Homens são presos após anúncio de venda de animais silvestres na internet

(Polícia Civil/Reprodução)

Dois homens foram detidos pela Polícia Civil, em Paulínia, no interior de São Paulo, com jabutis, cobras e macaco. Segundo os policiais, os animais silvestres seriam vendidos na cidade.

Agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE) identificaram os suspeitos após uma investigação. O levantamento começou após os animais serem anunciados na internet.

Ao todo 21 jabutis, dois filhotes de cobra e um sagui foram resgatados. “Todos foram entregues a uma ONG, onde receberam os cuidados necessários”, diz nota da Polícia Civil. O caso aconteceu segunda-feira (29).

Os dois homens vão responder por crime ambiental.

SP monitora quatro casos suspeitos de Coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo monitora quatro casos suspeitos de Coronavírus, sendo três na Capital e um no interior. Nesta quarta-feira (5) foram descartados quatro casos no Estado após diagnóstico negativo de coronavírus realizado pelo Instituto Adolfo Lutz. Dois novos casos foram inseridos na relação de suspeitos, sendo um em São Paulo e outro em Bauru.

Entre os quatro casos descartados hoje estão um adulto na Capital, dois de Paulínia e a criança do município de Americana. Já os dois novos casos suspeitos são um adulto de São Paulo e outro de Bauru, que estão bem, estáveis e recebendo cuidados em casa em isolamento domiciliar.

Todos os quatro casos considerados suspeitos apresentaram sintomas e histórico de viagem à China.

No Brasil, o número de casos suspeitos caiu para 11. Novo boletim vai ser divulgado hoje (6)

*Com informações da Secretaria Estadual de Saúde de SP

SP descarta um caso e tem agora 6 suspeitas de Coronavírus

A Secretaria Estadual da Saúde excluiu um dos pacientes que constavam na lista de suspeitos de Coronavírus e, com isso, caiu para seis o número de casos investigados no Estado de São Paulo. Por enquanto, três pessoas da Capital e três do Interior (dois em Paulínia e um em Americana), sendo cinco adultos e uma criança de Americana.

Um dos casos investigados, segundo o Estado, passou a apresentar sintomas após ter contato com um paciente que esteve na China. As seis pessoas estão bem, apesar dos sintomas, estáveis e recebendo cuidados em casa, em isolamento domiciliar.

No Brasil, o Ministério da Saúde apura 13 casos suspeitos. Um paciente é do Rio de Janeiro, quatro do Rio Grande do Sul e dois de Santa Catarina, além dos seis de São Paulo.

Coronavírus

Desde o início da epidemia, foram confirmados 20.704 casos (99,2% na China), com 427 óbitos. A taxa de mortalidade do coronavírus 2019-nCoV é de 2,1%. Até o momento, há 2.788 casos de pessoas infectadas em estado grave. Todos na China. Desses, 492 são novas ocorrências. A província de Hubei continua sendo amais afetada: 66% dos casos ocorridos.

Histórico

Os coronavírus são conhecidos desde meados dos anos 1960 e já estiveram associados a outros episódios de alerta internacional nos últimos anos. Em 2002, uma variante gerou um surto de síndrome respiratória aguda grave (Sars) que também teve início na China e atingiu mais de 8 mil pessoas. Em 2012, um novo coronavírus causou uma síndrome respiratória no Oriente Médio que foi chamada de Mers.

A atual transmissão foi identificada em 7 de janeiro. O escritório da Organização Mundial de Saúde (OMS) na China buscava respostas para casos de uma pneumonia de etiologia até então desconhecida que afetava moradores na cidade de Wuhan. No dia 11 de janeiro foi apontado um mercado de frutos do mar como o local de origem da transmissão. O espaço foi fechado pelo governo chinês.

*Com informações da Agência Brasil e da Secretaria Estadual da Saúde

Interior tem primeiro caso suspeito de Coronavírus

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo monitora três casos suspeitos de Coronavírus, sendo dois na Capital e o primeiro no interior. São dois adultos e uma criança que estão bem, estáveis e recebendo cuidados em casa em isolamento domiciliar, ou seja, com restrição de contatos com pessoas e ambientes externos. 

O primeiro caso suspeito notificado do interior do Estado é um adulto, 45 anos, de Paulínia, na região de Campinas. O paciente esteve na China e após desembarcar no Brasil apresentou febre, tosse, coriza e dificuldades para respirar. Foi atendido em serviço privado, onde foram colhidas amostras para análise laboratorial, e o paciente foi liberado com indicação de isolamento domiciliar.

Os casos suspeitos da Capital são um menino de seis anos, que apresentou febre e tosse, com histórico de retorno da China no dia 19, e um homem de 33 anos, que retornou da China no dia 20 de janeiro. Este apresentou febre, tosse e dor de garganta e foi atendido em um hospital privado da capital.

Nesta quinta-feira (30), foi descartado o caso da menina de 4 anos, já que os resultados dos exames apresentaram contaminação por Influenza (gripe). 

Os familiares dos pacientes estão orientados com relação às medidas necessárias para se prevenirem, como uso de máscaras, higienização das mãos e não compartilhamento de objetos de uso pessoal, bem como sobre os cuidados requeridos para os pacientes, que incluem hidratação e a permanência em casa, sem circulação por outros locais e evitando contato com familiares e amigos, por exemplo.

Brasil

O Ministério da Saúde também atualizou a lista de casos suspeitos nesta quinta-feira (30), que permanece com nove pacientes em observação. Apesar de o número de casos ter se mantido igual em relação ao divulgado ontem, há quatro novos casos considerados suspeitos e outros quatro foram descartados.

Os quatro novos casos suspeitos foram registrados no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo – em Paulínia – e Paraná. O caso do Rio Grande do Sul já havia sido notificado e chegou a ser excluído. No entanto, voltou a ser considerado suspeito após o paciente apresentar outros sintomas. Os dados foram fechados pela pasta às 12h de hoje. 

Até o momento, 43 casos foram notificados pelo Brasil. Destes, 28 já foram excluídos. Até o fechamento do balanço, os casos estavam distribuídos em: (1) Minas Gerais, (1) Rio de Janeiro, (3) São Paulo, (2) Rio Grande do Sul, (1) Paraná, (1) Ceará.

Um caso é tratado como suspeito se a pessoa esteve na China nos últimos 14 dias e apresentou tosse e febre ao retornar. Neste caso, o paciente é colocado em isolamento e são realizados testes para checar, primeiro, se o que essa pessoa tem é influenza ou outra gripe. Caso os exames não acusem essa possibilidade, é feito o teste para coronavírus.

Dicas de prevenção

– Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar;
– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Não compartilhar objetos de uso pessoal;
– Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado;
– Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool;
– Deslocamentos não devem ser realizados enquanto a pessoa estiver doente;
– Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais (vivos ou mortos), e a circulação em mercados de animais e seus produtos.

*Com informações da Agência Brasil e da Secretaria de Saúde de SP

Operação combate fraude na compra de merenda escolar

Por Flávia Albuquerque

(Arquivo)


A Polícia Federal deflagrou hoje (26) uma operação para coletar dados que complementem as informações obtidas em colaboração premiada feita por dois investigados pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, que foram alvo da primeira fase da mesma investigação, em maio de 2018.

A Operação Cadeia Alimentar 2 cumpre 57 mandados de busca e apreensão e 27 mandados de prisão temporária em 27 cidades do estado de São Paulo. 

A investigação apura irregularidades em procedimentos licitatórios e desvio de verbas relacionados à compra de merenda escolar em pelo menos 50 municípios do estado de São Paulo. Entre os alvos da operação estão empresários, lobistas, servidores e ex-servidores públicos, uma vereadora, ex-prefeitos, secretários e ex-secretários de governo.

Os mandados de buscas estão endereçados a residências, empresas, três prefeituras e uma Câmara dos Vereadores.

A operação abrange a capital paulista, as cidades de Americana, Atibaia, Campinas, Franca, Garça, Matão, Orlândia, Paulínia, Rio Claro, São Carlos, São Joaquim da Barra, São José do Rio Preto, São Roque, Sorocaba, Sumaré, Taquaritinga e Votorantim, no interior; Cotia, Itapevi, Jandira e Osasco, na região metropolitana de São Paulo; Guarujá, Cubatão, Praia Grande, Santos e São Vicente, na Baixada Santista.

Os investigados vão responder pelos crimes de organização criminosa, fraude a licitações, falsidade ideológica, corrupção ativa, prevaricação e corrupção passiva. As penas, somadas, podem chegar a 28 anos de prisão.

Franquia de segurança amplia atuação no interior de São Paulo

Unidade de Paulínia é a 17ª unidade da rede no Brasil (Divulgação)

A SuperSeg Brasil inaugurou este mês, em Paulínia, interior de São Paulo, a 17ª unidade da franquia, especializada em segurança eletrônica. A nova loja da rede faz parte do plano de expansão da marca em cidades da região metropolitana de Campinas, onde foi criada.

“A SuperSeg tem reforçado sua atuação no interior do Estado e a credibilidade da marca tem atraído investidores, como é o caso de Paulínia”, comenta Evandro Machado, executivo de Marketing e Web da rede.

Em Paulínia, a unidade vai ser comandada em família. O empresário Idelmar Gonçalves Nascimento, os dois filhos e a esposa assumiram o atendimento e a execução dos projetos de segurança eletrônica na cidade.

Idelmar vai comandar a franquia em Paulínia ao lado dos filhos e da esposa (Divulgação)

“Trabalhávamos de forma autônoma com esse setor e percebemos que havia um espaço muito grande pra crescer em Paulínia”, lembra o Anderson de Abreu Gonçalves, filho de Idelmar.

Atualmente, a SuperSeg Brasil atua em três estados: São Paulo, Rio de Janeiro e Paraná. Das 17 unidades da franquia, dez ficam no interior paulista. Há a previsão de mais uma loja em Limeira nas próximas semanas, além de outras 5 em negociação.

“Estruturamos a franquia para um crescimento sólido, o que nos permitiu abrir 14 unidades em 2018 e chegar a dois outros estados do Brasil”, comenta Helton Cézar, executivo de finanças e expansão, que planeja chegar a 50 unidades até o fim de 2019.

A SuperSeg Brasil também passou a integrar a Associação Brasileira de Franchising (ABF), entidade que representa o setor de franquias no Brasil.

Ficha técnica

Ano de Fundação: 2016

Ano no Franchising: 2017

Formatos oferecidos: Loja de rua

Unidades Próprias: 1

Unidades Franqueadas: 16

Investimento total: de R$ 70 mil a R$ 140 mil

Taxa de Franquia: de R$ 25 mil a R$ 35 mil (dependendo do tamanho da cidade – menor valor para menores de 100 mil habitantes)

Capital de giro: de R$ 24 mil a R$ 36 mil

Área média para instalação: 40 m²

Quantidade de funcionários: 3

Royalties: 2 salários mínimos no 1º ano; 3 salários mínimos a partir do 13º mês

Taxa de Publicidade: ½ salário mínimo durante vigência do contrato

Faturamento Médio (R$): 556.434,00 (ano)

Lucratividade: 20% a 25%

Prazo de Retorno Médio (meses): 18 meses

Refinaria que explodiu em Paulínia é interditada pela ANP

Valéria Verdélio/Agência Brasil

(Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) interditou a Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo, após acidente ocorrido na última segunda-feira (20). A decisão foi comunicada ontem (24) à Petrobras, após a empresa indicar a retomada da operação nas unidades que não foram afetadas pelo acidente.

De acordo com a ANP, a medida cautelar tem a finalidade de garantir a segurança operacional das instalações e evitar novos acidentes. Para o retorno, a Petrobras deverá encaminhar à ANP documentos e informações que comprovem condições de segurança adequadas, e aguardar comunicado de desinterdição das instalações.

A interdição não inclui as operações de tancagem e utilidades, desde que não afetadas pelo acidente. No dia seguinte ao incêndio (21) a empresa já retomou a entrega de produtos em estoque às distribuidoras e conta com a produção das demais refinarias para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes.

Petrobras

Em nota, a Petrobras informou que já vinha tomando as medidas solicitadas pela ANP e que, por isso, mantém a perspectiva de reiniciar as operações nos próximos dias, de forma segura. “A companhia está providenciando os documentos para comprovar o isolamento das áreas atingidas pelo fogo no dia 20/8 e, assim, liberar as unidades que não foram afetadas”, diz a nota.

Acidente

(Twitter/Reprodução)

O acidente ocorrido na madrugada do último dia 20 na Replan afetou três unidades, que fazem parte do processo de refino de petróleo: U-683 (Unidade de Tratamento de Água Ácida), U-220A (Unidade de Craqueamento Catalítico) e U-200 (Unidade de Destilação Atmosférica).

O acidente teve início com a explosão de um tanque na U-683. O incêndio se espalhou pelas outras duas unidades e em parte da tubovia principal. Não houve feridos durante acidente e o fogo foi extinto ainda na madrugada.

A ANP informou ainda que já deu início ao processo administrativo de investigação de acidente. A Petrobras também já criou uma comissão interna para investigar as possíveis causas do acidente.

A capacidade total da Replan é de 415 mil barris por dia e responde por quase 20% da produção da estatal. Em nota, a Petrobras informou que “não estima impactos financeiros relevantes, mesmo com os remanejamentos da produção de outras refinarias, reforma das unidades atingidas e eventual importação de derivados, se necessária”.

Após incêndio, refinaria está paralisada em Paulínia

Alana Gandra/Agência Brasil

(Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

A Petrobras informou, em nota divulgada nesta terça-feira (21), que continuam paralisadas as operações na Refinaria de Paulínia (Replan), em São Paulo. Na madrugada de segunda (20), ocorreram explosões seguidas de incêndio na Replan.

Segundo a companhia, não houve feridos e o incêndio foi controlado por equipe de contingência da refinaria, em conjunto com o Corpo de Bombeiros.

A Petrobras informou que não há impacto imediato no abastecimento, uma vez que a empresa conta com estoque e produção das demais refinarias para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes.

“O incêndio atingiu parte de uma das unidades de craqueamento catalítico e de uma das unidades de destilação atmosférica, que fazem parte do processo de refino de petróleo, mas a extensão dos danos ainda passará por avaliação detalhada. A produção foi preventivamente paralisada, e a companhia está avaliando o prazo para retorno das demais unidades não afetadas pelo incêndio. A Petrobras reforça seu compromisso com a segurança de suas operações e instalações adotando padrões da indústria mundial de petróleo”, diz a nota da empresa.

Petrobras descarta impacto no abastecimento por conta de incêndio

Nielmar de Oliveira/Agência Brasil

(Arquivo/Rovena Rosa/Agência Brasil)

A Petrobras divulgou, há pouco, nota à imprensa com mais detalhes sobre o incêndio que atingiu unidades da refinaria de Paulínia, em São Paulo, na madrugada desta segunda-feira (20).

“O incêndio atingiu parte de uma das unidades de craqueamento catalítico e de uma das unidades de destilação atmosférica, que fazem parte do processo de refino de petróleo, mas a extensão dos danos ainda passará por avaliação detalhada”, informa o texto.

A empresa acrescenta que “a produção foi preventivamente paralisada e que a companhia está avaliando o prazo para retorno das demais unidades não afetadas pelo incêndio”.

A nota da Petrobras confirma que não houve feridos, diz que o incêndio já foi controlado e descarta “impacto imediato no abastecimento”. A empresa ressalta que conta com o estoque e a produção das demais refinarias para garantir a oferta de combustíveis aos seus clientes.

Pof fim, a Petrobras ressalta que mantém o compromisso com a segurança de suas operações e instalações adotando padrões da indústria mundial de petróleo. “A refinaria conta com planos de emergência e sua equipe de contingência foi prontamente acionada para conter o incêndio, em conjunto com o Corpo de Bombeiros.”

Incêndio atinge refinaria da Petrobras em Paulínia

Fernanda Cruz/Agência Brasil

(Twitter/Reprodução)

Um incêndio atingiu a Refinaria de Paulínia (Replan), no interior paulista, na madrugada de hoje (20).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, não houve feridos e as chamas foram apagadas.

A Petrobras informou que a produção foi preventivamente paralisada e será instaurada uma comissão para investigar as causas da ocorrência.

A Replan é a maior refinaria da petroleira, com capacidade de processamento de 434 mil barris de petróleo por dia. A produção corresponde a 20% do refino de petróleo no Brasil.