Sobe para dez o número de mortos por intoxicação de cerveja

Na quarta-feira, um idoso de 66 anos também morreu.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Mais uma vítima da intoxicação por dietilenoglicol, substância encontrada em lotes da cerveja Belorizontina, da Cervejaria Backer, morreu neste sábado (18), em Belo Horizonte, aumentando para dez o número de mortes.

Marco Aurélio Gonçalves Cotta, de 65 anos, estava internado há mais de seis meses, em coma há 40 dias, em um hospital particular da capital mineira. No início deste mês, os médicos fizeram uma ressonância magnética e constataram que o caso era irreversível. 

Segundo a Polícia Civil, o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico-Legal de Belo Horizonte. Até o fechamento dessa reportagem, a Backer não havia se manifestado sobre assunto.

Na última quarta-feira (15), José Osvaldo de Faria, de 66 anos, que estava internado há mais de 500 dias, no Hospital Madre Teresa, em Belo Horizonte, também não resistiu às complicações causadas pela intoxicação.

Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil 

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas