Circuito mundial de surf é suspenso após casos de covid

Diretor-executivo da liga mundial, Erik Logan, testou positivo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A WSL (Liga Mundial de Surfe) anunciou no final da noite da última sexta-feira (11) que decidiu suspender a primeira etapa do Circuito Mundial de Surfe, o Billabong Pipe Masters, realizado na ilha de Oahu (Havaí). A decisão foi tomada após membros da equipe da entidade, entre elas o seu diretor-executivo, Erik Logan, testarem positivo para o novo coronavírus (covid-19).

“A WSL está comprometida em priorizar a segurança de atletas, funcionários e comunidade, acima de tudo, e está trabalhando de forma próxima e transparente com o Departamento de Saúde do Estado do Havaí para determinar o caminho a seguir”, diz a nota da Liga Mundial de Surfe.

Além disso, a entidade afirmou que “acredita que nenhum atleta tenha sido exposto” ao novo coronavírus.

Brasileiros

O Billabong Pipe Masters começou na última quarta-feira (9), com 11 brasileiros caindo na água. Deles, oito se garantiram na terceira fase: Filipe Toledo, Yaho Dora, Miguel Pupo, Caio Ibelli, Jadson André, Deivid Silva e os campeões mundiais Gabriel Medina (2014 e 2018) e Ítalo Ferreira (2019).

Por Agência Brasil

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas