Brasil

Rio Grande do Sul já registra 32 mortos e 60 desaparecidos por causa das chuvas

Nesta quinta (2), o governo federal reconheceu estado de calamidade pública no estado

As chuvas torrenciais que têm devastado o Rio Grande do Sul continuam a deixar mortos e desaparecidos na região. Até o momento, foram confirmadas 32 mortes e há 60 pessoas desaparecidas. As equipes de resgate estão trabalhando incansavelmente para localizar os desaparecidos e prestar auxílio aos afetados.

Santa Maria destruida pelas chuvas deixa centenas de desabrigados(Mauricio Tonetto – Secom)

Atualmente, 4.645 pessoas encontram-se em abrigos, buscando refúgio da destruição causada pelas inundações. Além disso, 10.242 pessoas foram desalojadas, forçadas a deixar suas casas devido ao avanço das águas.

Previsão do tempo

A previsão do tempo para os próximos dias no Rio Grande do Sul indica que as chuvas devem continuar. Espera-se que nesta sexta-feira (3) tenha chuva leve, com temperaturas em torno de 18 graus. A chance de precipitação é de 97%, o que pode agravar ainda mais a situação das áreas já afetadas.

Visita do presidente Lula

Lula e a comitiva do governo federal desembarcaram na base aérea de Santa Maria por volta de 10h40(Ricardo Stuckert – PR)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva visitou as regiões afetadas pelas chuvas no Rio Grande do Sul para acompanhar os trabalhos de resgate e prestar solidariedade às vítimas e suas famílias. Durante sua visita, o presidente Lula se reuniu com o governador Eduardo Leite e representantes das prefeituras para discutir as medidas de apoio e assistência às áreas atingidas.

Siga nosso canal no Whatsapp

A visita do presidente também teve como objetivo verificar o trabalho conjunto dos ministros com o governo estadual diante da tragédia e avaliar as necessidades das comunidades afetadas. Embora um sobrevoo das áreas afetadas pela chuva em Santa Maria estivesse planejado, ele foi cancelado devido ao mau tempo.

O presidente expressou seu compromisso em fornecer todo o apoio necessário e destacou a importância da união de esforços entre o governo federal, estadual e municipal para superar os desafios impostos pela situação de emergência.

Barragens

(Reprodução – Redes Sociais)

No que diz respeito à segurança das barragens, cinco delas estão sob risco de colapso, e 19 cidades receberam alertas de evacuação. As autoridades estão monitorando a situação de perto e tomando todas as medidas necessárias para garantir a segurança dos cidadãos.

*Este artigo continuará sendo atualizado à medida que novas informações forem disponibilizadas pelas autoridades competentes.

5 1 vote
Avaliar artigo
Se inscrever
Notificar de
Os comentários são de responsabilidades de seus autores e não representa a opinião deste site.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Mais artigos desta categoria

Botão Voltar ao topo
0
Está gostando do conteúdo? Comente!x
Fechar

Bloqueador de anúncios

Não bloqueie os anúncios