Justiça

Preso na Bolívia, suspeito de ter ligação com PCC é solto pelo STJ

Polícia diz que suspeito tem ligação com o PCC

Elvis Riola de Andrade, brasileiro que foi preso pela polícia boliviana na última quarta-feira (10), foi colocado em liberdade por uma decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) menos de 24 horas após sua chegada em São Paulo, local para onde havia sido transferido.

Conhecido como “Cantor”, o suspeito tem ligações com o Primeiro Comando da Capital (PCC) e já foi diretor da escola de samba Gaviões da Fiel. Quando foi preso na Bolívia, ele já estava foragido há três anos.

Elvis Riola de Andrade ao ser preso na Bolívia (Gov. da Bolívia/Reprodução)

O ministro de governo da Bolívia, Eduardo Castillo, afirmou que Elvis foi preso na cidade de Santa Cruz de La Sierra após um “processo de inteligência e investigação”. As operações se deram em conjunto entre as polícias boliviana e brasileira.

O suspeito foi apontado pela polícia como um dos criminosos que participaram dos ataques do PCC em São Paulo no ano de 2006. Preso em 2010, ele ficou detido até 2021, quando passou para o regime semiaberto.

Siga nosso canal no Whatsapp

Mais artigos desta categoria

Botão Voltar ao topo
Fechar

Bloqueador de anúncios

Não bloqueie os anúncios