Em entrevista à revista, Luciano Huck mostra que não desistiu da política

Luciano Huck
Luciano Huck
Foto: Marcos Rosa/TV Globo

Após aceitar assumir o comando do “Domingão” na Globo, a primeira ideia que veio à cabeça de todos, é que Luciano Huck não quer mais saber de política. Da disputa pela presidência da República no ano que vem deve realmente ficar de fora.

Mas afirmar que Luciano Huck desistiu de seu projeto político, ainda é cedo. Pelo menos é o que mostra o recém-lançado livro “De Porta em Porta” e a entrevista concedida à revista Veja, publicada neste sábado (18).

A publicação mostra vários os sinais de que o apresentador global segue com a intenção de voar alto no campo da política. Entre os vários assuntos abordados, Huck fala em buscar uma “coalizão que seja capaz de superar a polarização política”.

Ele ainda destaca que construiu “uma boa relação com as Forças Armadas” e defende um programa de renda básica, sem estar ligado diretamente à esquerda ou à direita.

Sobre as eleições, ele foi categórico sobre o que pensa. “As eleições sempre foram um processo muito arrastado no Brasil. Se formos olhar os últimos ciclos eleitorais, a formação do “grid” acontece nos últimos três, quatro meses antes do pleito, ou muito perto da campanha começar. Não acho que dessa vez será diferente”, disse Luciano Huck à revista Veja.

Pelé segue em recuperação

O Rei Pelé continua em recuperação, mas sempre mantendo o otimismo. De acordo com as últimas notícias, ele retornou à UTI do Hospital Albert Einstein por medida de segurança e em suas redes sociais disse que está confiante e sempre sorrindo.

Pelé foi internado dia 4 de setembro para fazer a retirada de um tumor no cólon direito, no intestino.  Na terça-feira passada, quando recebeu alta da Unidade de Terapia Intensiva comemorou nas redes sociais.

Neto de Luciano do Valle não resiste

Muito triste o que aconteceu nesta semana com o neto do saudoso locutor esportivo da Band, Luciano do Valle. O gerente comercial e consultor de negócios, Lucas do Valle, de 29 anos estava internado desde a última quarta-feira no Hospital São Paulo após ser vítima de um disparo na cabeça em um assalto ocorrido no Ipiranga, zona sul de São Paulo.

Ele não resistiu e morreu no fim da tarde sexta-feira, dia 17 de setembro. Hoje, sábado (18), seria o dia do seu aniversário.

O jornalista Antonio Marques escreve sobre rádio, televisão e famosos desde 1990 e é um dos colunistas do portal SP Agora.

Grupo Band retira emissoras do Morumbi para dar espaço a Faustão

Foto: Arquivo/TV Globo

A estreia do apresentador Fausto Silva, o Faustão, no início de 2022 é um dos acontecimentos mais aguardados pelo público e pelo mercado publicitário. Após deixar a Globo depois de mais de 30 anos reinando nas tardes de domingo, ele retorna à sua antiga casa onde fez história com o “Perdidos na Noite”.

A Band espera um faturamento alto com  Faustão em sua grade diária no horário nobre e por isso está realizando um grande investimento que vai além da contratação e do espaço destinado ao apresentador. Prova disso é que três emissoras do grupo de comunicação da família Saad foram retiradas do complexo de estúdios no Morumbi e transferidas para o Itaim Bibi.

O espaço antes ocupado pelas emissoras Terraviva, Arte 1 e Smithsonian Channel será ocupado pela produção do Faustão e a construção de camarins para uso do apresentador. Além disso, será construída uma passagem isolada exclusiva para Faustão acessar o estúdio.

Assim, ele sairá do camarim e irá direto para o estúdio. Ainda não foram informados detalhes sobre a nova atração comandada por Fausto Silva na Band, apenas se sabe que será entre 20h30 e 22h30 de segunda à sexta.

Estreias aprovadas

No último final de semana duas estreias movimentaram a Globo. A primeira, no sábado, foi de Marcos Mion comentando o novo “Caldeirão” até dezembro. No domingo foi a vez de Luciano Huck que assumiu em definitivo o “Domingão”, antes comandado por Fausto Silva.

