Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Pedrada: Preso Suspeito de Participação na Morte de Caminhoneiro

As investigações sobre a morte do caminhoneiro José Batistela, vítima de uma pedrada, em Vilhena, interior de Rondônia, levaram a prisão de um homem suspeito de organizar a manifestação dos caminhoneiros. Na tarde de quarta-feira (30), a carreta de José Vilhena foi atingida por uma pedra que atravessou o para-brisa e acertou a cabeça do motorista, que morreu na hora.

O crime aconteceu depois do anúncio de fim da paralisação, em um acordo entre o Governo Federal e as entidades que representam os caminhoneiros, que não foi cumprido em várias partes do país. Segundo o Ministério da Segurança Pública, Vagner de Souza Nava foi preso por agentes da Polícia Federal com base em duas leis, o Código Penal e a Lei de Segurança Nacional.

Caminhoneiro morto com pedrada tinha 70 anos (Foto: PRF / Divulgação)

A nota do Ministério cita o artigo 265 do Código Penal, que considera “atentar contra a segurança ou o funcionamento de serviço de água, luz, força ou calor, ou qualquer outro de utilidade pública” um crime com pena de prisão que vai de um a cinco anos, e multa. Já o artigo 23 da Lei de Segurança Nacional fala sobre “incitar à subversão da ordem política ou social, à animosidade entre as Forças Armadas ou entre estas e as classes sociais ou as instituições civis e à luta com violência entre as classes sociais”, com pena de um a quatro anos.

A nota ainda cita que o suspeito vai responder pela morte do caminhoneiro na Justiça Estadual, mas, segundo a imprensa local, a polícia civil não confirma.

 

Nota do Ministério da Segurança Pública:

“Vagner de Souza Nava está foi preso em flagrante na DPF em Vilhena por infração aos crimes previstos no art 265 do CP e art 23,I da lei de segurança nacional.

O cidadão foi preso pela Polícia Federal durante as ações investigativas relacionadas às manifestações violentas, dentre elas a que resultou na morte do motorista JOSE BATISTELA, ocorrida no kM 08 da rodovia BR 364, município de Vilhena/RO.

A PF prendeu por crime contra a segurança nacional e a Polícia Civil pelo homicídio. As investigações continuam.”

Avatar

Formado em Jornalismo pelo Instituto Municipal de Ensino Superior de Catanduva. Já atuou como repórter nas três maiores redes de televisão do Brasil, sendo a Record TV de São Paulo a última delas. Também trabalhou em rádio, em jornal impresso e em assessoria de marketing e de imprensa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Fale agora com nossa equipe!
Powered by