Memorial da América Latina tem vacinação contra a covid-19

Memorial da América Latina reabre drive-thru nesta segunda-feira (15), com a opção também de vacinação para pessoas a pé, a partir das 8h. A abertura da imunização no Memorial contará com a presença do secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) inicia nesse período a vacinação de idosos com idade entre 75 e 76 anos, grupo estimado em 115 mil pessoas na cidade. Com a abertura da nova faixa-etária, os drive-thrus, utilizados na capital para a vacinação contra a Covid-19, retomarão as atividades a partir das 8 horas.

Nos postos estarão disponíveis as duas doses da vacina.

O público-alvo nesta faixa-etária da Campanha pode procurar a vacina em uma das 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS), nos 17 drive-thrus espalhados pela cidade, nos três Centros-Escolas e nos 17 Serviços de Assistência Especializada (SAE) na capital. Aos sábados, os idosos podem procurar por uma das 80 UBS/Ama integradas para a imunização.

A partir desta segunda-feira, até às 17h, os 17 drive-thrus terão vacinação para os idosos acima de 75 anos, além de oferecer a segunda dose da vacina também exclusivamente para pessoas que receberam a primeira dose em um dos drive-thrus da cidade.

Quem tomou a primeira dose no estádio do Pacaembu, que encerrou as atividades na quarta-feira (3), pode procurar qualquer um dos postos de vacinação da cidade, incluindo os drive-thrus.

Recomendação

A SMS recomenda que os idosos busquem a vacina de maneira gradual, evitando aglomerações nos postos da capital e preenchendo o pré-cadastro no site Vacina Já para agilizar em até 90% o tempo de atendimento para imunização. 

Festival Gastronômico terá churrasco, torresmo e música

(Reprodução)


O Festival Gastronômico, realizado mensalmente no Memorial da América Latina, traz duas paixões nacionais na edição de novembro: churrasco e torresmo. Além das delícias da cozinha, a programação tem apresentações musicais no projeto “Talentos do Memorial”, uma área kids e um mini-shopping. O evento acontece no próximo sábado (9) e domingo (10), na Praça da Sombra.

O cardápio conta com porções de picanha, fraldinha e cupim, espetinhos, churrasco no pão, carnes assadas (costela, medalhão e bisteca), porco no rolete, linguiças artesanais, joelho de porco, hambúrgueres e muito mais.

A novidade é o 1º Festival de Torresmo, que traz diversos pratos com o ingrediente, como torresmo na taça e no rolo, barca de torresmo e torresmo de tilápia. Os preços variam de R$ 10 a R$ 60.

Para a sobremesa, o visitante encontrará milk-shakes, sorvetes, bolos e waffles. Com entrada gratuita, o Festival Gastronômico tem fraldário, espaço de quick massage e diversos brinquedos, além de jogos para crianças, como tiro ao alvo, pescaria, chute ao gol e cama elástica. Animais de estimação são bem-vindos.

Programação

  • Sábado (9)
    13h – Raul Mozardo
    15h – Trio Lado B
    17h – Navegantes: brasilidade sonora
    19h – Noizzy
  • Domingo (10)
    13h – Sunny Side Swing Society
    15h – Periferia A Massa
    17h – San Francisco The Band
    19h – Rock’n’trio

Memorial da América Latina terá show de chorinho hoje

(Facebook/Reprodução)


O projeto Choro, Chorinho e Chorões apresenta Cadu Barros e Quarteto nesta terça-feira (8), no Memorial da América Latina, na capital paulista. A abertura da noite fica por conta de Júnior Alves e Quarteto, tocando composições clássicas do chorinho. A apresentação será ao lado do prédio da Administração e a entrada é gratuita.

O show será dividido em duas partes: a primeira faz uma releitura das músicas de Francisco Soares de Araújo, o Canhoto da Paraíba, famoso compositor e violonista nordestino. A apresentação mantém a formação regional dos grupos de choro com o violão sete cordas, cavaquinho e pandeiro, comandados por Rodrigo Carneiro, André Iglesias e Ribeka Suzuki, respectivamente.

Cadu Barros dedica-se a estudar a obra de Canhoto da Paraíba resgatando músicas interpretadas e compostas pelo grande mestre, conhecido pelo estilo singular de tocar o violão ao contrário, sem inverter as cordas, criando assim uma sonoridade única.

A segunda parte do show conta com a presença do trombonista Conrado Bruno e um repertório que inclui músicas de Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Bonfiglio de Oliveira, Álvaro Carrilho, Guinga, entre outros.

Além das rodas, durante todo o evento o público também pode experimentar o melhor da comida de boteco feita por restaurantes tradicionais da cidade. Também serão projetadas no prédio da administração fotografias de nomes importantes do choro como Dilermando Reis, Jacob do Bandolim, Pixinguinha, Chiquinha Gonzaga, Dominguinhos e Zequinha de Abreu.

O projeto

A proposta do evento é promover rodas de choro no início da noite, remetendo o público a uma atmosfera de descontração dos encontros de músicos de choro, divulgando o repertório do chorinho, tão popular em São Paulo. O projeto Choro, Chorinho e Chorões é permanente e acontece toda segunda terça-feira do mês. Já passaram por ele nomes como o bandolinista Fábio Peron e o primeiro grupo de choro brasileiro formado só por mulheres, Choronas.

Serviço

Choro, Chorinho e Chorões – Com Cadu Barros e Quarteto, Conrado Bruno e Júnior Alves e Quarteto

  • Local: Memorial da América Latina, portões 8, 9 e 13 (Metrô Barra Funda)
  • Data: terça-feira (8)
  • Hora: a partir das 18h
  • Entrada gratuita
https://www.facebook.com/CaduBarros1990/videos/414743596061180/

*Conteúdo do Governo do Estado de SP

Festivais do Pastel e do Açaí comemoram aniversário de SP

Quem quiser aproveitar o aniversário da Cidade de São Paulo, comemorado no dia 25 de janeiro, pode visitar dois festivais no Memorial da América Latina. Para celebrar os 465 anos, a Instituição terá pela primeira vez o Festival de Açaí, que vem acompanhando a quarta edição do Festival de Pastel.

Além das duas estrelas do evento, também terão diversas opções para todos os gostos na praça de alimentação durante os dias 25, 26 e 27 de janeiro, das 11h às 21h. A entrada é gratuita e classificação livre.



Sobre o Memorial 

Memorial da América Latina, ao lado do terminal Barra Funda, do Metrô (Arquivo/ Agência Brasil)

O Memorial da América Latina é uma Fundação de Direito Público, sem fins lucrativos, mantida pelo Governo do Estado de São Paulo. Foi concebido para promover a integração cultural e política dos povos de língua portuguesa e hispano-americana.

Além disso, é referência na realização de eventos que reúnem os grandes nomes do cenário artístico, político, cultural e acadêmico do país. Localizado na Zona Oeste da capital, ao lado do Terminal da Barra Funda, o espaço abriga sete edifícios distribuídos em duas praças que se interligam pela passarela sobre a avenida Auro Soares de Moura Andrade.

*com informações do Governo de São Paulo

Sábado: Memorial da América Latina tem festival indígena

Daniel Mello/Agência Brasil

(Arquivo/ Agência Brasil)

O Festival de Culturas Indígenas vai abordar os saberes e a situação dos povos tradicionais do Brasil. O evento começou às 10h deste sábado (18) promove debates, exibições de filmes e apresentações de rituais no Memorial da América Latina, na zona oeste da capital paulista. A entrada é gratuita e o encontro é organizado pelo governo de São Paulo e pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Em um dos painéis serão apresentados conhecimentos ancestrais sobre a natureza para tratamento de dores e doenças. A evangelização dos povos indígenas também será tema de debate. Sobre o assunto, será exibido continuamente o documentário Ex-pajé, dirigido por Luiz Bolognesi.

O Auditório da Biblioteca recebe ainda as produções documentais Huni Kuin – Os Últimos Guardiões, de Danilo Arenas, e Mulheres Indígenas: Vozes por Direitos e Justiça, realizado pela ONU.

Haverá ainda uma feira durante todo o evento com 30 expositores de produtos de comunidades indígenas.