Foto mostram em primeiro plano um semáforo de trânsito e, ao fundo, dois homens em bicicletas. É possível ver também imóveis da região e cones de sinalização perto da calçada. Imagem mostra minutos antes da abordagem.

Roubo de celular: suspeitos são presos com ajuda de monitoramento de Santos

Dois homens suspeitos de roubo de celular foram presos pela Polícia Militar de Santos após imagens do monitoramento da cidade localizar os dois perto da travessia da balsa, na Ponta da Praia. A ação aconteceu no fim de semana de Carnaval.

Segundo a Prefeitura, responsável pelas câmeras que vigiam a cidade, “após denúncia feita pelo 190, informando que havia dois indivíduos possivelmente armados trafegando de bicicleta nas proximidades da Avenida Mário Covas com o canal 5, os policiais começaram a busca pelos bandidos”, informa em nota.

Foto mostram em primeiro plano um semáforo de trânsito e, ao fundo, dois homens em bicicletas. É possível ver também imóveis da região e cones de sinalização perto da calçada. Imagem mostra minutos antes da abordagem.
(Pref. de Santos/Reprodução)

O sistema de Câmeras foi usado para identificar e acompanhar o deslocamento dos suspeitos. “As câmeras de monitoramento do Centro de Controle Operacional (CCO), da Prefeitura, acompanharam a movimentação da dupla e orientaram a ação da PM para localizá-los. As imagens mostraram que eles haviam entrado na travessia de ciclistas da balsa, sentido Guarujá, e estavam escondidos atrás de uma mureta de concreto”, afirma a nota.

As informações, repassadas aos policiais da região, permitiu que pms que fazem ronda à pé fizessem a abordagem. “Com eles, foram encontrados uma imitação de arma e um Iphone, que seria o produto de roubo”, completa.

Os suspeitos, que não tiveram o nome divulgado, foram levados para a delegacia e acabaram reconhecidos pela vítima. Os dois homens foram autuados em flagrante.

Criança com capuz aparece na moto, em iimagem de circuito interno, junto com dois assaltantes que estão sem capacete

Câmera grava dois assaltantes e uma criança roubando vítima

Dois homens em uma motocicleta acompanhados de uma criança assaltaram uma jovem, na tarde dessa quarta-feira, 27, nas proximidades de um abrigo no bairro Japiim, zona Sul de Manaus. Imagens de câmeras de segurança, obtidas com exclusividade pela REVISTA CENARIUM, mostram a ação.

Um funcionário da instituição, que prefere não ter a identidade revelada, relata que a vítima, de aproximadamente 19 anos, estava transitando na rua quando foi abordada pelos suspeitos, que tomaram seus pertences e fugiram do local.

“Não a conhecemos, nem sabemos se ela registrou boletim de ocorrência, mas o fato deixou ela bem nervosa”, disse o funcionário. Ele conta que estava dentro da instituição quando um outro colega viu a ação e os suspeitos realizando o assalto.

Criança com capuz aparece na moto, em iimagem de circuito interno, junto com dois assaltantes que estão sem capacete
(Circuito Interno/via Agência Cenarium)

“Ele estava do lado de fora aguardando um veículo por aplicativo. Foi quando ele se alarmou muito batendo no portão e, com medo, pedindo para que a gente abrisse para ele. E então, eu olhei as câmeras e vi o que tinha acontecido”, disse.

Ação recorrente

O funcionário acredita que a criança deva ter entre 8 a 10 anos. Ele conta também que ações nas proximidades são comuns. “Olha, a nossa área aqui é sim uma área perigosa. Há mais ou menos um ano, uma cuidadora nossa que estava no portão aguardando ele abrir foi assaltada. Tomaram tudo dela”, lembra.

O fato na área, infelizmente, não é isolado. “A gente tem alguns históricos aqui e temos muito medo. Há pouco tempo atrás, uma outra cuidadora quando saiu daqui no final do turno, por volta das 19h, foi alvejada no braço. Ela voltou e continua trabalhando conosco, mas ela combinou com uma das outras colegas de só utilizar transporte por aplicativo e só abre o portão com o carro aqui na frente. É muito perigoso”, finalizou.

Aguardando retorno

A reportagem procurou a Diretoria de Comunicação Social (DCS) da Polícia Militar do Amazonas (PMAM) e pediu esclarecimentos sobre a patrulha na área, mas até o fechamento desta matéria não obteve resposta.

Veja vídeo:

(Circuito Interno/via Agência Cenarium)

Crimes graves, como estupro e latrocínio, crescem em setembro

O estado de São Paulo terminou o mês de setembro com aumento dos casos de estupro e latrocínio – roubo seguido de morte –, na comparação com o mesmo mês do ano passado. Houve aumento também de roubos e furtos em geral. Já os casos e vítimas de homicídios dolosos – quando há intenção de matar – tiveram queda no período. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública do Estado.

O indicador de estupros aumentou de 1.038 em setembro de 2020 para 1.076 em setembro deste ano. Em relação aos latrocínios, os índices de ocorrências e de vítimas aumentaram de 15 para 22 e de 15 para 23, respectivamente.

As mortes intencionais caíram no mês passado, em comparação com o mesmo mês de 2020, passando de 238 casos para 226. A quantidade de vítimas desse crime também teve recuo no período, passou de 248 para 243. Com as variações, as taxas dos últimos 12 meses (de outubro de 2020 a setembro de 2021) caíram para 6,32 casos e 6,68 vítimas para cada grupo de 100 mil habitantes.

Os indicadores de roubos, assim como o de furtos, apresentaram crescimento no período. Os roubos em geral subiram de 15.225 para 19.359 e os furtos em geral foram de 30.571 para 42.722.

O indicador de roubos de veículos cresceu de 2.247 para 2.902. Os roubos de cargas também apresentaram alta, passando de 428 para 468 casos. Na modalidade de furtos de veículos, o total passou de 5.180 para 6.984.

O índice de roubo a banco permaneceu estável, com apenas uma ocorrência contabilizada. É a terceira vez que o indicador registra um caso em um mês de setembro.

No indicador de extorsão mediante sequestro, a queda foi de um caso. Foram dois boletins de ocorrência dessa natureza no mês passado, contra três registrados em setembro de 2020.

Por Agência Brasil

Você viu? Assaltantes fazem arrastão em rodovia do litoral

Uma dupla de assaltantes parou um carro na entrada da praia do Éden, no Morro do Sorocotuba, e rendeu as vítimas, fazendo elas deitarem no meio da via, na manhã da última terça-feira (12), feriado de Nossa Senhora Aparecida. O local é bastante frequentado por turistas e fica no Guarujá, litoral de São Paulo.

Na sequência, outro carro se aproximou e foi assaltado também. Uma mulher estava em um Peugeot vermelho e foi rendida. A dupla levou os pertences pessoais da vítima.

Foram registrados dois Boletins de Ocorrência à noite. A polícia investiga a região em busca dos criminosos.

Polícia Civil faz operação contra furto e roubo de celular na Capital

A Polícia Civil faz hoje (28) uma ação envolvendo mais de mil agentes contra o roubo de celulares na cidade de São Paulo. São 460 viaturas de oito delegacias seccionais e de grupos especiais, como o Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) e o Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope).

Os agentes fazem diligências em estabelecimentos que atuam na compra, venda, revenda e desmonte de aparelhos de telefone celular. A operação tem ainda o apoio da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

De acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo, os aparelhos de telecomunicação representam 26% dos objetos roubados no estado.

Por Agência Brasil

Mãe e filho ficam cinco horas reféns de bandidos

Avenida Zaki Narchi, onde mãe e filho foram encontrados (GoogleStreetView/Reprodução)

Bandidos fizeram mãe e o filho, de 13 anos, reféns por cinco horas na Vila Guilherme, zona norte de São Paulo. O crime só terminou com a chegada da Polícia Militar.

As vítimas foram rendidas no início da noite de ontem, quando saíam de casa. Dois assaltantes surgiram, um deles armado, e anunciaram o roubo, invadindo o veículo dos moradores.

Após recolher celulares e os cartões de crédito e bancário da motorista, 40 anos, eles a colocaram, assim como o adolescente, no banco de trás e passaram a circular pela região. Enquanto isso, após vários telefonemas sem resposta, o namorado da mulher decidiu pedir ajuda em uma base da Polícia Militar.

Enquanto um criminoso permaneceu com mãe e filho, o comparsa saiu para fazer compras e saques nas contas da vítima. Quando ele  retornou, os assaltantes seguiram para as imediações da Avenida Zaki Narchi, no Carandiru. 

Por volta de 23h, Pms viram o veículo estacionado, com quatro pessoas dentro, e decidiram fazer a abordagem. Mas, percebendo a aproximação da viatura, os ladrões desceram do carro e correram para o outro lado da avenida, onde sumiram pelas vielas ao lado da Avenida Zachi Narchi e ainda não foram identificados.

Mãe e filho foram encontrados dentro do carro, com os rostos cobertos pela máscara de proteção. Nenhum dos dois estava ferido, mas a mulher sofreu uma crise nervosa e precisou ser levada a um pronto-socorro.

*Com Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Foragido, assaltante atira em motorista de aplicativo durante assalto

Um homem foragido da justiça foi preso, no fim da noite de ontem (22), na Barra Funda, em São Paulo, após atirar em um motorista de aplicativo durante um assalto. O criminoso, de 23 anos, e dois comparsas abordaram a vítima na área de embarque e desembarque de passageiros no Terminal Rodoviário da Barra Funda.

O motorista de aplicativo estava dentro do carro quando foi abordado pelos assaltantes. Os bandidos recolheram o aparelho celular e objetos pessoais, e atiraram na vítima, atingindo o braço do motorista .

Enquanto o Samu fazia o socorro, um dos suspeitos foi abordado pela Polícia Militar. Ele tentou enganar os policiais, dizendo que havia sido vítima de uma tentativa de roubo, mas, ao ser revistado, a arma do crime foi encontrada.

Questionado, segundo os PMs, o suspeito confessou a participação no assalto ao motorista. Ele já tinha passagens por roubo e receptação, e estava foragido da Justiça desde dezembro, quando foi beneficiado pela saída temporária de Natal e não retornou à Penitenciária de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, onde cumpria pena.

*Com Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Policial é baleado durante assalto em ciclovia

Um policial civil foi baleado por assaltantes em uma ciclovia, na Vila Andrade, Zona Sul de São Paulo. Atingido no tórax, o investigador do Distrito Policial do Sacomã foi socorrido e está fora de perigo.

O crime aconteceu na noite de ontem (30), na Ponte Laguna, junto à pista sentido Interlagos da Marginal do Pinheiros, a poucos metros do Parque Burle Marx. Segundo a Polícia Militar, o policial estava correndo na ciclovia da ponte quando foi abordado por dois bandidos, um deles armado. 

Os ladrões, que também trajavam roupas esportivas, anunciaram o assalto. O investigador, que estava armado, reagiu, mas acabou baleado.

Os assaltantes fugiram, aparentemente ilesos e sem levar nada. O investigador foi socorrido pelos Bombeiros e encaminhado ao Hospital Municipal do Campo Limpo, onde continua internado.

O delegado Antônio Sucupira Neto esteve no hospital e disse que a bala transfixou o tórax, mas não atingiu nenhum órgão vital. Policiais militares chegaram a fazer buscas, à procura dos bandidos, mas eles conseguiram escapar.

*Com Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Medalhas roubadas de Arthur Nory são abandonadas em lixeira

As medalhas que haviam sido roubadas do ginasta olímpico Arthur Nory, de 27 anos, foram encontradas pela Polícia Militar na noite desta terça-feira em Osasco, na Grande São Paulo.Os policiais foram acionados via rádio pelo COPOM, que recebeu denúncia.

A equipe foi até o local indicado, na Rua Teotônio Vilela, no Jardim Santa Maria, onde encontrou, em uma lixeira, uma caixa de sapatos e, em seu interior, as 33 medalhas pertencentes ao ginasta.Os objetos foram levados na madrugada da última sexta-feira, dia cinco, por ladrões que invadiram a residência dele, na Lapa de Baixo, Zona Oeste da Capital.

Apenas uma funcionária, de 64 anos, estava no imóvel e foi rendida por dois criminosos,  que levaram, além das medalhas, uma mochila, chaves e uma CNH.Arthur Nory foi comunicado imediatamente sobre o encontro do material e seguiu para a sede da Segunda Companhia do Décimo Quarto Batalhão da PM, no Jardim D’Abril, em Osasco.Após o reconhecimento de que se tratava realmente dos objetos roubados de sua casa, Nory acompanhou os PMs até o Quinto Distrito Policial de Osasco, onde foi registrado um boletim de ocorrência. Com as medalhas de volta, Arthur Nory se sentiu como que subindo de novo ao pódio.A Polícia Civil está analisando as imagens registradas pelas câmeras de segurança do imóvel para tentar identificar os criminosos.

Por Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan