Presa controladora de voo envolvida em acidente com Chapecoense

STF determinou a extradição de Celia Castedo Monasterio, procurada na Bolívia
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Celia Castedo Monasterio será extraditada por ordem do STF (Reprodução)

A Polícia Federal (PF) prendeu, na última quinta-feira (23), a responsável pela análise e aprovação do plano de voo que vitimou 71 pessoas no desastre com a equipe da Chapecoense em 2016.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a extradição de Celia Castedo Monasterio pois a controladora é procurada pela Justiça boliviana. Ela deve responder pelo crime de atentado contra a segurança do espaço aéreo.

Ela tinha a responsabilidade de analisar e aprovar a rota do avião, que caiu próximo de Medelin, na Colômbia. O acidente ocorreu no dia 29 de novembro de 2016, e apenas três jogadores da equipe catarinense que estavam a caminho do jogo sobreviveram.

Desde o acontecimento, a suspeita estava em Corumbá (MS). Na ocasião, a boliviana teria deixado de observar procedimentos mínimos e necessários para o funcionamento da operação.

Por TV Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas