Irã indicia dez oficiais após queda de Boeing

Acidente aéreo matou 185 pessoas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

No Irã, dez oficiais foram indiciados pela queda de um avião ucraniano que matou 185 pessoas em janeiro de 2020. O anúncio foi feito nesta terça-feira (6) pelo promotor militar de Teerã Gholamabbas Torki.

O relatório final da queda, que apontava erro humano, mas não responsabilizava ninguém pelo acidente, foi duramente criticado. Os nomes dos acusados não foram divulgados.

Em janeiro do ano passado, uma aeronave Boeing 737 caiu após sair do aeroporto da capital do Irã. Entre os nove tripulantes e os 176 passageiros, nenhuma pessoa que estava a bordo sobreviveu. 

A tragédia se deu poucas horas após o país ter disparado mísseis em bases americanas, como resposta à morte do general Qassem Soleimani. Dias após a queda, o governo iraniano reconheceu que a Guarda Revolucionáriaderrubou o avião por engano.

Por Tv Cultura

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas