PRF prende traficantes e apreende 650 quilos cloridrato de cocaína

Várias coincidências levam a Polícia a acreditar que haja uma conexão entre os dois carregamentos de drogas. Isso porque estavam sendo transportados em veículos semelhantes, que saíram da mesma cidade da Grande São Paulo e seguiam para o Rio de Janeiro.

A primeira apreensão ocorreu pela manhã na praça de pedágio localizada no quilômetro 204 da pista sentido Interior, no município de Arujá, ainda na região metropolitana.

Durante fiscalização, um GM Spin prata, com placas da Capital, foi parado, e o motorista, de 24 anos, demonstrou nervosismo. Como as informações prestadas pelo condutor eram desconexas, os agentes decidiram vistoriar o carro.

Foi quando encontraram, no porta-malas e sobre os bancos, 296 tabletes de cloridrato de cocaína, que, pesados posteriormente, totalizaram 323 quilos da droga.

Questionado, o suspeito informou que pegou o veículo em um posto de combustíveis na cidade de Diadema e receberia 15 mil reais para entregá-lo no Rio de Janeiro.

O carro e as drogas foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil em Arujá.

O segundo motorista foi preso no final da tarde no quilômetro 18 da Dutra, no município de Lavrinhas, já no Interior do Estado. A droga também seguia de Diadema para o Rio de Janeiro e também estava em um GM Spin, assim como a ocorrência da manhã. O condutor, um homem de 28 anos, foi encaminhada à Polícia Federal do município de Cruzeiro.

As duas ocorrências totalizaram 653 quilos de cloridrato de cocaína, gerando um prejuízo total estimado em 97 milhões de reais ao crime organizado.

O cloridrato de cocaína é o primeiro produto obtido a partir do refino da pasta base de cocaína e é impróprio para o consumo devido ao seu alto teor corrosivo. Uma vez recebida pelos traficantes, a droga seria misturada a outros produtos para só então ser revendida aos usuários finais.

*Com informações do repórter Paulo Édson Fiore, da rádio Jovem Pan.
Veja esta e outras notícias no canal do Youtube do repórter Paulo Édson Fiore, da rádio Jovem Pan.

Veja as cidades de SP com mortes por Coronavírus

(Marcello Casal Jr./Agência Brasil)

São Paulo registrou neste domingo (5) um total de 275 óbitos pelo novo coronavírus. Os números significam um aumento de 180% em comparação ao balanço do domingo passado (29), quando eram 98 vítimas fatais pela covid-19 Já o número de casos confirmados pela doença chegou a 4.620.

Os óbitos concentram-se em 33 cidades, com maior número na grande São Paulo, mas, crescem os números no interior do estado. Hoje,foi confirmada a primeira morte em Bauru. Também há pelo menos uma vítima em cada uma das regiões de Araçatuba, Ribeirão Preto, Campinas, Baixada Santista, Presidente Prudente e Sorocaba.



Os municípios e respectivos números de mortes são: São Paulo (220), Guarulhos (5), São Bernardo do Campo (5), Campinas (4), Santo André (3), Cotia (3), Osasco (3), Taboão das Serra (3).

Americana, Mairiporã, Santos e Sorocaba têm duas mortes cada cidade. Há ainda um óbito confirmado em cada uma das seguintes cidades: Arujá, Barueri, Bauru, Caieiras, Carapicuíba, Cravinhos, Diadema, Dracena, Embu das Artes, Francisco Morato, Franco da Rocha, Itapecerica da Serra, Itapevi, Jaboticabal, Mogi das Cruzes, Nova Odessa, Penápolis, Ribeirão Preto, São Caetano do Sul, São Sebastião e Vargem Grande Paulista.

Segundo o portal do governo do estado, as 275 vítimas somam 157 homens e 118 mulheres. Do total, 236 tinham idade igual ou superior 60 anos. As demais incluem pessoas com menos de 60 com comorbidades que, assim como os idosos, representam grupo mais vulnerável a complicações da covid-19.

Por Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil 

*Atualizado às 10h19

Chuva interdita rodovia Presidente Dutra

(Reprodução)


A chuva forte que atingiu a região metropolitana de São Paulo no fim da tarde de hoje (3) interditou parte da rodovia Presidente Dutra, na região de Arujá.

A enxurrada forte invadiu uma das pistas e dificultou a passagem de veículos. Apenas a faixa da esquerda ficou liberada para os veículos no quilômetro 196 sentido São Paulo. O congestionamento já passa de cinco quilômetros.

Na pista expressa, sentido Rio de Janeiro, segundo a concessionária, o trânsito está completamente bloqueado.

São Paulo

Durante toda tarde, regiões de São Paulo ficaram em estado de ‘Atenção’ para alagamentos, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). A chuva forte começou pela Zona Sul, às 13h55 e esse alerta se espalhou para outras áreas. A recomendação foi retirada para toda capital quando a chuva diminuiu, às 19h15.

No decorrer do dia, 13 pontos de alagamento foram identificados pela Prefeitura. O mais grave ocorreu na Rua Aluisio Azevedo, no Centro, que ainda estava interditada quando os alertas foram removidos, no começo da noite.

Ocorrências

O Corpo de Bombeiros informou que até o começo da noite de hoje registrou 29 chamados para queda de árvores. A corporação confirmou também que atendeu três casos de alagamentos durante o dia. As equipes de resgate foram mobilizadas ainda para quatro ocorrências de desabamento ou desmoronamento.

Um dos casos aconteceu na Rua Lealdade, 380, na região do Jaguaré. Oito equipes dos bombeiros foram para o local, onde um homem estava soterrado. Ele foi resgatado e levado para Pronto Socorro Regional de Osasco. Segundo os bombeiros, ele estava bem, sem fraturas.

*Atualizado às 19h31

Aposentado, pai abre franquia de consultoria com o filho

Wilson Bego e o filho Rodrigo atuam na região de Arujá (Divulgação)


Formado em engenharia mecânica, com duas pós-graduação, pela USP e Madia Marketing School, e MBA em marketing, Wilson Haroldo Bego construiu carreira em uma multinacional japonesa. A principal guinada na carreira ocorreu, justamente, quando a aposentadoria chegou. Ao lado do filho, ele empreendeu como franqueado da Consulting Now, uma franquia do grupo InterMaster que oferece consultoria empresarial para Pequenas e Médias Empresas.

Para fazer a nova empreitada dar certo, Wilson aplicou as experiências de 32 anos como engenheiro e também na área comercial da multinacional e de um grupo de comunicação no Alto Tietê.

“Eu sempre tive que me adaptar às mudanças, mas eu não tenho medo nenhum de novos desafios, de novos aprendizados, não tenho medo de mudar”, diz Wilson, sobre o convite feito pelo fundador da Consulting Now, Vicente Gomes, para que ele entrasse para a franquia e abrisse uma unidade com sede na região do Alto Tiete, na grande São Paulo.

Wilson conta que, antes de empreender, chegou a prestar serviços de consultoria comercial para a InterMaster, que atende grandes empresas, e que participou do desenvolvimento inicial do método usado na franquia. Para o novo desafio, Wilson chamou o filho, Rodrigo, de 25 anos, que cursa engenharia mecânica e saiu de um estágio em uma grande fabricante de tratores para trabalhar com o pai.

“Ele fez estágios em três grandes empresas e, hoje, apesar de novo, é meu braço direito”, diz Wilson.

O resultado veio em pouco mais de seis meses. Pai e filho conseguiram dobrar o número de clientes.  O franqueado conta que a experiência auxiliou muito no sucesso e na satisfação dos clientes, entretanto, a assistência da franqueadora é fundamental.

“Geralmente, o empresário, principalmente donos de negócios familiares, prefere evitar mudanças. Durante a consultoria, com toda experiência que tenho, mostro que mudar, as vezes, faz bem aos negócios. E isso tem se revelado um grande acerto quando recebo o feedback positivo dos clientes”, finaliza.

A franquia, que está em expansão pelo Brasil, tem estimulado profissionais com experiência de mercado a entrar para o ramo de consultoria.

“Essa visão de mercado é importante, principalmente quando adicionamos todo o know-how construído pela InterMaster e aplicado na Consulting Now”, comenta Vicente, fundador da consultoria.

A Rede

A Consulting Now é uma franquia de Consultoria e Gestão Empresarial, do Grupo InterMaster, que está no mercado há 25 anos e já colaborou para o desempenho positivo de mais de 200 empresas, dos segmentos de indústria, comércio e serviço.

A consultoria atua na implantação de procedimentos que levam a melhor lucratividade, aumento de vendas, redução de custos, dentre outras ações.

No mercado de franchising desde 2017, a rede tem 14 unidades em operação, nos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Norte. Para ser um franqueado, o interessado deve investir a partir de R$ 49 mil (investimento inicial). Com faturamento médio, mensal, de R$ 45 mil, o prazo de retorno é estimado em oito meses.

Greve afeta 367 mil passageiros de ônibus em Guarulhos e Arujá

Por Fernanda Cruz

A paralisação de linhas 66 linhas de ônibus nas cidades de Arujá e Guarulhos prejudica 367 mil passageiros na manhã de hoje (10). Os motoristas e cobradores iniciaram, à meia-noite, a greve por tempo indeterminado.

O Sindicato pede reposição integral da inflação com 5% de aumento real, pagamento de participação nos lucros, vale-refeição no valor de R$ 27, auxílio creche correspondente a 20% do salário do trabalhador e proibição da terceirização nas funções.



Uma liminar do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região determinou que, no mínimo, 70% dos funcionários trabalhem nos horários de pico, das 5h às 8h e das 17h às 20h, e que 50% trabalhem nos demais horários. A multa em caso de descumprimento é de R$ 100 mil.

A prefeitura de Guarulhos informou que um plano emergencial foi montado para atenuar os prejuízos à população. “O Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese), no qual veículos de permissionários (micro-ônibus), que prestam serviço dos bairros até os terminais de ônibus, irão estender o percurso para as principais avenidas e à região central da cidade, que normalmente são atendidas pelas concessionárias. Todas as medidas legais estão sendo adotadas no sentido de minimizar os transtornos à população”, diz a nota.

Baixe o aplicativo do SP AGORA

Cães encontram cocaína com homem da grande São Paulo

Dois cães farejadores localizaram o fundo falso no caminhão (Agência PRF/Reprodução)

Um motorista de caminhão de Arujá, na grande São Paulo, foi preso na madrugada de hoje (3) pela Polícia Rodoviária Federal em Seropédica, região metropolitana do Rio de Janeiro. Ele transportava 110 quilos de cocaína escondidos em uma carga de sucata.

Segundo a PRF, o entorpecente seria distribuído no Complexo da Maré. O flagrante aconteceu durante uma blitz na antiga rodovia Rio-São Paulo (BR-465).



O suspeito, de 42 anos, entrou em contradição sobre o motivo da viagem. Ele transportava cerca de 28 toneladas de sucata.

Com a ajuda de cães farejadores, K9 Apolo e K9 Meg, que indicaram a presença de entorpecente, a droga foi encontrada em um fundo falso.  O caminhoneiro disse que havia pego o caminhão em Volta Redonda, sul Fluminense e receberia R$ 2 mil pela viagem até Ramos, na zona norte do Rio.

A pena para o crime vai de 5 a 15 anos de reclusão.

*com informações da Agência PRF

Foragido é preso ao tentar retirar carro de amigo de uma blitz

(Agência PRF/Reprodução)

Foragido da Justiça de Pernambuco, Klebson Natan Silva de Siqueira, de 28 anos, foi preso na noite deste domingo (9) ao tentar retirar o carro de um amigo em uma blitz da Polícia Rodoviária Federal, em Arujá, na grande São Paulo. O amigo de Kebson foi parado em uma abordagem de rotina ao passar pelo pedágio na rodovia Presidente Dutra, sentido capital paulista.

O motorista se recusou a assoprar o bafômetro e estava com a habilitação suspensa. Multado, o dono do carro só poderia levar o veículo para casa se chamasse outro motorista habilitado.

Quando Klebson chegou para buscar o veículo, os policiais consultaram o documento e descobriram que era procurado desde 2011. Ele responde na Justiça de Pesqueira, em Pernambuco, pelo crime de homicídio qualificado.

Klebson foi levado para a delegacia de Arujá.

*Com informações da Agência PRF