Helicóptero cai na Capital e mata duas pessoas

Um helicóptero caiu, no começo da noite de hoje (5), em São Paulo, e matou duas pessoas. A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros.

O acidente aéreo ocorreu na Avenida Fernando Mendes de Almeida, altura do número 2000, na região do Jaraguá. Corpo de Bombeiros mobilizou seis equipes para o local, mas não conseguiu salvar as duas pessoas.

Ainda não há informações se as duas vítimas estavam a bordo da aeronave.

Helicóptero gravado sobrevoando próximo a prédios do batalhao da polícia.

Preso suspeito de tentar sequestrar helicóptero

Policiais federais cumpriram hoje (31) mandado de prisão preventiva contra um dos acusados de sequestrar um helicóptero para resgatar presos no complexo penitenciário de Gericinó (Bangu), no Rio de Janeiro. A tentativa de resgate, em setembro de 2021, acabou sendo frustrada pelo piloto.

Segundo a Polícia Federal (PF), o acusado de sequestrar a aeronave já vinha sendo monitorado nos últimos meses no complexo de favelas do Salgueiro, em São Gonçalo, no Grande Rio.

Helicóptero gravado sobrevoando próximo a prédios do batalhao da polícia.
(Arquivo/Reprodução)

Os agentes esperaram um momento em que o acusado saiu da comunidade e conseguiram efetuar a prisão no bairro do Fonseca, em Niterói, no estado do Rio.

Luta corporal

Em 19 de setembro do ano passado, dois homens alugaram um helicóptero com a justificativa de que precisavam ser transportados entre Angra dos Reis, no sul fluminense, e o Rio.

Quando o helicóptero ainda estava no ar, os criminosos obrigaram o piloto, um policial civil de folga, a pousar no complexo penitenciário de Gericinó.

O piloto tentou pousar em um batalhão da Polícia Militar, que fica ao lado dos presídios, mas acabou entrando em luta corporal com os criminosos. Ao perceberem que a aeronave poderia cair, eles desistiram do plano e ordenaram que o piloto os transportasse até Niterói, onde eles desembarcaram e fugiram.

Senado pode concluir votação da PEC Paralela à Reforma da Previdência

Helicóptero com Alcolumbre e governador faz pouso de emergência

Um helicóptero que transportava o governador do Amapá Waldez Góes (PDT) e o senador Davi Alcolumbre (União Brasil/AP) precisou fazer um pouso de emergência neste domingo no meio da floresta amazônica. O governo estadual informou que os dois foram localizados por equipes de segurança e estão bem, sem ferimentos.

O piloto conseguiu parar o veículo em uma comunidade rural entre os municípios de Laranjal do Jari e Mazagão, localizado no sul do estado.

Após o pouso, uma equipe buscou os dois de carro e vão fazer o traje até Macapá por terra.

Waldez e Davi estavam em agenda oficial em Laranjal do Jari, no sul do estado, onde acompanharam entrega de obras e a situação da cheia do principal rio da região.

Os motivos do pouso forçado ainda não foi revelado. Mas, se sabe que a região sofreu com fortes chuvas desde o início do dia. Os políticos estavam na aeronave apenas com o piloto.

O helicóptero é do Grupamento Tático Aéreo (GTA), o único da segurança pública do estado.

Aeronave que teve a parte da frente destruída aparece entre uma tela de ferro que protege a região do aeroclube. A área da aeronave atingida pelo fogo foi coberta com um plástico. No primeiro plano da foto aparece uma placa escrita: "Área de Segurança".

Ibama: Presos suspeitos de incendiar helicóptero

A Polícia Federal prendeu, nessa quarta-feira, 26, três homens apontados como autores do ataque ao helicóptero EC130 B4 do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). A aeronave foi incendiada na última segunda-feira, 24, nas dependências do Aeroclube do Amazonas, onde estava estacionado, no bairro Flores, zona Norte de Manaus.

De acordo com a Polícia Federal, os suspeitos estavam em localidades diferentes na zona Norte de Manaus. Eles foram levados, ainda na noite dessa quarta, para a Superintendência da PF, no bairro Dom Pedro, zona Centro-Oeste, onde passaram a noite prestando depoimentos.

