Piloto evita sequestro de helicóptero para resgatar presos

O piloto de um helicóptero conseguiu evitar que a aeronave fosse sequestrada por bandidos na tarde de ontem (19), no Rio de Janeiro. Segundo o jornal O Globo, dois homens haviam contratado a aeronave para um passeio em Cabo Frio, interior do Estado.

Já na volta, os bandidos renderam o piloto com uma arma e determinaram que o voo fosse desviado para o complexo penitenciário de Bangu. O piloto teria conseguido avisar autoridades, por código, de que o helicóptero estava sendo sequestrado.

O piloto teria tentado pousar em um batalhão da PM, como mostram imagens divulgadas nas redes sociais, mas os bandidos teriam entrado em luta com o comandante da aeronave. Com a resistência do piloto, os bandidos desistiram do plano e obrigaram que o helicóptero seguisse até Niterói, onde os bandidos saltaram da aeronave em um matagal.

O caso está sendo investigado e os bandidos ainda não foram identificados.

Helicóptero cai no Campo de Marte

(Record TV/Reprodução)

Um helicóptero caiu, por volta das 13h50 de hoje (3), próximo ao Campo de Marte, na zona norte da capital paulista.

Segundo o Corpo dos Bombeiros, duas vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Até o momento, não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

O acidente ocorreu na Avenida Santos Dumont, perto do número 1979. Quatro viaturas do Corpo de Bombeiros estão atendendo a ocorrência.

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil 

Helicóptero com Boechat caiu por falta de manutenção

Rolamento nº 2 do compressor falhou porque o duto de distribuição de óleo estava entupido (TV Band/Reprodução)

O helicóptero que transportava o jornalista Ricardo Boechat caiu, principalmente, por falta de manutenção, segundo relatório final do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa). A informação foi divulgada com exclusividade pela Band. O acidente, que também matou o piloto da aeronave, Ronaldo Quattrucci, aconteceu no dia 11 de fevereiro de 2019.

“A conclusão do Cenipa, obtida com exclusividade pelo repórter Valteno de Oliveira, da Band, é que houve uma falha no compressor, um dos itens mais importantes da turbina, o equipamento que pressuriza o ar para jogar na câmara, onde ocorre a queima de combustível”, informou a emissora, na qual Boechat apresentava o Jornal da Band, além de atuar na Band News FM.

Ainda segundo a reportagem, o rolamento do compressor falhou devido havia um entupimento no duto de distribuição de óleo, que levou a falha do motor. O óleo, segundo a fabricante, deveria ser trocado uma vez por ano, mas chegou a ficar 38 meses sem substituição.

Morre piloto de helicóptero que caiu no Pantanal

Renato de Oliveira Souza, piloto da Força Nacional (Redes sociais/Reprodução)

O piloto do helicóptero da Força Nacional de Segurança Pública que caiu em Poconé (MT), no último dia 8, com três tripulantes a bordo, morreu na madrugada de hoje (27), no Rio de Janeiro.

Agente especial da Polícia Civil do Distrito Federal, Renato de Oliveira Souza tinha 55 anos de idade e estava na Força Nacional desde maio de 2016. Comandante de aeronaves, ele integrou a equipe que o governo federal enviou para ajudar no combate aos incêndios que, nos últimos meses, destruíram parte do Pantanal mato-grossense.

O helicóptero pilotado por Souza caiu enquanto participava dos esforços conjuntos para apagar as chamas. Os três tripulantes foram socorridos e transportados para Cuiabá, onde o comandante passou por uma cirurgia na coluna.

No último dia 21, Souza recebeu alta e foi transferido para o Rio de Janeiro a bordo de uma UTI Aérea. Ele continuaria o tratamento médico perto da família, no entanto, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Mato Grosso, começou a sentir uma súbita falta de ar na noite desta segunda-feira (26). Socorrido por uma ambulância, Souza não resistiu.

Ainda de acordo com a secretaria estadual, a família informou que os médicos suspeitam de que a morte foi causada por tromboembolismo pulmonar. A reportagem não conseguiu contato com parentes ou pessoas próximas ao piloto.

