Praia Grande inicia fase de transição com praias movimentadas

Fase de transição começa com praias movimentas em Praia Grande, no litoral de SP
Fase de transição começa com praias movimentas em Praia Grande, no litoral de SP
Instalação de guarda-sóis e cadeira na faixa de areia segue proibida(Nivaldo Lima/SP AGORA)

A prefeitura de Praia Grande, no litoral de SP, publicou, na noite de sexta-feira (30), um novo decreto que dispõe sobre a atualização das medidas relacionadas a fase de transição do Plano São Paulo, ação do Governo do Estado voltada ao enfrentamento da pandemia da covid-19. As diretrizes entraram em vigor neste sábado (1) e se estenderão até o dia 9 de maio.

Decreto em Praia Grande

Com a publicação do novo decreto municipal pela prefeitura, em Praia Grande as atividades consideradas essenciais contam com autorização para funcionar sem restrição de horário.

Ocorreu ainda a ampliação de horário, agora das 6h às 20h, para o funcionamento de estabelecimentos comerciais, inclusive shopping center, e prestadores de serviços.

“Importante destacar que todas essas atividades devem respeitar a limitação de pessoas e ainda as medidas de biossegurança, como a obrigatoriedade de utilização da máscara, álcool em gel e do incentivo ao distanciamento social”, afirmou a gestão municipal em comunicado divulgado na manhã deste sábado.

Nas novas regras, fica autorizada a execução de músicas ao vivo e apresentações de DJs nos restaurantes, lanchonetes, bares e estabelecimentos afins, com todos os clientes e consumidores sentados. Ainda de acordo com a nova legislação municipal fica vedada a utilização de pista de dança ou espaços similares.

Praias

Permanecem autorizadas nas praias as atividades físicas. Seguem proibidos o uso de guarda sol e cadeira neste espaço. Os ambulantes também estão autorizados a funcionar, desde que com atendimento delivery e retirada no local. Os espaços públicos de lazer como Portinho e o Parque da Cidade também estão autorizados a funcionar.

*As informações são do portal Costa Norte

Prefeitura de Praia Grande fecha calçadão e praias da cidade

Equipes de fiscalização estarão atuando no local para impedir infrações e a utilização de forma irregular destes espaços(Agamenon Gomes/SP AGORA)

A prefeitura de Praia Grande fechou a faixa de areia e calçadão da orla da praia para combater o avanço da covid-19. A medida, que teve início neste sábado (20) e se estenderá, inicialmente até o dia 4 de abril, tem como objetivo principal reduzir a circulação de pessoas e, desta forma, conter a disseminação do novo coronavírus.

Outra ação da administração municipal diz respeito a ciclovia existente na orla. A utilização do equipamento está liberada apenas para deslocamentos essenciais, como, por exemplo, de uma pessoa que vai para o trabalho. O uso de máscara é obrigatório neste espaço também. Demais atividades relacionadas a lazer e atividade física estão suspensas.

Equipes de fiscalização estarão atuando no local para impedir infrações e a utilização de forma irregular destes espaços. Os profissionais terão como foco, neste primeiro momento, orientar e conscientizar as pessoas da real importância das medidas colocadas em prática no combate da pandemia.

O apoio da população é fundamental para o enfrentamento da covid-19, principalmente neste momento mais delicado da pandemia. Cada um deve fazer a sua parte, usando máscara, álcool em gel e praticando o distanciamento social e saindo de casa apenas para ações essenciais.

O fechamento da praia foi realizado na noite de sexta-feira (19) e madrugada de sábado (20). Equipes das secretarias de Trânsito e Serviços Urbanos efetuaram os trabalhos. O isolamento dos 23 quilômetros de faixa de areia e do calçadão da orla ocorre através de faixa zebrada e cavaletes.

Novas leis municipais

A prefeitura de Praia Grande enviou para Câmara Municipal duas minutas de leis municipais que buscam endurecer as regras relacionadas ao enfrentamento da pandemia. Com isso, a cidade espera reforçar junto a população duas medidas que são fundamentais para reduzir a circulação de pessoas e o aumento do número de casos e internações: uso obrigatório de máscara e evitar aglomerações.

Ainda de acordo com as propostas formatadas pela administração municipal, caso as leis sejam aprovadas pelos vereadores municipais em primeira e segunda discussões na próxima sessão da Câmara, marcada para a terça-feira (23), quem for flagrado pela fiscalização infringindo a legislação terá que pagar multa que varia entre R$ 500,00 e R$ 5.000,00.

Raquel Chini é eleita prefeita de Praia Grande

Raquel Chini (PSDB), prefeita eleita, e atual prefeito de Praia Grande, Alberto Mourão (PSDB) – (Divulgação)

Raquel Chini (PSDB) foi eleita neste domingo (29), em segundo turno, prefeita de Praia Grande, no litoral de São Paulo, por quatro anos. Segundo a Justiça Eleitoral, Chini recebeu 75.739 votos, o que equivale a 53,52% do total de votos válidos.

A tucana esteve à frente da disputa desde quando as primeiras pesquisas começaram a ser divulgadas, e era a candidata do atual prefeito, Alberto Mourão. Suas principais propostas incluem finalizar a ampliação de 100 leitos no Hospital Irmã Dulce, construir novas Unidades de Saúde da Família e Academias da Saúde, implementar pelotão da Guarda Civil Municipal no bairro Solemar e criar cursos de capacitação de mão de obra para o setor cultural.

Chini concedeu entrevista à TV Tribuna após a divulgação do resultado. “Muito feliz pela sociedade ter acordado. Na verdade, a população se uniu, e empresários, as pessoas, as mulheres e os homens, pessoas de bem, se uniram, e chegamos aqui vencendo este pleito que era o bem contra o mal. O bem sempre vence no final”, disse.

Este é o primeiro mandato de Raquel Chini como prefeita de Praia Grande. Ela é natural de São Paulo e formada em Engenharia.

 

Fim de semana prolongado será de chuva em várias regiões

O fim de semana prolongado pelo feriado de finados (2 de novembro) deve ser instável em grande parte do país. A passagem de uma frente fria pelo Sudeste do Brasil, e que chega ao litoral da Bahia, vai estimular a formação de grandes áreas de instabilidade sobre o Sudeste, o Centro-Oeste e parte do Norte e do Nordeste do Brasil.

Segundo o meteorologista Olívio Bahia, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), pelos próximos cinco dias as chances de chuvas na região pantaneira no centro do país, atingida pelo fogo,  são muito pequenas. 

“A condição para chuva é muito remota na região pantaneira, mas claro que já choveu lá nos últimos dias e umedeceu a mata, mas a região ainda merece atenção”, disse.

Uma massa de ar seco predomina sobre Mato Grosso do Sul. Apenas hoje o estado ainda terá muitas nuvens, mas o sol já aparece. No oeste e sul de Mato Grosso, incluindo Cuiabá, o fim de semana será com sol e calor, mas sem extremos. A chance de chuva é remota. Mas as outras regiões de Mato Grosso passam o feriadão com períodos de sol e pancadas de chuva com raios. Vários temporais devem ocorrer no centro, norte e leste do estado.

Para Goiás e o Distrito Federal, a previsão também é de um fim de semana prolongado muito instável, com nuvens carregadas e pancadas de chuva. Há risco de chuva forte e de ventos em todos os dias em Brasília e Goiânia. Apenas no feriado da segunda-feira, o tempo ficará firme no sul de Goiás.

Sudeste

(Redação/SP Agora)

Em quase todo Sudeste, áreas de instabilidade, deixadas por uma frente fria, vão trazer muita nebulosidade e condições para chuva durante o fim de semana.

Hoje, chove em grande parte do leste de São Paulo, incluindo o litoral e a Grande São Paulo, no estado do Rio de Janeiro e em quase todas as áreas do Espírito Santo e de Minas Gerais. Há alerta de muita chuva entre o norte do Rio de Janeiro, o Vale do Rio Doce (MG) e a região de Vitória (ES).

O sábado deve ser com sol no centro-oeste do estado de São Paulo.  A região do Triângulo Mineiro, o norte de São Paulo e a divisa de Minas com a Bahia podem ter um pouco de sol, mas chove várias vezes. Céu nublado predomina na região de Campinas e de Sorocaba, com temperatura amena e vento moderado. A Grande São Paulo terá um sábado nublado, com chuva e frio.

Amanhã, ainda deve chover em grande parte do leste de São Paulo, incluindo a capital e o litoral paulista, no estado do Rio de Janeiro, no Espírito Santo e também no centro, leste e norte de Minas Gerais. 

Na segunda-feira, quase toda a Região Sudeste terá períodos com sol, mas muitas nuvens e pancadas de chuva à tarde e à noite. Ainda chove um pouco em todo o litoral da região. O dia fica chuvoso no Vale do Jequitinhonha e norte do Espírito Santo. A Grande Belo Horizonte, a Zona da Mata e o interior do Estado do Rio têm hoje muitas nuvens e pouca chuva.

Sul

Na Região Sul, o fim de semana começou com tempo instável na maioria dos estados, mas a maior parte do feriadão terá predomínio de sol. O ar frio de origem polar deixa a temperatura amena especialmente à noite e no começo da manhã. Todo o feriado será com um pouco de frio em Curitiba, Florianópolis e Porto Alegre. 

Neste sábado, a maioria das áreas do Rio Grande do Sul, todo o estado de Santa Catarina e o oeste e o sul do Paraná ficam com muitas nuvens e chuva. O mar fica agitado em todo o litoral da Região Sul. Já no domingo e no feriado de segunda-feira quase toda a Região Sul terá sol e algumas nuvens, mas sem chuva. 

Norte

Na maioria da Região Norte, o fim de semana será com períodos de sol, sempre com muitas nuvens, pancadas de chuva e raios à tarde e à noite. Essas pancadas de chuva podem ser de moderadas a fortes, inclusive em Manaus, Boa Vista, Belém, Macapá  e Palmas.

No Acre e em Rondônia, o fim de semana terá várias horas com sol forte e algumas pancadas de chuva a partir da tarde, incluindo as capitais Rio Branco e Porto Velho.

Já no centro-norte do Tocantins e no norte e no leste do Pará, o feriado de 2 de novembro terá predomínio de céu nublado e chuva, com risco de temporais.

Nordeste

Hoje e amanhã, várias áreas do Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas e Sergipe terão bastante sol e tempo seco, com pouca chuva, segundo a Meteorologia.

No feriado, as pancadas de chuva se espalham por todo o Maranhão e Piauí, deve chover no sul do Ceará, no sertão de Pernambuco e em Sergipe. Alagoas, Paraíba, Rio Grande do Norte e o centro-norte do Ceará continuam com sol no feriado.

Na Bahia, todo o feriadão terá muita nebulosidade e pancadas de chuva, com risco de temporais. Pode chover em Salvador.

 Por Karine Melo – Repórter da Agência Brasil 

3 cidades que permitem prática de surf na quarentena

(Fernando Frazão/Agência Brasil).

Algumas cidades do litoral paulista regulamentaram a prática de surfe durante a quarentena adotada para evitar a disseminação da covid-19. Apesar da regulamentação local, a orientação do governo do estado de São Paulo continua sendo que as pessoas saiam de casa apenas para realizar atividades essenciais.

Em Bertioga, atividades físicas específicas e individuais estão liberadas na areia da praia, em rios e mares, por meio de decreto publicado no último dia 29, desde que respeitadas as medidas de higiene e distanciamento. As atividades, incluindo o surfe, estão permitidas das 6h às 18h, de segunda a quinta-feira. Durantes as sextas-feiras, finais de semana e feriados, as práticas estão proibidas.

As seguintes proibições permanecem: utilização de barracas, cadeiras, mesas, guarda-sóis, serviços de praia, consumo de alimentos e bebidas na faixa de areia e estacionar em toda orla.

A prefeitura de Praia Grande, também por decreto publicado em 29 de abril, regulamentou a prática de esportes individuais no mar durante o período das medidas restritivas devido à pandemia. A prática esportiva está permitida entre as 5h e as 8h. Demais atividades na praia continuam proibidas.

Em São Vicente, a liberação da prática de surfe foi anunciada em 19 de abril, entre as 6h e as 10h, desde que não haja aglomeração, mantenha-se o uso individual dos equipamentos utilizados e sejam respeitadas as recomendações de higiene. A prefeitura informou que a Guarda Civil Municipal faz abordagens com orientações sobre as restrições de permanência na faixa de areia.

Caso haja resistência no descumprimento das regras estabelecidas pelo município, o infrator pode ser conduzido à delegacia e responder pelo Artigo 268 do Código Penal, que se trata de infringir determinação do poder público destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa.

Faixas de areia interditadas

Guarujá interditou o acesso às praias (Reprodução)

Já a prefeitura de Guarujá, por decreto publicado em 20 de março, proibiu o acesso à faixa arenosa da praia para qualquer finalidade, incluindo as práticas esportivas, por tempo indeterminado. O município avalia que a liberação para a prática do surfe acentuaria o potencial de atração de frequentadores às praias, inclusive vindos de outras cidades, podendo causar distúrbios nas barreiras rodoviárias e nas travessias marítimas, montadas, também, em razão da pandemia.

Apenas o uso dos calçadões das praias está parcialmente liberado para caminhadas, corridas e outras atividades físicas, além de passeios com animais domésticos. No entanto, a medida está vedada durante os pontos facultativos, feriados e fins de semana que o antecedam ou sucedam. A Guarda Civil Municipal de Guarujá (GCM) faz a fiscalização e orientação dos banhistas e, em casos de descumprimento da determinação, há a autuação e o encaminhamento ao Distrito Policial para lavratura de termo circunstanciado.

A prefeitura de Santos informou que também não liberou as praias para uso do público. No último dia 20 de março, em virtude dos impactos da pandemia do novo coronavírus, a prefeitura decretou estado de calamidade pública e medidas restritivas visando ao isolamento social, entre elas a restrição total de acesso a faixa de areia, o que impede também a prática de surfe.

A prefeitura de São Sebastião mantém atualmente a suspensão da presença de pessoas em praias, cachoeiras e espaços públicos enquanto durar o estado de calamidade pública no município, conforme decreto de 26 de março. Segundo o município, com base no mesmo decreto, a Associação de Surf de São Sebastião (ASSS) e outras organizações da categoria manifestaram apoio público a suspensão da prática de surfe no município, incluindo a não realização de competições durante a pandemia.

Confira a previsão do tempo para Capital e Litoral

Capital amanhece com 18ºC e garoa na região da Marginal Tietê


As primeiras horas da manhã de hoje (24) apresentam céu encoberto e leve sensação de frio. Dados da rede de estações meteorológicas do Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura de São Paulo, apontam a média de 18°C.

Imagens do radar meteorológico não indicam presença de áreas de instabilidade em toda a faixa leste do estado. Há apenas chuviscos e garoa isolada em alguns bairros da Capital.

No decorrer do dia o céu continua apresentando nebulosidade e condições para chuviscos intermitentes. A temperatura máxima prevista é de 24°C. A partir do final da manhã o tempo melhora gradativamente, inclusive com curtos períodos de sol e sem previsão de chuvas para o restante do dia.

Previsão do Tempo

As simulações atmosféricas mais recentes indicam que o tempo volta a ficar firme a partir do sábado (25), aniversário da cidade de São Paulo. As temperaturas voltam a subir, principalmente no período da tarde, e não há previsão de chuvas no final de semana. Temperaturas variam entre a mínima de 17°C e a máxima atinge os 28°C.

