Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Confirmada morte de Gugu Liberato

(Record TV/Reprodução)


Uma nota divulgada pela assessoria de imprensa de Gugu Liberato na noite de hoje (22) confirmou a morte do apresentador. O texto revela que Gugu teve morte cerebral.

“Durante o período de observação, foi constatada a ausência de atividade cerebral”.

Ontem (21), o jornalista Reinaldo Azevedo, da Band News FM, anunciou, em primeira mão, a morte do apresentador, mas a assessoria do artista negou a morte, em nota, horas depois, dizendo que Gugu estava “vivo”.

Gugu se feriu ao cair de uma altura de 4 metros, enquanto tentava arrumar o ar condicionado da mansão onde mora, nos Estados Unidos. Ainda não há informações sobre traslado do corpo e nem do velório de Gugu.

Vida e carreira

O apresentador era paulistano e filho de portugueses. Nasceu no dia 10 de abril de 1959. Seu pai era caminhoneiro e sua mãe dona-de-casa. Ele tinha apenas 14 anos quando fez sua primeira aparição na TV, participando de uma gincana. Com 19 anos tornou-se auxiliar de escritório e, pouco depois, ganhou um cargo como produtor de TV. Mas ele acabou desistindo da carreira e indo estudar Odontologia. Sua passagem pela faculdade foi muito breve e ele acabou voltando para a TV. 

Em 1982 passou a comandar o programa de auditório Viva a Noite, no SBT, emissora onde trabalhou por mais de 30 anos. Lá ele passou por diversos outros programas, como Passa ou Repassa, Sabadão Sertanejo e Domingo Legal, atração que rivalizava com o Domingão do Faustão, na Globo, em uma acirrada guerra pela audiência. Em 2009 chegou à Record, onde apresentou o Programa do Gugu, Gugu e Power Couple Brasil.

Recentemente ele apresentava o programa Canta Comigo, na TV Record. Gugu também era empresário, proprietário da GGP Produções, pólo de desenvolvimento audiovisual. Além de empresário e apresentador, Gugu também era cantor: ele ficou conhecido por suas versões de Pintinho Amarelinho e A Dança da Galinha Azul. Como ator, teve participação em diversos filmes, especialmente nos do grupo Os Trapalhões. 

*com informações da Agência Brasil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Fale agora com nossa equipe!
Powered by