Polícia

Sargento da PM baleado por criminoso em Belo Horizonte tem morte confirmada

O policial, de 29 anos, foi atingido por dois tiros na cabeça e um na perna durante uma perseguição a dois suspeitos, que estavam em saída temporária da prisão

O sargento da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) Roger Dias da Cunha, de 29 anos, morreu na noite deste domingo (7), após ser baleado por um foragido da Justiça durante uma perseguição a dois suspeitos, na noite da última sexta-feira (5), no bairro Novo Aarão Reis, Região Norte de Belo Horizonte. A informação foi confirmada pela major Layla Brunella, porta-voz da corporação no estado.

Policial foi baleado por suspeito que estava em saída temporária da prisão

Segundo informações da PM, equipes do 13º Batalhão perseguiam um carro, roubado, com dois homens armados pela Avenida Risoleta Neves quando o veículo atropelou um motociclista. Após o acidente, os suspeitos desembarcaram e correram.

O sargento Roger Dias da Cunha conseguiu alcançar um dos criminosos. Ele deu ordem de parada diversas vezes, mas foi surpreendido pelo homem, que sacou uma arma e atirou várias vezes em direção à cabeça do policial.

O autor dos disparos, segundo a PM, deveria ter retornado ao sistema prisional no dia 23 de dezembro do ano passado. Ele estava em saída temporária e já era considerado foragido pela polícia. Ele tem 18 registros policiais, por crimes como roubo, furto, tráfico e homicídio.

Siga nosso canal no Whatsapp

Policial foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos

O policial foi socorrido e levado para o Hospital Risoleta Neves, onde passou por duas cirurgias e recebeu pelo menos nove bolsas de sangue. O quadro de saúde do policial era considerado irreversível, segundo a Corporação.

O protocolo de confirmação de morte encefálica começou neste sábado (6), por volta de 16h, e terminou na noite deste domingo (7). A família do policial autorizou a doação de órgãos.

Outro suspeito também foi baleado e preso

Um cabo da PM, que estava na condução de uma viatura, continuou a perseguir o outro suspeito, de 33 anos, que foi baleado e encaminhado para atendimento médico. Ele também estava em saída temporária e tem 15 registros policiais, sendo dois por homicídio.

A PM montou uma grande operação para localizar o fugitivo. De acordo com o boletim de ocorrência, houve troca de tiros entre os policiais e o criminoso. Ele foi baleado e localizado com a ajuda de cães da corporação em uma mata.

Polícia Civil vai investigar o caso

O caso foi registrado na Delegacia Sede de Belo Horizonte, que vai investigar as circunstâncias da morte do policial. A Polícia Civil informou que ratificou a prisão em flagrante dos envolvidos no fato e que representou pela conversão da prisão em flagrante em prisão preventiva, aguardando manifestação da Justiça.

A Polícia Civil também informou que a presença da perícia oficial foi requisitada ao local para realizar os trabalhos de praxe e coletar elementos que irão subsidiar a investigação.

Mais artigos desta categoria

Botão Voltar ao topo
Fechar

Bloqueador de anúncios

Não bloqueie os anúncios