Em nota, o governo do Mato Grosso lamentou o falecimento de Souza. “O Renato dedicou boa parte de sua vida na defesa da vida, e não foi diferente nesta última missão. Externamos nosso máximo respeito e admiração e nossos sentimentos aos familiares e amigos”, declarou o secretário estadual de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

O Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal lamentou nas redes sociais a morte do piloto.

Também em nota, o Ministério da Justiça e Segurança Pública expressou pesar e agradeceu “o profissionalismo e a dedicação” do agente da Força Nacional, que é subordinada à pasta. De acordo com o ministério, Souza participou de diversas ações junto à tropa federativa, entre elas as desenvolvidas por ocasião das Olimpíadas do Rio de Janeiro, em 2016, e do rompimento da barragem da mina do Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), em janeiro de 2019. “Aos familiares e amigos, manifestamos nosso sentimento de solidariedade”, enfatizou o ministério.

Por Alex Rodrigues – Repórter da Agência Brasil 

Após queda de helicóptero, instrutor e aluno passam bem

Um helicóptero de pequeno porte caiu na Baía de Guanabara no início da tarde desta segunda-feira (6). Segundo o Corpo de Bombeiros, a queda foi perto do Museu do Amanhã, na Praça Mauá, às 14h42.

Equipes da Marinha foram deslocadas para o local e iniciaram operações de resgate, com três lanchas e uma moto aquática. De acordo com a Marinha, duas pessoas estavam a bordo da aeronave e foram resgatadas com vida por uma embarcação que passava no momento da queda. O helicóptero pertence à empresa Omni Táxi Aéreo.

O Corpo de Bombeiros também enviou ao local equipes de salvamento. O helicóptero atingiu a água e logo afundou. Segundo a Marinha, não foi notada poluição na água causada por vazamento de óleo e combustível da aeronave.

Em nota, a Escola de Aviação Omni informa que o helicóptero fazia um voo de instrução em área próxima à Praça Mauá.

“A aeronave, modelo R22, realizou um pouso na água durante um voo de instrução. Duas pessoas estavam a bordo, sendo um instrutor e um aluno, que passam bem. O resgate dos envolvidos ocorreu imediatamente, sem aparentes lesões e estão realizando uma avaliação médica”, diz o texto.

Ainda não se sabe quais foram as causas do acidente.

Por Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil 

Queda de helicóptero mata Kobe Bryant, ídolo do basquete

Kobe Bryant (de uniforme branco) (Arquivo/Daniel Hughes/U.S. Air Force/Fotos Públicas)


O ex-jogador norte-americano de basquete Kobe Bryant morreu hoje (26), aos 41 anos, após o helicóptero em que ele viajava cair na cidade de Calabasas, no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. A queda do helicóptero com cinco ocupantes já havia sido confirmada pelo departamento de polícia do Condado de Los Angeles.

Não houve sobreviventes.

A presença de Bryant no helicóptero foi confirmada pouco depois pela imprensa local, incluindo os canais ESPN e ABC. A prefeitura de Calabasas lamentou, pelo Twitter, a morte do ex-atleta. Kobe Bryant é considerado um dos grandes jogadores de basquete do mundo.

(C.Gavelle/PSG/via Fotos Públicas)

Ele ingressou na NBA em 1996 e assinou contrato com o único time no qual queria jogar, o Los Angeles Lakers. Ganhou seu primeiro campeonato na temporada de 1999-2000, junto com a estrela do time à época, Shaquille O’Neal.

Viveu seu auge na liga norte-americana de basquete, a NBA, entre os anos de 2007 e 2010, conquistando outros dois campeonatos nesse período. Ele jogou duas Olimpíadas, 2008, em Pequim, e 2012, em Londres, conquistando medalha de ouro em ambas. Bryant se aposentou do esporte em 2016, reverenciado como uma das maiores estrelas da NBA. Foi vencedor de cinco títulos nacionais.

Ele é o quarto maior pontuador da história da liga. Coincidentemente, sua marca de 33.643 pontos foi ultrapassada ontem (25) por LeBron James, também dos Lakers. Pelo Twitter, Bryant, parabenizou o colega. “Muito respeito, meu irmão”, disse Kobe, horas antes de entrar no helicóptero. Bryant era um fã declarado do brasileiro Oscar Schmidt e também gostava de futebol. Ele esteve no Brasil para assistir jogos da Copa do Mundo, em 2014.

Por  Marcelo Brandão – Repórter da Agência Brasil

Corpos de passageiros de helicóptero são encontrados

Por NHK

Área em que ocorrem as buscas (NHK/Reprodução)


Equipes de resgate encontraram hoje (28) os corpos de seis pessoas que estavam a bordo de um helicóptero para voos panorâmicos que caiu no Havaí.

A polícia declarou que o helicóptero, que transportava o piloto e seis passageiros, perdeu contato de comunicação na quinta-feira, durante um voo turístico na ilha Kauai.

Autoridades da polícia e da Guarda Costeira localizaram os destroços do helicóptero na sexta-feira (27), em uma região montanhosa da ilha.

A polícia informou que os passageiros eram todos membros de duas famílias, incluindo duas crianças. Equipes de resgate continuam em busca pela última pessoa desaparecida.

Helicóptero de turismo desaparece com 7 pessoas

Por RTP



Um helicóptero de turismo desapareceu na costa do Havai com sete pessoas a bordo, segundo informou hoje (27) a guarda costeira norte-americana que conduz as operações de busca.

O equipamento que levava o piloto e seis passageiros, entre os quais duas crianças, desapareceu depois de levantar voo para sobrevoar a ilha de Kauai, no noroeste do arquipélago.

O proprietário do helicóptero alertou as autoridades na noite de quinta-feira, 45 minutos depois do horário previsto para o retorno do helicóptero.

Um barco e um helicóptero foram enviados para a região, mas as “condições meteorológicas estão difíceis”, com pouca visibilidade e ventos fortes, segundo informações da guarda costeira.

O helicóptero desaparecido estava equipado com um aparelho de localização eletrônica, mas ainda não foi captado qualquer sinal.

Motorista é levado de helicóptero após bater em poste

(Corpo de Bombeiros/Reprodução)

Um homem ficou ferido após bater o carro em um poste na Avenida Hebe Camargo, na zona sul de São Paulo. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e por médicos do Grupo de Resgate e Atenção às Urgências e Emergências (Grau).

Segundo os bombeiros, o helicóptero Águia foi chamado e fez o transporte da vítima até o Hospital das Clínicas, na região central da Capital. Não há informações sobre o estado de saúde do motorista.

https://twitter.com/BombeirosPMESP/status/1183371038027112450

Águia da PM vai combater incêndios no Mato Grosso do Sul

Por Camila Boehm

(Arquivo/Edson Lopes Jr/Fotos Públicas)

O governo do estado de São Paulo enviou, nesta manhã (21), um helicóptero da Polícia Militar (PM) para ajudar no combate ao incêndio de grandes proporções que já atingiu mais de um milhão de hectares em Mato Grosso do Sul (MS), segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama).

O governo estadual decretou situação de emergência devido ao alto índice de incêndios florestais.

O helicóptero partiu da base aérea de Araçatuba, no interior de São Paulo, com uma equipe completa do corpo aéreo da PM paulista – dois pilotos, dois tripulantes e um mecânico – na aeronave equipada com caçamba de combate a incêndio com capacidade de 545 litros de água por lançamento.

Após pedido de auxílio do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, o governador João Doria autorizou. na noite de ontem (21), o envio de ajuda.

De acordo com a assessoria, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, manteve contato telefônico com Doria e com o comandante do Comando Militar do Oeste (CMO), general Lourival Carvalho, expondo a gravidade da situação das queimadas no estado. Outro helicóptero do Exército também foi cedido para combater o fogo.

A maior dificuldade no momento, segundo com assessores, é o acesso restrito dos brigadistas aos pontos de fogo na região do Pantanal. A força-tarefa para combate ao incêndio também tem o apoio do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal.

[masterslider id=”40″]