Com estoque baixo, banco de sangue precisa de doadores

Estoques dos tipos sanguíneos O+, O-, B+ e B- estão críticos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Arquivo/SP AGORA)

A Fundação Pró-Sangue, braço operacional da Secretaria de Estado da Saúde, alerta para o baixo estoque e convida a população para colaborar com a doação, ressaltando a importância deste ato voluntário que pode salvar vidas. Os estoques dos tipos sanguíneos O+, O-, B+ e B- estão críticos. Já os tipos A+ e A- estão em alerta, e os grupos AB+ e AB- estão estáveis.

Entre janeiro e setembro deste ano, as doações caíram cerca de 6% em comparação com o mesmo período do ano passado, o que resultou em baixos estoques de sangue. Foram coletadas 79.995 bolsas em 2020, contra 85.104 em 2019.

O volume de cada bolsa coletada pode ser fracionado em hemocomponentes, como plasma, hemácias ou glóbulos vermelhos, plaquetas e crioprecipitado. O plasma é usado em pacientes com problemas de coagulação; o concentrado de hemácias ou glóbulos vermelhos é utilizado no tratamento de anemia; o crioprecipitado é direcionado para tratamento de coagulopatias; e as plaquetas para os casos de hemorragia ou em concomitância com quimioterapia nos pacientes oncológicos.

Além dos procedimentos terapêuticos, o sangue proveniente da doação garante suporte às cirurgias eletivas e de urgência, bem como transplantes. A Fundação Pró-Sangue abastece mais de 100 instituições de saúde da rede pública de São Paulo.

Como doar?

Por meio de formulário online pelo link https://bit.ly/36O2V90, os interessados podem se cadastrar e agendar dia e horário de preferência para doar sangue em um dos postos de coleta da Fundação Pró-Sangue.

Como forma de prevenção à COVID-19, as unidades adotaram todos os critérios estabelecidos para a segurança dos doadores como reforço na desinfecção dos ambientes e cadeiras, disponibilização de álcool gel e reforço ao uso de máscara, que é obrigatório.

Os postos de coleta podem ser consultados em https://bit.ly/2SE2VQU.

Quais as regras para doar sangue?

– Estar em boas condições de saúde;

– Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização);

– Pesar no mínimo 50kg;

– Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas);

– Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação);

– Apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social, Carteira Nacional de Habilitação e RNE-Registro Nacional de Estrangeiro*).

Cuidados pós-doação

Após a doação, o voluntário deve seguir as seguintes orientações:

– Permanecer no Banco de Sangue por mais 15 minutos para evitar tonturas;

– Manter o curativo por pelo menos 4 horas;

– Não ingerir bebidas alcoólicas;

– Não fumar por 2 horas;

– Evitar esforço físico exagerado por 12 horas, especialmente com o braço utilizado para doação;

– Beber bastante líquido;

– Se for dirigir veículo automotor ou ser transportado em motocicleta, parar imediatamente o veículo em caso de mal-estar.

Na ocorrência de febre, diarreia ou outro sintoma de doença infecciosa até sete dias após a doação, comunicar imediatamente a Fundação Pró-Sangue pelos telefones (11) 4573-7800 ou 4573-7500, ramais 7594 ou 7599.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas