São Paulo

EMTU: Passagem ficará 13,6% mais cara

Empresa do Estado atende 134 municípios da região metropolitana

As tarifas dos ônibus da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) terão um reajuste médio de 13,6% a partir de 1º de janeiro. A companhia, que é diretamente ligada ao governo estadual, possui mais de 500 linhas em 134 municípios das cinco regiões metropolitanas de São Paulo.

O índice de aumento é médio porque o valor varia diferente em cada linha. É levado em consideração extensão do percurso, combustível e tipo de serviço cobrado (comum, seletivo, especial, corredor ou VLT) em cada região.

Segundo a Secretaria de Transportes Metropolitanos, as tabelas com os valores de cada uma das linhas serão anunciadas na próxima semana.

(Alexandre Carvalho/Governo do Estado de SP)

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) explicou que foi necessário o reajuste, pois já a situação do transporte estava na “casa do insuportável”.

Siga nosso canal no Whatsapp

“Temos que tomar cuidado com a solvência dessas empresas. Se fôssemos ajustar pelo que realmente é devido, a tarifa estaria na casa dos R$ 8 para o EMTU e R$ 6 para CPTM e metrô”, afirmou o governador.

Vale lembrar que esse aumento não tem ligação com os ônibus municipais. O prefeito Ricardo Nunes (MDB) manteve a tarifa de R$ 4,40 para o ano de 2024.

Dessa maneira, o valor da tarifa de integração do bilhete único comum, para quem usa os ônibus municipais e o modal sobre trilhos (trem e metrô), vai passar para R$ 8,20 a partir de 1º de janeiro. Antes, custava R$ 7,65.

Mais artigos desta categoria

Botão Voltar ao topo
Fechar

Bloqueador de anúncios

Não bloqueie os anúncios