasil e, apesar das inúmeras transformações no setor de educação no último ano, uma coisa não mudou: este é o momento em que todos estão se preparando para voltar à rotina de estudos – seja com aulas presenciais, ou virtuais.

Para auxiliar pais, alunos e professores na escolha dos melhores equipamentos para tornar os estudos ainda mais produtivos e tecnológicos em 2021, a Acer preparou uma lista de notebooks com opções que irão garantir a melhor experiência aos mais diversos tipos de usuários – e o melhor, todos eles estão em promoção na Acer Store na primeira quinzena deste mês.

“Separamos um portfólio especial de promoções para comemorar a Volta às Aulas este ano. Seja com aulas presenciais, híbridas ou virtuais, a maioria dos estudantes no Brasil estão voltando a sua rotina neste mês e para garantir a qualidade, conforto e segurança dos usuários, pensamos em opções inovadoras com o que há de mais avançado nas tecnologias”, comenta André Teixeira, Gerente de Produtos Sênior na Acer do Brasil. “Temos opções que atendem às preferências das mais diversas tribos – desde os gamers, que precisam de potência extra para num mesmo equipamento  jogar e estudar, até os que estudam e trabalham e dependem do conforto e durabilidade da bateria”.

Qualidade e conforto para as atividades do dia a dia

Para quem está em busca de um notebook que aguente a pressão das multitarefas durante os estudos online, os notebooks da linha Acer Aspire 5 com processadores Intel de 10ª geração são convenientemente portáteis e preparados para acompanhar todas as tarefas dos estudantes no dia a dia. “Grande parte dos notebooks Acer já vem com armazenamento SSD e memória RAM de alto desempenho, deixando o equipamento mais rápido para que o usuário tenha toda a agilidade necessária para completar todas as tarefas do dia a dia”, destaca Teixeira”. Entre as opções disponíveis estão os modelos A515-54G-59C0A514-53-59QJ e A514-53-339S

O primeiro conta com processador Intel® Core™ i5 Quad Core, 8 GB de memória RAM e armazenamento de 512 GB SSD. Também possui tela de 15,6” LED HD e entrega uma experiência de imagens muito rica e confortável aos usuários, já que conta com a tecnologia ComfyView™, que otimiza a luminosidade, o contraste e a curva de cor, além da tecnologia Acer BluelightShield™, com a qual a emissão de luz azul é reduzida em até 54%. O diferencial do A515-54G-59C0 é a presença da placa de vídeo NVIDIA® GeForce® MX250, que proporciona um desempenho incrivelmente mais rápido quando comparado aos notebooks que possuem placa de vídeo com memória compartilhada. Por ser um modelo com placa de vídeo, proporciona um desempenho mais rápido em videoaulas, fazendo com que o aproveitamento do aluno seja muito maior.

Já nos modelos A514-53-59QJ e A514-53-339S a tela é de 14” HD. Ambos possuem 8 GB de memória RAM, até 10h de autonomia de bateria, e teclados em português do Brasil padrão ABNT 2. O notebook A514-53-59QJ é equipado com processadores Intel® Core™ i5 Quad Core e possui armazenamento de 256 GB SSD, enquanto o A514-53-339S conta com processadores Intel® Core™ i3 Dual Core e armazenamento de 512 GB SDD.

Os monitores da Acer também estão repletos de funcionalidades que colaboram para uma melhor ergonomia no dia a dia. O Webcam Monitor B247Y, como o próprio nome já diz, possui câmera com certificação Windows Hello e usa o reconhecimento facial para você entrar e trabalhar em menos de 2 segundos. Tem tela ampla de 23.8″ FHD (1920×1080), amplo ângulo de visão, é Zero Frame e conta também com Adaptive Sync e Acer ComfyView. Vale destacar também a tecnologia AcerVisionCare® que incorpora vários recursos que levam em consideração o uso prolongado por usuários pesados, como programadores, escritores e designers gráficos, para reduzir o cansaço visual e proporcionar uma experiência visual mais confortável.

Versatilidade e experiência única para os estudantes e gamers

Muitos estudantes também são gamers e, por isso, a Acer preparou ótimas sugestões para quem deseja unir o útil ao agradável em um só produto. Entre os modelos mais indicados para quem precisa de praticidade para os estudos e, ao mesmo tempo, garantia de potência e experiência diferenciada para imersão durante os jogos, os notebooks gamers Aspire Nitro 5 e Predator Helios 300 são a escolha ideal. 

O modelo AN515-43-R4C3 da linha Aspire Nitro 5 garantirá que os usuários embarquem nos mais intensos desafios do universo gamer com potência máxima, já que é equipado com processadores AMD Ryzen 7 Quad Core e 8 GB de memória RAM, expansível até 32 GB. Além de 1 TB de HDD, que assegura que todos os arquivos e projetos pesados sejam armazenados com segurança, o notebook também vem equipado com 128 GB de armazenamento SSD, que possui velocidade de leitura e gravação 5x mais rápida que um HD tradicional. Para aprimorar ainda mais a experiência, o modelo conta com a placa de vídeo NVIDIA® GeForce® GTX™ 1650 com 4 GB de memória dedicada GDDR5, que traz a performance necessária para surpreender adversários e jogar com alto nível de realismo. Com tela de 15.6” IPS Full HD, tecnologia de áudio Dolby Audio™ Premium, duas ventoinhas para um resfriamento superior com a tecnologia CoolBoost™, até 7h de autonomia de bateria, e muito mais, o AN515-43-R4C3 não vai deixar os estudantes apaixonados por games na mão.

Para os que buscam uma opção ainda mais avançada, o modelo PH315-52-79VM da linha Predator Helios 300 é a melhor escolha para quem quer um notebook para estudar e, ao mesmo tempo, jogar como um profissional. Equipado com uma placa de vídeo NVIDIA® GeForce RTX™ 2060 com 6 GB VRAM GDDR6, construída com tecnologia de ponta que molda os melhores notebooks do mundo, possui tela de 15,6” IPS Full HD de 60 Hz, 16 GB de memória RAM, 1 TB de armazenamento HDD e mais 256 GB SSD. No quesito rapidez, os processadores Intel® Core™ i7 de 9ª geração cuidam de tudo.

O monitor de jogos com tela IPS Acer Nitro RG241Y P também é uma ótima opção para quem prefere trabalhar, jogar e estudar em uma tela maior. Ele oferece resolução FHD 1920×1080, tecnologia AMD FreeSync Premium, suporta a tecnologia HDR10, tem taxa de atualização de overclock até 165 Hz, dispõe e reforço de resposta visual de 1ms VRB, tem a tecnologia BlueLightShield para reduzir a fadiga e ainda é Zero Frame.

Design diferenciado e praticidade em notebooks finos e leves

Para quem busca uma opção potente o suficiente para aguentar as multitarefas o dia todo – seja estudando em casa, nas aulas presenciais e até no trabalho – os modelos Acer Swift 3, com autonomia de bateria de até 11h, são a escolha ideal. Esse modelo também é indicado para quem precisa se deslocar com o equipamento com certa frequência, já que a linha Swift é conhecida por seu design leve e ultrafino, que reforçam segurança e sofisticação.

Com tela de 14” Full HD IPS, que garante visualização com maior nitidez e contraste, proporcionando imagens realistas, e equipado com os processadores AMD Ryzen™ 5 Hexa Core, o SF314-42-R4EQ permite estudar, trabalhar, jogar, editar fotos e vídeos e vencer todos os desafios do dia a dia com muito mais desempenho e agilidade. O modelo também possui 8GB de memória RAM e 512GB de armazenamento, o que permite que os usuários guardem, com segurança, todos os seus arquivos e documentos mais importantes. Outra opção é o modelo SF314-42-R9S5, que se diferencia do anterior pelos processadores AMD Ryzen™ 7 Octa Core.

Por AI