Há suspeita de que a aeronave tenha sido destruída como forma de represália pelas operações contra o garimpo ilegal no Amazonas, mas a real motivação segue sob investigação. A polícia não descarta a participação de outros envolvidos.

Aeronave que teve a parte da frente destruída aparece entre uma tela de ferro que protege a região do aeroclube. A área da aeronave atingida pelo fogo foi coberta com um plástico. No primeiro plano da foto aparece uma placa escrita: "Área de Segurança".
(Ricardo Oliveira/Cenarium)

Equipes do Aeroclube não informaram de que forma os suspeitos tiveram acesso ao hangar onde a aeronave estava estacionada.

Além disso, em nota, o CBMAM informou que uma equipe da 22º Companhia Interativa Comunitária (Cicom) recebeu o chamado e, logo em seguida, se dirigiu ao local. “No total, foram usados aproximadamente mil litros de água para controlar as chamas”, relatou.

Helicóptero se aproxima do solo na marginal tiete, pista local.

Helicóptero pousa na marginal para socorrer motoqueiro

O helicóptero Águia, da Polícia Militar, pousou na Marginal Tietê, no começo da tarde de hoje (14), para socorrer um motoqueiro acidentado. O médico da equipe foi solicitado para atender o motoqueiro que, segundo a Record TV, sofreu fratura exposta.

O acidente foi na pista local, ao lado da Fábrica do Samba, no sentido zona leste, antes da ponte da Casa Verde.

O Corpo de Bombeiros prestou os primeiros socorros e, devido a gravidade do ferimento, o médico do Águia foi solitado.

Helicóptero se aproxima do solo na marginal tiete, pista local.
(SP Agora)

Para que o helicóptero pousasse, o trânsito na pista local foi bloqueado.

Helicóptero gravado sobrevoando próximo a prédios do batalhao da polícia.

Piloto evita sequestro de helicóptero para resgatar presos

O piloto de um helicóptero conseguiu evitar que a aeronave fosse sequestrada por bandidos na tarde de ontem (19), no Rio de Janeiro. Segundo o jornal O Globo, dois homens haviam contratado a aeronave para um passeio em Cabo Frio, interior do Estado.

Já na volta, os bandidos renderam o piloto com uma arma e determinaram que o voo fosse desviado para o complexo penitenciário de Bangu. O piloto teria conseguido avisar autoridades, por código, de que o helicóptero estava sendo sequestrado.

O piloto teria tentado pousar em um batalhão da PM, como mostram imagens divulgadas nas redes sociais, mas os bandidos teriam entrado em luta com o comandante da aeronave. Com a resistência do piloto, os bandidos desistiram do plano e obrigaram que o helicóptero seguisse até Niterói, onde os bandidos saltaram da aeronave em um matagal.

O caso está sendo investigado e os bandidos ainda não foram identificados.

https://twitter.com/CpxDoAlemoCpxD1/status/1439734164677447680

Helicóptero cai no Campo de Marte

(Record TV/Reprodução)

Um helicóptero caiu, por volta das 13h50 de hoje (3), próximo ao Campo de Marte, na zona norte da capital paulista.

Segundo o Corpo dos Bombeiros, duas vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Até o momento, não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

O acidente ocorreu na Avenida Santos Dumont, perto do número 1979. Quatro viaturas do Corpo de Bombeiros estão atendendo a ocorrência.

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil 

Helicóptero com Boechat caiu por falta de manutenção

Rolamento nº 2 do compressor falhou porque o duto de distribuição de óleo estava entupido (TV Band/Reprodução)

O helicóptero que transportava o jornalista Ricardo Boechat caiu, principalmente, por falta de manutenção, segundo relatório final do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). A informação foi divulgada com exclusividade pela Band. O acidente, que também matou o piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, aconteceu no dia 11 de fevereiro de 2019.

“A conclusão do Cenipa, obtida com exclusividade pelo repórter Valteno de Oliveira, da Band, é que houve uma falha no compressor, um dos itens mais importantes da turbina, o equipamento que pressuriza o ar para jogar na câmara, onde ocorre a queima de combustível”, informou a emissora, na qual Boechat apresentava o Jornal da Band, além de atuar na Band News FM.

Ainda segundo a reportagem, o rolamento do compressor falhou devido havia um entupimento no duto de distribuição de óleo, que levou a falha do motor. O óleo, segundo a fabricante, deveria ser trocado uma vez por ano, mas chegou a ficar 38 meses sem substituição.

Morre piloto de helicóptero que caiu no Pantanal

Renato de Oliveira Souza, piloto da Força Nacional (Redes sociais/Reprodução)

O piloto do helicóptero da Força Nacional de Segurança Pública que caiu em Poconé (MT), no último dia 8, com três tripulantes a bordo, morreu na madrugada de hoje (27), no Rio de Janeiro.

Agente especial da Polícia Civil do Distrito Federal, Renato de Oliveira Souza tinha 55 anos de idade e estava na Força Nacional desde maio de 2016. Comandante de aeronaves, ele integrou a equipe que o governo federal enviou para ajudar no combate aos incêndios que, nos últimos meses, destruíram parte do Pantanal mato-grossense.

O helicóptero pilotado por Souza caiu enquanto participava dos esforços conjuntos para apagar as chamas. Os três tripulantes foram socorridos e transportados para Cuiabá, onde o comandante passou por uma cirurgia na coluna.

No último dia 21, Souza recebeu alta e foi transferido para o Rio de Janeiro a bordo de uma UTI Aérea. Ele continuaria o tratamento médico perto da família, no entanto, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Mato Grosso, começou a sentir uma súbita falta de ar na noite desta segunda-feira (26). Socorrido por uma ambulância, Souza não resistiu.

Ainda de acordo com a secretaria estadual, a família informou que os médicos suspeitam de que a morte foi causada por tromboembolismo pulmonar. A reportagem não conseguiu contato com parentes ou pessoas próximas ao piloto.

Em nota, o governo do Mato Grosso lamentou o falecimento de Souza. “O Renato dedicou boa parte de sua vida na defesa da vida, e não foi diferente nesta última missão. Externamos nosso máximo respeito e admiração e nossos sentimentos aos familiares e amigos”, declarou o secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal lamentou nas redes sociais a morte do piloto.

Também em nota, o Ministério da Justiça e Segurança Pública expressou pesar e agradeceu “o profissionalismo e a dedicação” do agente da Força Nacional, que é subordinada à pasta. De acordo com o ministério, Souza participou de diversas ações junto à tropa federativa, entre elas as desenvolvidas por ocasião das Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, e do rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), em janeiro de 2019. “Aos familiares e amigos, manifestamos nosso sentimento de solidariedade”, enfatizou o ministério.

Por Alex Rodrigues – Repórter da Agência Brasil 

Após queda de helicóptero, instrutor e aluno passam bem

Um helicóptero de pequeno porte caiu na Baía de Guanabara no início da tarde desta segunda-feira (6). Segundo o Corpo de Bombeiros, a queda foi perto do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, às 14h42.

Equipes da Marinha foram deslocadas para o local e iniciaram operações de resgate, com três lanchas e uma moto aquática. De acordo com a Marinha, duas pessoas estavam a bordo da aeronave e foram resgatadas com vida por uma embarcação que passava no momento da queda. O helicóptero pertence à empresa Omni Táxi Aéreo.

O Corpo de Bombeiros também enviou ao local equipes de salvamento. O helicóptero atingiu a água e logo afundou. Segundo a Marinha, não foi notada poluição na água causada por vazamento de óleo e combustível da aeronave.

Em nota, a Escola de Aviação Omni informa que o helicóptero fazia um voo de instrução em área próxima à Praça Mauá.

“A aeronave, modelo R22, realizou um pouso na água durante um voo de instrução. Duas pessoas estavam a bordo, sendo um instrutor e um aluno, que passam bem. O resgate dos envolvidos ocorreu imediatamente, sem aparentes lesões e estão realizando uma avaliação médica”, diz o texto.

Ainda não se sabe quais foram as causas do acidente.

Por Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil