Palmeiras resiste ao jogo ofensivo do Bahia e sai de Salvador com empate

Rony disputa bola com Matheus Bahia durante partida na arena Fonte Nova. (Cesar Greco/Palmeiras)

Em seu último jogo válido pelo Campeonato Brasileiro, o Palmeiras apenas empatou com o Bahia em Salvador – e apesar do resultado não agradar em nada o concorrente ao título da competição, ele acabou saindo no lucro. Isso porque, no segundo tempo, o Tricolor baiano criou diversas oportunidades de gols, que acabaram sendo salvas por Jaílson, que foi o melhor em campo. Mas, geralmente, se o goleiro é o melhor do jogo, isso não é lá um bom sinal. 

Guto Ferreira acabou de assumir o comando do Bahia, e apesar de não ter conseguido ainda mudar totalmente a cara do time, é notável uma certa reformulação. Ele entrou em campo com a formação 4-1-4-1, com Patrick de Lucca ocupando a posição de primeiro volante, ficando atrás de uma linha de quatro jogadores formada por Daniel, Juninho Capixaba, Raí e Mugni, e Gilberto ficando mais a frente. 

No primeiro tempo, o Tricolor de Aço não conseguiu agredir o Verdão, e a equipe comandada por Abel Ferreira conseguiu criar mais chances, mas não conseguiu convertê-las em gol. Dentre essas poucas oportunidades, talvez a melhor foi uma finalização do Luiz Adriano da entrada da área, que acabou parando nas mãos do goleiro Danilo Fernandes. 

Na segunda etapa, o Bahia retornou com a mesma formação, e dessa vez marcou sob pressão no campo de ataque, conseguindo facilmente quatro desarmes na saída de bola do Palmeiras, e acabou aquando o time paulista no campo de defesa, finalizando oito vezes ao gol, sendo que Jaílson trabalhou bastante, realizando ao menos três defesas difíceis. 

O Porco ainda acabou perdendo Gabriel Menino por conta de uma torção no pé esquerdo – então, Abel teve que improvisar Rony como lateral-direito e recuou ainda mais o time. Com isso, o Palmeiras resistiu ao Bahia até o apito final, sofrendo uma pressão absurda, e acabou saindo no lucro ao garantir ao menos um ponto. Já o Bahia não conseguiu a desejada vitória e segue em sua luta contra o rebaixamento. O Tricolor jogando ofensivamente talvez tenha chance de se salvar da zona da degola, e Guto Ferreira já confirmou que sempre montará times ofensivos caso os jogadores do seu elenco tenham essa característica. Basta lembrar que ele organizou times com o foco no ataque em sua passagem pelas divisões de base do São Paulo, quando lançou futebolistas como Émerson Sheik, Edu, Fábio Simplício, Fabiano e Fábio Aurélio. 

Precisando recuperar o futebol para a Libertadores e Brasileirão

Estamos cansados de saber que o Palmeiras conseguiu sua vaga para a grande final da Copa Libertadores a duras penas. E o confronto contra o Flamengo valendo o título mais importante do futebol da América Latina tem movimentado e muito as casas de apostas com bônus, onde os torcedores têm aproveitado essa facilidade para aumentarem seu saldo e incrementarem seus palpites. As plataformas de palpites ainda oferecem uma grande diversidade de apostas, que podem ser desde o resultado da partida ao número de cartões, impedimentos ou escanteios, conciliando pitacos para todos os gostos. 

Mas, apesar de ter grandes chances de conquistar o título da Libertadores, o Palmeiras precisa recuperar o bom futebol do início da temporada, já que a equipe soma sete derrotas em 11 jogos. E de líder do Brasileirão na 14ª rodada, agora o time pode cair para o sétimo lugar, caso seja derrotado pelo Internacional no domingo. 

Não adianta para o Porco somente focar no torneio internacional, porque o futebol apresentado ultimamente não deve ser o suficiente para superar o Flamengo, que vem embalado e em um crescente de vitórias, mesmo com vários desfalques. Infelizmente, o Alviverde tem demonstrado mais do que nunca o desgaste da longa temporada, já que são 77 partidas disputadas apenas em 2021, e caso o time não encontre um jeito de se reestruturar no Brasileirão nas próximas semanas, possivelmente será derrotado pelo Flamengo na final da Libertadores, em Montevidéu no dia 27 de novembro.

Santos perde para o Atlético Mineiro

(Pedro Souza/Agência Galo/via Agência Brasil)

O Atlético-MG deu mais uma prova de que está firme na luta pelo título do Campeonato Brasileiro após derrotar o Santos por 3 a 1 de virada, nesta quarta-feira (13) no estádio do Mineirão, pela 26ª rodada, e chegar à incrível marca de 18 jogos de invencibilidade na competição.

O triunfo foi importante para o Galo, que manteve a ponta da classificação com 56 pontos, 11 à frente do Flamengo, que bateu o Juventude por 3 a 1 também nesta noite. Já o Santos fica à beira da zona do rebaixamento, na 16ª posição com 28 pontos.

Após um primeiro tempo no qual conseguiu segurar a pressão dos donos da casa, o Peixe abriu o placar logo aos 3 minutos da etapa final, quando Raniel bateu forte da entrada da área após receber de Lucas Braga.

Porém, o Galo é muito forte jogando em casa, e não demorou a empatar. Aos 24 minutos o argentino Nacho Fernández cobrou pênalti com perfeição para deixar tudo igual. E bastaram mais cinco minutos para vir a virada, com Nathan Silva fazendo de cabeça após bola levantada na área em cobrança de falta.

E o triunfo foi sacramentado aos 35 minutos, em nova cobrança de pênalti, novamente a cargo de Nacho Fernández, que, dessa vez viu João Paulo defender inicialmente de forma parcial, mas que marcou no rebote.

O líder do Brasileiro volta a entrar em campo no domingo (17), quando visita o Atlético-GO. No mesmo dia o Santo vai até o Recife medir forças com o Sport.

Por Agência Brasil

Corinthians derrota Fluminense por 1 a 0

(Lucas Mercon/Fluminense F. C./via Agência Brasil)

O Corinthians superou o Fluminense por 1 a 0, na noite desta quarta-feira (13) na Neo Química Arena, em São Paulo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com este resultado a equipe do Parque São Jorge ficou na 6ª posição com 40 pontos, enquanto o time das Laranjeiras parou no 9º lugar com 33 pontos.

O triunfo do Timão foi garantido aos 23 minutos da etapa final, quando Gabriel Pereira chegou batendo de primeira, com o peito do pé, após cruzamento de Gustavo Silva.

Na próxima rodada da competição, o Fluminense mede forças com o Athletico-PR no domingo (17) na Arena da Baixada. Um dia depois o Corinthians faz clássico com São Paulo.

Por Agência Brasil

Corinthians recebe Fluminense na 26ª rodada do Brasileiro

Corinthians e Fluminense se enfrentam, a partir das 21h (horário de Brasília) desta quarta-feira (13) na Neo Química Arena, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Timão vem de derrota, de 1 a 0 em Recife, para o Sport, enquanto o Tricolor Carioca empatou sem gols no Maracanã com o Atlético-GO na última rodada.

Para esta partida o técnico Sylvinho deve contar com um importante reforço na equipe titular, a volta do meia-atacante Willian.

“Estava com um desconforto muscular na coxa esquerda, na posterior. Fiquei esses dias em tratamento, tentando me recuperar o máximo possível. Mas pude treinar para esse jogo importante para nós dentro de casa, e temos que fazer de tudo para conquistar os três pontos”, declarou o jogador.

Já o Fluminense perdeu o artilheiro Fred para a partida por conta de uma fissura no dedo do pé esquerdo. O atacante Raul Bobadilla é o provável substituto. Marcão também não vai contar com o zagueiro Luccas Claro, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, e deve escalar David Braz no lugar.

“Vamos precisar de todos. Estão todos muito bem treinados, preparados para pegar essa sequência. Aquele que estiver bem vai jogar”, afirmou o técnico Marcão.

Ainda com capacidade reduzida, por conta da pandemia do novo coronavírus (covid-19), a arena do Corinthians deve receber cerca de 15 mil pessoas na noite desta quarta. Porém, a diretoria do Timão emitiu nota oficial pedindo à torcida o uso constante da máscara e o respeito ao distanciamento social.