As duas estreias foram aprovadas e receberam elogios da crítica e do público. Mion levou seu carisma e descontração para as tardes de sábado, e Huck, mostrou um domingo mais leve e humano levando alguns dos quadros que o consagraram aos sábados, como por exemplo, o “Quem quer ser um Milionário”.

Cadê o Renato Aragão?

Com a volta gradativa das gravações dos programas de televisão como a “A Praça É Nossa” com Carlos Alberto de Nóbrega no SBT, muita gente espera a volta de nomes importantes. Um deles é o do comediante Renato Aragão, o eterno Didi de “Os Trapalhões”. 

Ainda não se sabe sobre seus projetos após o encerramento do contrato com a Globo, mas uma das possibilidades seria uma participação especial na “Praça” contracenando com Nóbrega, que já foi roteirista e ator do programa do antigo quarteto antes de assinar com o SBT. Na torcida!

O jornalista Antonio Marques escreve sobre rádio, televisão e famosos desde 1990 e é um dos colunistas do portal SP Agora.

Evaristo Costa descobre que foi demitido ao ligar para CNN Brasil

Evaristo Costa
Evaristo Costa
Foto: Reprodução/CNN Brasil

O jornalista Evaristo Costa não faz mais parte da equipe de apresentadores da CNN Brasil. Ele estava em férias e ao retornar notou que seu programa não aparecia nas chamadas da emissora e ao ligar para saber o que houve, foi comunicado que seu trabalho não interessava mais ao grupo.

Ainda se recuperando da notícia que o pegou de surpresa, Evaristo Costa usou suas redes sociais nesta sexta-feira (3) para comentar sua demissão e a forma como ela ocorreu.

“Desde do dia 1º de setembro descobri que não faço mais parte da CNN. Sim, eu trabalhava na CNN, mas ao voltar das férias, assistindo a nova chamada de programação da emissora notei a falta do meu programa. Liguei pra saber o motivo e fui informado que ele havia sido retirado da grade e que a empresa não tinha mais interesse nos meus serviços. É do jogo!!! ‘Seja feita vossa vontade’. Quando me recuperar do ocorrido dou mais detalhes. Livre na pista”, postou o apresentador.

Ao lado do colega William Waack, Evaristo Costa foi um dos primeiros nomes confirmados pela CNN Brasil em 2019, antes mesmo do lançamento da emissora. Ele estva na emissora há 2 anos e 3 meses comandando o CNN Séries Originais.

A força do rádio

O rádio continua sendo um veículo forte, principalmente em tempos dificeís, como o atual. Ao contrário do que se pensava, a tecnologia fortaleceu ainda mais as emissoras que além de transmitirem sua programação pela internet, também podem fazer uso de imagem, como é o caso da Jovem Pan, pioneira nesse formato.

A segmentação também é um dos fatores que impulsionou o veículo. A Rádio Atalaia, por exemplo, tem como foco o público acima dos 40 anos com uma programação musical focada em sucessos nacionais e internacionais dos anos 70, 80 e 90.

Adeus a Sérgio Mamberti

Foto: Reprodução/Tv Globo

O ator Sérgio Mamberti morreu nesta sexta-feira (3) aos 82 anos. Sua vida foi marcada por uma trajetória de sucesso no teatro, cinema e TV e deixou seu talento gravado em grandes novelas, onde deu vida a personagens importantes como o Eugênio de “Vale Tudo” e Dionísio Albuquerque / Klaus Wagner de “A Flor do Caribe”.

Na TV Cultura, Sérgio Mamberti deu vida ao inesquecível personagem Dr. Victor na série infantil “Castelo Rá-Tim-Bum”. O ator estava tratando de uma infecção nos pulmões e a causa da morte foi falência múltipla dos órgãos.

O jornalista Antonio Marques escreve sobre rádio, televisão e famosos desde 1990 e é um dos colunistas do portal SP Agora.

SBT desiste de mudanças na programação

Foto: Divulgação/SBT

As mudanças propostas por Silvio Santos para a nova grade de programação do SBT não duraram três dias. Dessa forma, com a nova decisão do Homem do Baú, o Vem Pra Cá e o Primeiro Impacto tiveram seus horários alterados mais uma vez.

Na semana passada, o Primeiro Impacto durou mais de seis horas, mas agora perdeu quase metade do seu tempo e foi encurtado ontem para 3h30. Assim, o Primeiro Impacto volta ao horário das 4h, terminando às 9h30. Dudu Camargo, Darlisson Dutra e Marcão do Povo continuam dividindo a atração.

O Vem Pra Cá voltou para o horário da manhã e recuperou os trinta minutos perdidos no começo da semana, ficando no ar das 9h30 às 11h. 

Morre mãe de Faustão

A mãe do ex-apresentador da Rede Globo, Fausto Silva (o Faustão) morreu na madrugada desta quinta-feira (24). Dona Cordélia Moraes tinha 95 anos e no ano passado havia vencido a Covid-19. A causa da morte não foi divulgada.

Por falar no Faustão…

O portal Notícias da TV revelou que no último dia de gravação do apresentador na Globo registrou alguns incidentes. Segundo a publicação, Faustão levou um tombo, bateu com a cara no chão e precisou ser socorrido por integrantes de sua produção. Mas depois, tudo voltou ao normal e ele conseguiu gravar seu último programa que foi ao ar no dia 6 de junho.

Rádio Capital perde comunicador

A Rádio Capital e os ouvintes perderam o comunicador e jornalista André Russo. Ele tinha 50 anos e foi mais uma vítima da Covid-19. O profissional comanda o programa Expresso Capital ao lado do colega Wagner Belmont das 6 às 7 da manhã. Sua morte foi registrada neste domingo (20). 

O jornalista Antonio Marques escreve sobre rádio, televisão e famosos desde 1990 e é um dos colunistas do portal SP Agora.

Considerada segunda melhor TV pública pela BBC, Cultura completa 52 anos

A TV Cultura completa 52 anos de história nesta terça-feira (15). Inaugurada em 1969 após meses de transmissões experimentais, a emissora vem, desde então, cumprindo o objetivo de informar e formar novas gerações.

Um discurso do então governador de São Paulo Roberto de Abreu Sodré, criador da Fundação Padre Anchieta (Centro Paulista de Rádio e TV Educativa), foi o primeiro conteúdo exibido pela TV Cultura. Em seguida, teleaulas, musicais, esporte, livre imprensa, programas de opinião, documentários e cinema tomaram conta da programação.

As crianças não podiam ficar de fora do público-alvo da emissora educativa. A coprodução da versão brasileira do seriado Vila Sésamo, de 1972, foi um dos primeiros passos para incluir os pequenos. A partir de então, clássicos como Bambalalão, Rá-Tim-Bum, Castelo Rá-Tim-Bum, Cocoricó e Mundo da Lua marcaram a vida de muitos brasileiros.

O mais antigo programa de entrevistas da televisão brasileira também está aqui! O Roda Viva recebe, desde 1986, personalidades da política, das artes e de diversas áreas do conhecimento para trazer discussões relevantes ao debate público. Debates e pluralidade de ideias não faltam nos jornalísticos da casa, como o Jornal da Cultura e o Opinião.

Reconhecida pela BBC de Londres como a segunda melhor televisão pública do mundo e avaliada por 53% dos telespectadores como a melhor emissora nacional, de acordo com pesquisa Datafolha de 2019, a TV Cultura segue colaborando com a formação crítica do cidadão e o desenvolvimento cultural da população.

A emissora não poupa esforços para inovar e levar o melhor conteúdo ao público, esteja ele onde estiver. Em dezembro de 2020, a TV Cultura passou operar com um dos transmissores mais potentes do mundo, atingindo 2 milhões de novos telespectadores na Grande São Paulo. Ainda, marca presença na internet, com um crescimento de audiência de quase 500% nas plataformas digitais no primeiro trimestre de 2021.

Por TV Cultura

Atriz Camila Amado morre aos 82 anos

Camila Amado, atriz
(Arquivo/Cesar Alves/TV Globo)

A atriz Camila de Hollanda Amado, ou simplesmente Camila Amado, morreu hoje (6), em decorrência de um câncer, aos 82 anos de idade. Camila era filha da educadora Henriette Amado com Gilson Amado, fundador da antiga TV Educativa, hoje TV Brasil. Dedicada ao teatro, estão entre seus maiores sucessos a comédia As Desgraças de uma Criança, o clássico romântico A Dama das Camélias e a tragédia Hamlet.

Camila estreou no cinema nos anos 70. Sua interpretação no filme O Casamento, baseado na obra de Nelson Rodrigues, dirigido pelo cineasta Arnaldo Jabor em 1976, deu à Camila o Kikito de Ouro de Melhor Atriz Coadjuvante e o Prêmio Especial do Júri, no Festival de Gramado. Seu último filme foi De Perto ela Não É Normal, de Suzi Pires, em 2020.

Carioca, Camila começou a atuar, na televisão, em 1969, na novela Um Gosto Amargo de Festa, da TV Tupi. Seu último trabalho na televisão foi em Éramos Seis, em agosto de 2019, na TV Globo. Ela atuou ainda em produções como Tapas & BeijosA Casa das Sete MulheresSítio do Pica-pau Amarelo e Cordel Encantado.

A atriz foi casada com o jornalista Carlos Eduardo Martins, do qual ficou viúva no ano de 1968 e com quem teve dois filhos: a atriz Rafaela e Rodrigo Amado. Foi casada também com o ator Stepan Nercessian durante 14 anos.

Pelo Twitter, várias artistas homenagearam a atriz. O músico e ator Leo Jaime foi um dos que a homenageou: “Camilla Amado. Mestra dos palcos. Que linda história! Lembro dela dizendo: “decora o texto, respira na hora certa e não derruba o cenário”. Todo o meu afeto e respeito aos familiares e amigos. Que mulher!”

A também atriz Christine Fernandes se despediu de Camila: “À minha mestra com todo meu amor. Todos te esperam no instante exato em você nasce pra próxima. Te amo. Muitíssimo. Até breve.”

Por Alana Gandra, da Agência Brasil

Novelas mexicanas deixam de ser exclusividade do SBT

Novelas mexicanas - SBT
Novelas mexicanas - SBT
Cena de Triunfo do Amor (Foto: reprodução/SBT)

Desde a estreia de Os Ricos Também Choram em 1982, o SBT trouxe aos lares brasileiros as novelas mexicanas, que com o passar do tempo, passaram a fazer parte da vida dos telespectadores. Desde então muitas produções da Televisa tornaram-se conhecidas por aqui através da emissora.

Durante longos anos o SBT exibiu com exclusividade os grandes sucessos das novelas mexicanas no Brasil, mas a exclusividade acabou neste ano quando a Televisa resolveu mudar o formato do contrato com a emissora de Silvio de Santos.

Apesar de não ter mais exclusividade sobre as produções, o SBT continua com prioridade nas escolhas das novelas, mas a Televisa está livre para negociar suas atrações com outras empresas, como já com a Globoplay, Amazon e Guigo TV, por exemplo.

As novelas mexicanas Rubi e a Usurpadora são algumas das produções da teledramaturgia mexicana presentes no catálogo da Globoplay. O SBT continua bem em sua faixa de novelas no horário da tarde, principalmente quando se trata de produções inéditas.

Angelique Boyer está de volta

Por falar em produções da Televisa, a atriz Angelique Boyer está de volta em uma nova produção da casa, conforme noticiou o portal Novelas Mexicanas.

Ela foi escolhida para protagonizar a novela Vencer o Passado, onde vive a personagem Renata, uma bióloga molecular de destaque, mas que precisou fazer grandes sacrifícios para construir sua carreira. 

Faustão até o fim

Foto: reprodução/TV Globo

Desde que o contrato com a Band foi anunciado publicamente, a Globo sentiu-se incomodada com a situação do apresentador Fausto Silva na casa. 

A partir disso, a emissora da família Marinho pensou seriamente em tirar Faustão do ar já no mês de agosto, mas foi acertada pelo departamento comercial de que seria um péssimo negócio. Agora, Faustão deve ficar no ar até o fim do contrato, ou seja, até dezembro.

Rádio Capital no FM estendido

A Rádio Capital de São Paulo, que sempre transmitiu no AM em 1040 Khz, agora também pode ser ouvida na frequência de 77,5 Mhz, abrindo o FM estendido na capital paulista.

Emissora popular, a Rádio Capital conta hoje com comunicadores como Paulinho Boa Pessoa, João Ferreira e Paulo Lopes, mas já foi casa de outros grandes nomes como Eli Corrêa e Paulo Barboza (falecido em 2018).

O jornalista Antonio Marques escreve sobre rádio, televisão e famosos desde 1990 e é um dos colunistas do portal SP Agora.

A importância do marketing de influência no BBB21

A importância do marketing de influência no BBB21

O Big Brother Brasil chegou ao fim na última terça-feira, porém, as redes sociais da vencedora, a advogada Juliette não para de crescer. Antes da atração global estrear, a sister possuía um pouco mais de 3 mil seguidores no Instagram. Hoje, uma semana após a sua vitória no reality show, a paraibana conta com mais de 27 milhões de seguidores na plataforma, entrando na seleta lista dos 25 brasileiros mais seguidos nas redes sociais, lista que é encabeçada por Neymar Jr., com 150 milhões de fãs.

Vale destacar que Juliette começou o programa sem muita mídia e aparecendo bem pouco. No entanto, com o passar do tempo, sua equipe começou a promover o engajamento e interação do público, dando um toque mais humanizado para o Instagram da sister (mesmo ela não estando em contato com seus seguidores). Com isso, Juliette inverteu seu papel dentro do programa, deixando de ser coadjuvante para a grande vencedora.

Outra estratégia utilizada pela sua equipe foi a de evitar que a imagem de Jú fosse manchada por alguma polêmica do programa, evitando assim, o temido “cancelamento”.

O Marketing de influência é a forma mais orgânica de se comunicar com um público. Na prática funciona por meio de ações executadas por influencers que direcionam seus seguidores para uma marca ou produto específico, ou seja, se você confia na opinião de alguém, facilmente você se torna influenciável por ela. Isso vale para tudo, muito além de consumo. Tudo partindo da ideia de que é muito mais fácil acreditar na indicação de alguém que você já conhece e confia.

Para o Jornalista e Consultor de Marketing Digital da Mitto Comunicação, Eduardo Micheletto, “a estratégia de marketing de influência fez com que a marca BBB voltasse ao centro dos holofotes, associando a imagem de uma marca real a uma personalidade comum, gerando maior credibilidade diante de um público que anda tão desacreditado de pessoas que recebem para falar em tom de publicidade sobre determinado produto ou serviço”, finaliza.

*Com informações de Eduardo Micheletto

Cris Guterres comanda novo programa jornalístico da TV Cultura

(Nathalie Bohm/TV Cultura)

A TV Cultura estreia nesta sexta (9) o programa Estação Livre, apresentado pela jornalista e empreendedora Cris Guterres, considerada pela revista Forbes uma das criadoras de conteúdo mais inovadoras de 2020. Feita por uma maioria de mulheres pretas, a atração tem a missão de valorizar a cultura negra, a rica diversidade do Brasil e trazer a sociedade para repensar e ajudar a reconstruir um país mais justo para todos. O programa vai ao ar às 22h, na TV Cultura, site oficial, canal no YouTube e redes sociais da emissora. 

O programa vai mostrar histórias, lutas e conquistas de pessoas que encontraram seus espaços e se tornaram referência no Brasil e no mundo, e também de quem apoia a diversidade de um país plural como o Brasil. Mulheres e homens de várias áreas e profissões, negros e não negros que fazem a diferença e ajudam a valorizar a cultura black. Segundo o IBGE, o Brasil é composto por 54% de pessoas pretas e pardas.

“Num momento como esse vivido pelo Brasil, em que os extremos ser acirram e acabam se sobrepondo ao bom senso, a TV Cultura – como uma emissora pública – tem a obrigação de propor programas como o Estação Livre: um espaço de conteúdo onde a diversidade, a inclusão e as ações da sociedade civil se encontram e se fazem representar por quem realmente importa, o povo brasileiro”, afirma Eneas Carlos Pereira, diretor de Programação da emissora.

Com uma hora de duração e edições temáticas, o Estação Livre tem participação de convidados e reportagens feitas pelos jovens vídeorrepórteres Lucas Veloso e Rodney Suguita. Entre os assuntos abordados estão empreendedorismo, comunidades, literatura, dança, gastronomia e artes plásticas.

“Quanto mais tivermos um país rico em diversidade, como é o Brasil, mais ganharemos em intelectualidade, formação e cultura. Elementos que contribuem para o crescimento e não para segregar. Cada pessoa que passar pelo Estação Livre contribuirá e muito para o desenvolvimento genuíno de todos nós”, afirma Kelly Castilho, diretora do programa com mais de 25 anos no mercado de filmes publicitários e cinematográficos.

“É um programa para todos, afinal a sociedade brasileira é muito diversa, composta por pessoas brancas, negras, indígenas, pessoas de descendência asiática, libanesa”, completa a apresentadora, Cris Guterres.

Na edição de estreia, o tema é empreendedorismo. Participam do programa Adriana Barbosa, CEO da Casa Preta Hub – centro de capacitação digital para empreendedores -, e Vras77, diretor de audiovisual que abriu uma produtora de vídeo, onde ele mesmo construiu seus próprios equipamentos por falta de dinheiro para investir. Geraldo Rufino, fundador da Jr Diesel, fala sobre como começou a empreender e qual seu conselho para os futuros empreendedores. 

Nova grade

Estação Livre é parte da nova grade de jornalismo da TV Cultura. A emissora, que já tinha em sua programação o Roda Viva e o #Provoca, às segundas e terças-feiras, no início de 2021 lançou os programas Manhattan Connection e Linhas Cruzadas, às quartas e quintas-feiras, e agora, completa a faixa semanal das 22h, com o Estação Livre.

“A preocupação com a diversidade de olhares e de pontos de vista está no DNA da TV Cultura. E o Estação Livre cumprirá um papel crucial, de trazer para a grade da emissora uma visão jornalística sobre a cultura afro contemporânea, do empreendedorismo à música, da dança à cozinha, dos problemas e das soluções. Estamos muito felizes que essa missão esteja sendo abraçada por um grupo de mulheres negras”, comenta Leão Serva, diretor de Jornalismo.

Sobre a apresentadora

Cris Guterres é jornalista e empreendedora. Ela é co-fundadora e Diretora Criativa da agência Meteora, onde ao lado da publicitária Renata Hilario apresenta o podcast Meteora, reconhecido como um dos mais inovadores do país em 2019 pelo Youpix Builders. Em 2018, venceu o primeiro reality show brasileiro a premiar equipes empreendedoras ao criar um produto para a maior marca de chocolates do mundo, a Cacau Show. A jornalista também é colunista do Universa do UOL.

Por TV Cultura

Globo de Ouro divulga lista dos indicados

(Reprodução)

Nesta terça-feira (03), a Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), anunciou os indicados ao Globo de Ouro 2021, prêmio que homenageia os melhores profissionais em cinema e TV. A cerimônia, que costuma acontecer nas primeiras semanas do ano, foi adiada por conta da pandemia de Covid-19 e acontecerá no dia 28 de fevereiro.

Os indicados serão anunciados por Sarah Jessica Parker e a Taraji P. Henson. Os homenageados já foram confirmados: Jane Fonda ficou com o Prêmio Cecil B. de Mille e Norman Lear receberá o Prêmio Carol Burnett.

Um dos destaques da lista foi a indicação póstuma de Chadwick Boseman por “A Voz Suprema do Blues”. O filme “Mank” e a série “The Crown” também se destacaram por liderarem as indicações com seis citações, cada um.

Confira a seguir a lista de indicados ao Globo de Ouro 2021:

Cinema

Melhor Filme – Drama

“Meu Pai”

“Mank”

“Nomadland”

“Bela vingança”

“Os 7 de Chicago”

Melhor filme – Musical ou comédia

“Borat: fita de cinema seguinte”

“Hamilton”

“Palm Springs”

“Music”

“A Festa de Formatura”

Melhor diretor 

Emerald Fennell — Bela Vingança

David Fincher — Mank

Regina King — Uma noite em Miami…

Aaron Sorkin — Os 7 de Chicago

Chloé Zhao — Nomadland

Melhor atriz de filme – Drama

Viola Davis — Ma Rainey’s Black Bottom

Andra Day — The United States vs. Billie Holiday

Vanessa Kirby — Pieces of a Woman

Frances McDormand — Nomadland

Carey Mulligan — Bela vingança

Melhor ator de filme – Drama

Riz Ahmed (“O som do silêncio”)