Litoral

Avenida Ayrton Senna, em Praia Grande, amanhece com garoa e temperatura de 21ºC nesta sexta-feira (Prefeitura de Praia Grande/Reprodução)

Na baixada santista e no litoral norte, o sol brilha nesta sexta-feira entre muitas nuvens e pode chover a qualquer hora do dia. Temperaturas chegam a 26ºC em Praia Grande e Ubatuba. Ao longo do fim de semana, o sol predomina e temperaturas chegam a 31ºC em Praia Grande e 29ºC em Ubatuba. Não há previsão de chuva.

*com informações do CGE

Operação combate fraude na compra de merenda escolar

Por Flávia Albuquerque

(Arquivo)


A Polícia Federal deflagrou hoje (26) uma operação para coletar dados que complementem as informações obtidas em colaboração premiada feita por dois investigados pela Polícia Federal e Ministério Público Federal, que foram alvo da primeira fase da mesma investigação, em maio de 2018.

A Operação Cadeia Alimentar 2 cumpre 57 mandados de busca e apreensão e 27 mandados de prisão temporária em 27 cidades do estado de São Paulo. 

A investigação apura irregularidades em procedimentos licitatórios e desvio de verbas relacionados à compra de merenda escolar em pelo menos 50 municípios do estado de São Paulo. Entre os alvos da operação estão empresários, lobistas, servidores e ex-servidores públicos, uma vereadora, ex-prefeitos, secretários e ex-secretários de governo.

Os mandados de buscas estão endereçados a residências, empresas, três prefeituras e uma Câmara dos Vereadores.

A operação abrange a capital paulista, as cidades de Americana, Atibaia, Campinas, Franca, Garça, Matão, Orlândia, Paulínia, Rio Claro, São Carlos, São Joaquim da Barra, São José do Rio Preto, São Roque, Sorocaba, Sumaré, Taquaritinga e Votorantim, no interior; Cotia, Itapevi, Jandira e Osasco, na região metropolitana de São Paulo; Guarujá, Cubatão, Praia Grande, Santos e São Vicente, na Baixada Santista.

Os investigados vão responder pelos crimes de organização criminosa, fraude a licitações, falsidade ideológica, corrupção ativa, prevaricação e corrupção passiva. As penas, somadas, podem chegar a 28 anos de prisão.

Motorista encontra trânsito lento na volta do feriado

(Ecovias/Reprodução)


Os motoristas que deixaram para pegar estrada no fim da tarde de hoje (13), do litoral sul de São Paulo, com destino a capital, encontrou trânsito lento e congestionamento. Segundo a concessionária Ecovias, havia oito quilômetros de trânsito parado, na Rodovia Cônego Domênico Rongoni, em Guarujá.

Situação semelhante era encontrada na Rodovia dos Imigrantes, do km 61 ao 46, na subida da serra. Na Anchieta, o trânsito lento foi registrado após a interligação do planalto, do km 32 ao km 28.

Litoral Norte

(Tamoios/Reprodução)

Para quem passou o fim de semana no litoral norte, a volta foi tranquila, porém com trânsito intenso na serra entre Caraguatatuba e São José dos Campos, segundo a concessionária Tamoios.

Na Rodovia Ayrton Senna, por volta de 18h15, havia tráfego lento no sentido da capital, entre os kms 31 e 28, na chegada a cidade.

Interior

Quem foi ao interior do Estado também enfrentou trânsito congestionado para voltar à Capital. Na Rodovia Castello Branco, segundo a CCR Via Oeste, havia trânsito lento entre os kms 68 e 48, em Mairinque e Araçariguama.

Na Raposo Tavares, dois pontos de lentidão: do km 57 ao 54 e do 42 ao 34.

Na Bandeirantes, segundo a AutoBan, três pontos de congestionamento foram registrados. O primeiro entre os kms 94 e 90, ainda em Campinas, e depois nos kms 58 ao 53, em Jundiaí, e do 18 ao 13, na entrada das Marginais.

Já na Anhanguera, houve lentidão entre os kms 63 e 65, em Jundiaí. No mesmo trecho havia trânsito intenso também no sentido do interior.

*Em Atualização

9 apostas de SP estão entre as ganhadoras da Lotofácil

(Reprodução)

A Lotofácil da Independência, que sorteou um prêmio de R$ 95 milhões nesta sexta-feira, teve 33 apostadores que acertaram os 15 números. Cada um vai receber um prêmio de R$ R$ 3.014.770,55. O sorteio ocorreu no Espaço Loterias Caixa em São Paulo (SP).

Os números sorteados foram 02, 03, 05, 06, 07, 08, 09, 13, 14, 16, 18, 22, 23, 24, 25.

Houve 5.589 apostas com 14 acertos e cada um ganhou R$  1.786,85; 206.981 tiveram 13 acertos e receberam R$ 20; 2.504.156 apostas fizeram 12 pontos e ganharam R$ 8 e 12.782.296 fizeram 11 acertos e levaram R$ 4.

O próximo sorteio da Lotofácil, que não será um prêmio especial como o deste sábado, será na segunda-feira (9) e tem um prêmio estimado de R$ 2 milhões. As apostas custam R$ 2.

Sarampo: 39 cidades têm vacinação para bebês; veja lista

(Tomaz Silva/Agência Brasil)

A partir desta segunda-feira (12), São Paulo vai vacinar contra sarampo bebês com idade entre 6 meses a menores de 12 meses de 39 cidades paulistas que registraram casos da doença. A medida inclui ainda a aplicação de doses em crianças nessa faixa etária que vão se deslocar para essas cidades. Nesses casos, a vacinação deve ser feita pelo menos 15 dias antes das viagens.

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba. A aplicação da chamada “dose D” visa proteger as crianças e não será contabilizada no calendário nacional de vacinação da criança, ou seja, os pais ou responsáveis deverão levar as crianças aos postos para receber a tríplice viral aos 12 meses e também aos 15 meses para aplicação do reforço com a tetraviral, que protege também contra varicela.

Após a aplicação da “dose D”, é preciso aguardar pelo menos 30 dias para aplicação da tríplice aos 12 meses, como prevê o calendário. A relação dos municípios com indicação será atualizada semanalmente, com base na situação epidemiológica. Se necessário, novos municípios serão incluídos nesta estratégica. Os casos entre crianças menores de 12 meses de idade representam 13,6% dos 967 casos existentes no Estado hoje. 80% do total de casos se concentram na capital, com 778.
Vale ressaltar que a  campanha de vacinação contra sarampo focada em jovens de 15 a 29 anos continua em 15 municípios da Grande São Paulo. Desde 10 de junho, 1,2 milhão de pessoas nessa faixa etária foram imunizadas. A meta é vacinar 4,4 milhões até o dia 16 de agosto, data de encerramento da campanha.

Relação das cidades que requerem imunização de bebês de 6 a menores de 12 meses:
· Atibaia
· Barueri
· Caçapava
· Caieiras
· Campinas
· Capital – São Paulo
· Carapicuiba
· Diadema
· Embu
· Estrela D’Oeste
· Fernandópolis
· Francisco Morato
· Guarulhos
· Hortolândia
· Indaiatuba
· Itapetininga
· Itaquaquecetuba
· Jales
· Jundiaí
· Mairiporã
· Mauá
· Mogi das Cruzes
· Osasco
· Peruíbe
· Pindamonhangaba
· Praia Grande
· Ribeirão Pires
· Ribeirão Preto
· Rio Grande da Serra
· Santo André
· Santos
· São Bernardo do Campo
· São Caetano do Sul
· São José do Rio Preto
· São José dos Campos
· Sorocaba
· Sumaré
· Taboão da Serra
· Taubaté

*Conteúdo Secretaria Estadual da Saúde

Leia também

https://spagora.com.br/cameras-gravam-casal-de-andarilhos-colocando-fogo-em-mulher/