O Corinthians foi advertido pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo em razão do descumprimento, por parte de torcedores, de normas sanitárias contra a covid-19 durante a vitória de 3 a 1 sobre o Bahia.

Transmissão da Rádio Nacional

Rádio Nacional transmite Corinthians e Fluminense, ao vivo, com a narração de André Luís Mendes, comentários de Waldir Luiz e reportagem de Bruno Mendes.

Por Rodrigo Ricardo – Repórter da Rádio Nacional

São Paulo e Cuiabá encerram nesta segunda 25ª rodada do Brasileiro

Reprodução / Facebook Oficial SPFC

Cuiabá e São Paulo encerram a 25ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro nesta segunda-feira (11), às 20h (horário de Brasília), no famoso jogo de seis pontos, na Arena Pantanal, na capital matogrossense. Na 12ª colocação , o Dourado tem 30 pontos, apenas um a mais que o Tricolor paulista, que ocupa a 14ª posição na classificação geral. 

O time comandado pelo técnico Hernán Crespo vem de uma boa atuação diante do Santos, na última quinta (7), mas que não foi suficiente para sair do Morumbi com a vitória. O São Paulo está apenas três pontos acima do Bahia, que abre a zona do rebaixamento. Vencer o Cuiabá significa dar alívio para fugir da parte de baixo e ânimo para lutar por uma vaga na Libertadores.

“O objetivo sempre é chegar o mais alto possível, mas o principal objetivo é jogar como a gente jogou contra o Santos, com esta intensidade, com esta energia positiva. Sinceramente foi a primeira vez que senti vontade de entrar no campo e jogar com eles, porque foi emocionante. Todo o elenco estava concentrado, com muita vontade de conquistar os três pontos que, infelizmente, não se conquistou, mas acreditamos e jogamos com uma dinâmica e uma intensidade que realmente fazia um tempo que a gente não via”, analisou o treinador argentino.

Crespo deve manter a base da equipe que começou a partida contra o Santos com Tiago Volpi, Igor Gomes, Miranda, Léo e Welington; Luan, Rodrigo Nestor e Marquinhos; Rigoni, Luciano e Calleri.

O Cuiabá vem de resultados ruins e saiu de uma posição confortável para começar a se preocupar com o rebaixamento. O técnico Jorginho terá o retorno do zagueiro Paulão, que cumpriu suspensão no confronto anterior. Com isso, o Dourado deve entrar em campo com Walter, João Lucas, Marllon, Paulão e Uendel; Auremir, Pepê e Camilo; Max, Clayson e Jenison.

Durante coletiva, o treinador adiantou qual será a estratégia para sair com os três pontos da Arena Pantanal.

“O São Paulo é uma equipe que joga muito em cima e, em alguns momentos, eles pressionam com uma linha de cinco a nossa última linha de marcação. É difícil se marcar assim, a gente tem que tomar uma decisão ou de fazer um 5-4-1 ou até mesmo um 4-5-1 para que a gente possa dificultar um pouquinho essas bolas que eles entram em profundidade ou até mesmo entrando pelos lados. Mas é uma equipe que tem uma certa dificuldade com a questão de a gente sair em velocidade”, revelou Jorginho.

Lembrando que o jogo terá presença da torcida: 20 mil ingressos foram colocados à venda.

 Por Maurício Costa – Repórter da Rádio Nacional 

Série A: Conselho Técnico define volta do público neste fim de semana

Foto: Ricardo Stukert/ CBF / Via Fotos Públicas

O Conselho Técnico da Série A do Campeonato Brasileiro aprovou nesta terça-feira (28) o retorno do público aos estádios a partir da 23ª rodada, no próximo final de semana. Em nota divulgada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o percentual das praças esportivas a ser ocupado seguirá a determinação dos órgãos sanitários locais.

A volta dos torcedores foi acolhida por 18 dos 20 clubes da primeira divisão. O Athletico-PR foi o único a se manifestar contra a decisão. O Flamengo, por sua vez, não participou do encontro. Mais cedo, o Rubro-Negro se posicionou, em comunicado no site oficial, afirmando que “não cabe aos clubes coletivamente ou à CBF deliberar sobre o retorno do público aos estádios”.

Na reunião, os clubes também decidiram pelo adiamento de dois jogos deste fim de semana em que os anfitriões ainda não têm liberação das autoridades para receber público. Entre as equipes da Série A, somente o Bahia não tem previsão de quando poderá contar com torcedores na Arena Fonte Nova. Na última segunda-feira (27), o governador do estado da Bahia, Rui Costa, negou a volta da torcida aos estádios devido ao aumento de casos do novo coronavírus (covid-19).

“Esta é uma decisão conjunta dos clubes, um passo importante para a presença dos torcedores nos estádios que está sendo dado em parceria com os órgãos sanitários, respeitando sempre o protocolo elaborado pela comissão médica organizada pela CBF. Esperamos que a torcida, a maior beleza do futebol, volte a brilhar e se emocionar nos estádios”, disse o presidente interino da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional 

Série A: após queda nas receitas, analista vê recuperação em 2022

Reprodução / Twitter oficial @ECJuventude

Impactados pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), os times que integraram a Série A do Campeonato Brasileiro na última temporada tiveram queda de 9,1% nas receitas entre 2019 e 2020. É o que mostra o estudo anual da consultoria financeira BDO sobre as finanças dos clubes de futebol do país. O levantamento é feito desde 2010. Em entrevista à Agência Brasil, o analista Carlos Aragaki, da BDO, avaliou que as perdas podem ser recuperadas “no curto e médio prazo”, com o advento das vacinas e a reabertura dos estádios, prevista por ele para 2022.

O especialista destacou que a pandemia ainda afetará o mercado de transferências, que tem peso cada vez mais significativo no orçamento dos clubes. Segundo o estudo, as negociações de atletas equivaliam a 14% da fonte de receita média das equipes da Série A nacional em 2016. No ano passado, elas já representavam 29%.

“No que diz respeito às receitas, neste ‘novo normal’, elas podem ser retomadas no curto e médio prazo. A partir do momento em que a população estiver vacinada, a torcida retorna ao estádio e voltam as receitas de bilheteria. Agora, sobre negociação de atletas, acho que temos de esperar um pouco. Os grandes investidores [do futebol] no momento são mecenas, chineses ou árabes. Eles também sentiram impacto nos negócios [com a pandemia], não só no futebol”, argumentou Aragaki.

queda das receitas, arrecadação, clubes da série A
Divulgação / BDO

“A Europa freou as negociações, não em quantidade, mas em valores pagos. Por um tempo, não se conseguirá ter o mesmo ganho em negociações – acredito fortemente nisso – que se tinha no passado. Pode ser que o Brasil continue exportando muito, mas não nos valores de antes. [A receita de transferências] Será ainda uma significativa, mas isso vai pesar”, completou.

Conforme Aragaki, a pandemia impactou de maneira mais significativa três formas de receita: bilheteria, patrocínios e programas de sócios-torcedores.

“É tudo aquilo que envolve, vamos dizer assim, o público. A bilheteria foi fortemente afetada [pela impossibilidade dos torcedores irem ao estádio]. Clubes como Flamengo, Corinthians e Palmeiras vinham de bilheterias muito fortes, com média [de arrecadação] de R$ 60 milhões/ano. Transformando em números, a bilheteria deles seria praticamente a receita total de Coritiba, Fortaleza, Ceará, Atlético-GO e Goiás”, descreveu o analista.

“Muitos clubes perderam patrocínio. Em alguns casos, pacotes de pay-per-view foram cancelados. Ainda que, por exemplo, na pandemia, o Campeonato Paulista tenha sido retomado após dois meses parado, muita gente cancelou os pacotes e demorou a voltar e alguns sequer voltaram. O torcedor, muitas vezes, quer o [programa de] sócio-torcedor para ir ao jogo e ter privilégio na compra dos ingressos. Ainda não é a massa no Brasil que vira sócio-torcedor para visitar o clube ou trocar a camisa”, emendou.

Fontes de receitas, clubes da Série A, queda de arrecadação
Divulgação / BDO

Entre 19 dos 20 clubes da última Série A, cinco apresentaram variação positiva de receita: os três que subiram da Série B de 2019 (Red Bull Bragantino, Atlético-GO e Coritiba) e receberam mais recursos em direitos de transmissão, o Atlético-MG pela venda parcial do Shopping Center Diamond Mall, em Belo Horizonte; e o Corinthians. No caso do Massa Bruta, há ainda o início da gestão da empresa de energéticos Red Bull em 2019. O balanço do Sport não foi concluído à tempo de ser incluído na análise, finalizada em abril.

“Diria que [a pandemia] impactou 80% dos clubes da Série A. É uma preocupação das gestões para 2021, pois temos a percepção que esse aspecto negativo continuará. Os aumentos de receita foram questões pontuais. Se você as desconsidera, diria que 100% dos clubes perderam receita na fonte”, afirmou Aragaki.

Santos (40%), Internacional (36%), Fortaleza (34%), Bahia (31%) e Flamengo (30%) foram os cinco clubes com maior variação negativa de receitas entre 2019 e 2020. Na outra ponta, Ceará (1%), Grêmio (6%), Goiás (9%) e São Paulo (10%) são os que tiveram menor queda.

O estudo também analisou as receitas recorrentes – que não levam em conta arrecadações consideradas “extraordinárias”, como negociação de jogadores ou premiações. Neste recorte, o Corinthians passou a ter variação negativa (24%) e o Goiás foi a equipe mais impactada entre um ano e outro, com redução de 56%, seguido por Athletico-PR, Fortaleza (ambos 42%), Flamengo (31%) e Ceará (29%). Destes cinco, Furacão e Vozão conseguiram fechar 2020 no azul.

“A conta básica é: para fechar no azul, você tem que ter mais receita do que custo. É possível, mesmo não sendo top dez de torcida ou exposição de mídia na Série A, fazer uma gestão proativa e razoável. Por outro lado, há clubes que fecharam o ano com déficit. A saída para estes é: se não consigo aumentar a receita, terei que trabalhar para, pelo menos, reduzir custos e dívidas, porque se você tem um passivo menor, tem menos variação monetária para pagar”, concluiu Aragaki.

Por Lincoln Chaves – Repórter da TV Brasil e Rádio Nacional

CBF divulga tabela do Brasileiro Feminino Sub-16

Nesta quinta-feira (27), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou a tabela detalhada do campeonato nacional feminino Sub-16 da temporada 2021. Serão 12 clubes participantes jogando em esquema de bolha sanitária na cidade paulista de Sorocaba. Além do formato bolha, as atletas também passarão por testes de covid-19 ao longo do torneio. Começando no dia 26 de junho, o torneio terá duração de pouco mais de uma semana.

No Grupo A, ficaram Internacional (campeão da edição de 2020); Iranduba; Grêmio e Audax. Na chave B, estão Minas Brasília; Santos; São José e Vitória. São Paulo; Ferroviária; Kindermann e Corinthians formam o Grupo C. Na Primeira Fase, os clubes jogam entre si em turno único dentro de suas respectivas chaves. Ao final das três rodadas programadas, avançam para as semifinais os líderes de cada grupo, assim como o melhor 2º colocado geral. As semifinais e finais serão disputadas em partidas únicas.

Confira abaixo os dados dos jogos:

1ª Rodada

26 de junho (sábado)

8:30 – Internacional RS x Grêmio RS – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

8:30 – Iranduba AM x Audax SP – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

10:30 – Minas Brasília DF x São José SP – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

10:30 – Santos SP x Vitória BA – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

15:00 – São Paulo SP x Kindermann SC – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

15:00 – Ferroviária SP x Corinthians SP – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

2ª Rodada

28 de junho (segunda-feira)

8:30 – São José SP x Santos SP – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

8:30 – Vitória BA x Minas Brasília DF – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

10:30 – Kindermann SC x Ferroviária SP – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

10:30 – Corinthians SP x São Paulo SP – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

15:00 – Grêmio RS x Iranduba AM – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

15:00 – Audax SP x Internacional RS – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

3ª Rodada

30 de junho (quarta-feira)

8:30 – São Paulo SP x Ferroviária SP – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

8:30 – Kindermann SC x Corinthians SP – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

10:30 – Internacional RS x Iranduba AM – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

10:30 – Grêmio RS x Audax SP – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

15:00 – Minas Brasília DF x Santos SP – CT Sorocaba 1, Sorocaba SP

15:00 – São José SP x Vitória BA – CT Sorocaba 2, Sorocaba SP

Semifinal

2 de julho (sexta-feira)

1º Geral x Melhor 2º – Sorocaba SP (horário a definir)

2º Geral x 3º Geral – Sorocaba SP (horário a definir)

Final

4 de julho (domingo)

10:00 – 2º do Grupo D ou E x 2º do Grupo D ou E – Sorocaba SP (Disputa 3º Lugar)

15:00 – 1º do Grupo D ou E x 1º do Grupo D ou E – Sorocaba SP (Decisão)

Por Juliano Justo – Repórter da Agência Brasil

Santos empata e fica próximo da Libertadores

(Santos FC/Reprodução)

Jean Mota, em seu primeiro toque na bola aos 41 minutos do segundo tempo, marcou o gol de empate do Santos diante do Fluminense por 1 a 1, neste domingo, na Vila Belmiro, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro e deixou os paulistas com chances de vaga na Libertadores. Lucca fez para os cariocas.

O resultado deixou o Santos na oitava colocação com 54 pontos, a três do Palmeiras, que fecha o G7. A vaga ainda pode vir em caso de título do Grêmio na Copa do Brasil. O Fluminense, por outro lado, perdeu a chance de entrar no G4 e parou na quinta colocação com 61 pontos.

O Santos não se encontrou no primeiro tempo e o Fluminense soube aproveitar a chnace criada. Aos 15 minutos, Lucca abriu o marcador. Ele recebeu de Luiz Henrique, avançou e bateu de esquerda. Sem chance para o goleiro João Paulo.

Como o time da casa não reagiu, o Fluminense foi pra cima e assustou. Fred pegou bola rebatida e chutou de canhota, mas desta vez João Paulo fez boa defesa.

O segundo tempo também teve poucas chances. O Fluminense tentou administrar o placar. O Santos, enquanto isso, acordou só no final. Aos 32 minutos, Marcos Felipe fez defesa em chute rasteiro de Felipe Jonatan. Aos 34, Luan Perez desviou de cabeça, mas a bola subiu.

Tudo começou a mudar aos 38 minutos com a expulsão de Nino, do Fluminense. Jean Mota entrou na vaga de Felipe Jonatan aos 40 minutos. No minuto seguinte, ele empatou o jogo ao completar para o fundo das redes.

A 38ª e última rodada será toda disputada na próxima quinta-feira, às 21h30. Enquanto o Santos visitará o ameaçado Bahia na Arena Fonte Nova, em Salvador, o Fluminense receberá o também ameaçado Fortaleza no Maracanã, no Rio de Janeiro.

Por FPF

Rebaixado, Coritiba derrota Palmeiras

O jogador Gustavo Scarpa, da SE Palmeiras, disputa bola com o jogador Sabino, do Coritiba FC (Cesar Greco/Palmeiras/via Agência Brasil)

Mesmo já rebaixado para a Série B do Brasileiro, o Coritiba derrotou o Palmeiras, nesta quarta-feira (17) no estádio Couto Pereira, por 1 a 0 em partida atrasada da 35ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com este revés, o time paulista fica na 6ª posição, com 56 pontos. Já o Coxa alcançou aos 31 pontos, mas permanece na 19ª posição.

Após uma etapa inicial movimentada, inclusive com gol anulado de Gabriel Menino por impedimento de Esteves na jogada, o Coritiba conseguiu achar o gol da vitória aos 42 minutos do segundo tempo. O responsável foi o lateral Jonathan, que acertou um chute colocado da entrada da área.

O time paulista foi muito prejudicado por jogar com um jogador a menos desde os 17 minutos da etapa final, quando o zagueiro Kuscevic foi expulso após lance com o atacante Osman.

Próximos compromissos

O Palmeiras volta a campo na próxima sexta-feira (19), quando faz clássico com o São Paulo no estádio do Morumbi válido pela 34ª rodada da competição. Já o Coritiba volta a atuar no sábado (20), quando mede forças com o Ceará no estádio Couto Pereira pela 37ª rodada.

Veja a classificação da Série A do Brasileiro.

Por Agência Brasil