Chadwick Boseman (“A voz suprema do blues”)

Anthony Hopkins (“Meu pai”)

Gary Oldman (“Mank”)

Tahar Rahim (“The Mauritanian”)

Melhor atriz de filme – Musical ou comédia

Maria Bakalova (“Borat: Fita de cinema seguinte”)

Michelle Pfeiffer (“French Exit”)

Anya Taylor-Joy (“Emma”)

Kate Hudson (“Music”)

Rosamund Pike (“I Care a Lot”)

Melhor ator de filme – Musical ou comédia

Sacha Baron Cohen (“Borat: fita de cinema seguinte”)

James Corden (“A Festa de Formatura”)

Lin-Manuel Miranda (“Hamilton”)

Dev Patel (“The Personal History of David Copperfield”)

Andy Samberg (“Palm Springs”)


Melhor ator coadjuvante

Sacha Baron Cohen (“Os sete de Chicago”)

Daniel Kaluuya (“Judas and the Black Messiah”)

Jared Leto (“The Little Things”)

Bill Murray (“On the Rocks”)

Leslie Odom, Jr. (“Uma noite em Miami”)

Melhor atriz coadjuvante:

Glenn Close (“Era uma vez um sonho”)

Olivia Colman (“Meu pai”)

Jodie Foster (“The Mauritanian”)

Amanda Seyfried (“Mank”)

Helena Zengel (“News of the World”)

Melhor filme em língua estrangeira

“Another Round” (“Druk”) – Dinamarca

“La Llorona” – Guatemala / França

“Rosa e Momo (“The Life Ahead” ou “La vita davanti a sé”) – Itália

“Minari” – EUA

“Nós duas” (“Two of Us” ou “Deux”) – França e EUA

Melhor animação:

“Os Croods 2: Uma Nova Era”

“Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica”

“A caminho da Lua”

“Soul”

“Wolfwalkers”

TV

Melhor atriz em série – drama

Emma Corrin (“The Crown”)

Olivia Colman (“The Crown”)

Jodie Comer (“Killing Eve”)

Laura Linney (“Ozark”)

Sarah Paulson (“Ratched”)

Melhor ator em série de TV – drama

Jason Bateman (“Ozark”)

Josh O’Connor (“The Crown”)

Bob Odenkirk (“Better Call Saul”)

Al Pacino (“Hunters”)

Matthew Rhys (“Perry Mason”)

Melhor série – Drama

“The Crown”

“Lovecraft Country”

“The Mandalorian”

“Ozark”

“Ratched

Melhor série – Musical ou comédia

Emily In Paris

The Flight Attendant

The Great

Schitts Creek

Ted Lasso

Melhor atriz em série de TV – Musical ou comédia

Lily Collins (“Emily in Paris”)

Kaley Cuoco (“The Flight Attendant”)

Elle Fanning (“The Great”)

Jane Levy (“Zoey’s Extraordinary Playlist”)

Catherine O’Hara (“Schitt’s Creek”)

Melhor atriz em série limitada ou filme para TV

Cate Blanchett (“Mrs. America”)

Daisy Edgar-Jones (“Normal People”)

Shira Haas (“Unorthodox”)

Nicole Kidman (“The Undoing”)

Anya Taylor-Joy (“O Gambito da Rainha”)

Melhor série limitada ou filme para TV

“Normal People”

“The Queen’s Gambit”

“Small Axe”

“The Undoing”

“Unorthodox”

Melhor atriz coadjuvante em série

Gillian Anderson – “The crown”

Helena Boham Carter – “The crown”

Julia Garner – “Ozark”

Annie Murphy – “Schitt’s creek”

Cynthia Nixon – “Ratched”

Melhor ator em série limitada ou filme para TV

Bryan Cranston (“Your Honor”)

Jeff Daniels (“The Comey Rule”)

Hugh Grant (“The Undoing”)

Ethan Hawke (“The Good Lord Bird”)

Mark Ruffalo (“I Know This Much Is True”)

Por TV Cultura