Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Colisões ferem seis pessoas em suposto ato terrorista em Berlim

Três pessoas tiveram ferimentos graves.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

As autoridades alemãs estão investigando se uma série de acidentes de trânsito que feriram seis pessoas em Berlim – três delas gravemente – teria sido um atentado terrorista. Promotores descreveram nesta quarta-feira (19/08) o ocorrido como um ato islamista.

(Morris Pudwell)

“O homem parece ter tido uma motivação islamista, de acordo com nossos conhecimentos atuais”, disseram os promotores envolvidos no caso, se baseando no que o suspeito disse à polícia após ser preso.

O suposto autor das colisões é um iraquiano de 30 anos, que teria chegado na Alemanha como refugiado. Segundo a mídia, ele gritou “Allahu akbar” (Alá é o maior) ao sair de seu carro após bater em vários veículos por volta das 18h30 (horário local) na terça-feira.

“Na fase atual das investigações, presumimos que foi um atentado terrorista”, afirmou nesta quarta-feira o secretário de Interior de Berlim, Andreas Geisel. Mas também há á “indícios de uma instabilidade psíquica” do suspeito, como ressaltaram o Ministério Público de Berlim e a polícia.

Segundo o porta-voz do Ministério Público de Berlim, Martin Steltner, o suspeito teria feito “quase uma caçada” a motociclistas. Teriam sido atingidos dois motociclistas e o ocupante de uma motoneta. Um carro foi atingido, enquanto um outro automóvel foi afetado de raspão. As colisões foram provocadas intencionalmente, segundo os investigadores.

A polícia de Berlim disse que o homem provocou três acidentes na autoestrada A100, na altura dos bairros berlinenses de Schöneberg e Tempelhof, antes de alegar que uma caixa em seu carro continha uma “caixa de munições”. No entanto, quando a polícia abriu a caixa usando jatos de água de alta pressão, constatou que ela continha ferramentas.

O motorista foi preso e a rodovia fechada por várias horas, causando interrupções significativas no trânsito. “Ninguém se aproxime ou todos morrerão”, teria gritado o suspeito, segundo o jornal Bild, após parar o carro e colocar a caixa de metal no teto do veículo.

De acordo com a imprensa alemã, o suspeito tem contato com um homem ligado ao movimento extremista “Estado Islâmico” (EI), com quem morou por quatro meses do ano passado num abrigo para refugiados. Segundo as autoridades, não há indícios da participação de terceiros no ato.

Pessoas ligadas ao extremismo islâmico cometeram vários ataques violentos na Alemanha nos últimos anos. O pior deles foi um atentado contra um mercado de Natal de Berlim em dezembro de 2016, que matou 12 pessoas. O atacante, um tunisiano, era apoiador do EI.

MD/efe/afp/dpa

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest