Bombeiros buscam avião que desapareceu no mar entre Ubatuba e Paraty

Parte do barco usado para buscas ao avião com o mar ao fundo.

O Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo, em conjunto com a Marinha e a Capitania dos Portos, está realizando as buscas de três pessoas que estavam em avião bimotor que caiu em mar aberto entre as cidades de Ubatuba, no litoral norte de São Paulo, e Paraty, no litoral do Rio de Janeiro.

O voo saiu às 20h30 do Aeroporto dos Amarais, em Campinas, e pousaria no Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. No início da manhã, a Força Aérea Brasileira (FAB) localizou destroços que podem ser do avião.

Segundo as informações, a queda teria ocorrido por volta das 21h de ontem (25).

O Corpo de Bombeiros de São Paulo informou que recebeu o chamado do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro à 1h20 informando sobre a queda da aeronave e, em seguida, de parentes do piloto que relataram problemas com o avião. Além do piloto, estavam no avião mais um tripulante e um passageiro.

por Agência Brasil

Piloto e copiloto de Marília são velados hoje

Os velórios de Geraldo Marins de Medeiros Júnior e de Tarciso Pessoa Viana, piloto e copiloto mortos na queda do avião que também vitimou Marília Mendonça e outras duas pessoas, acontecem neste domingo (7).

A cantora, Abicieli Silveira (assessor e tio) e Henrique Ribeiro (produtor) tiveram seus corpos liberados pelo Instituto Médico Legal (IML) de Caratinga (MG) na manhã do último sábado (6), e receberam homenagens de tarde.

Geraldo tinha 56 anos, e teve sua cerimônia de despedida por volta das 8h em Brasília. Após a cremação, as cinzas do piloto serão levadas para o Piauí. Ele deixou esposa e três filhos, que prestaram homenagens ao pai.

(Reprodução/via TV Cultura)

Tarciso deixou dois filhos, além da esposa grávida. O copiloto de 37 anos será velado por volta das 11h.

Por TV Cultura

Filha do piloto de Marília Mendonça presta homenagem ao pai

Piloto Geraldo Medeiros Júnior ao lado da filha dentro da cabine de um avião
(Rede Social/via TV Cultura)

A filha de Geraldo Medeiros Júnior (56), piloto que faleceu na queda do avião que também vitimou Marília Mendonça na última sexta-feira (5), utilizou as redes sociais para prestar uma homenagem ao pai.

Junto com diversas fotos, Vitória Medeiros publicou um texto em sua conta no Instagram. “Te amo tanto. Fica com Deus. Estamos juntos”, escreveu. Além do piloto e da cantora, morreram o copiloto Tarcíso Pessoa Viana, o assessor da sertaneja Abicieli Silveira Dias Filho e o produtor Henrique Ribeiro.

“Obrigada por vir se despedir me mim de uma forma inefável. Boa. O senhor fez tudo. Sua presença é ilustre. Meu herói. Amor da minha vida. A morte é só uma passagem”, completou.

Vitória conclui que “seu abraço é o melhor e mais cheiroso do mundo, sou infinitamente grata por ter permanecido no seu abraço e aproveitado de cada um, muito, nos últimos três meses, e eu nem imaginava o que ia acontecer. Já está fazendo imensa falta.”

Por TV Cultura

Empresa de energia diz que fios atingidos por avião com Marília seguem normas técnicas

investigadores do Cenipa analisam avião caído sobre pedras
investigadores do Cenipa analisam avião caído sobre pedras
(FAB/via Fotos Públicas)

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) divulgou hoje (6) um comunicado com o objetivo de esclarecer questões relacionadas à linha de distribuição atingida pela aeronave que transportava a cantora sertaneja Marília Mendonça até Caratinga (MG). O contato teria ocorrido antes da queda, segundo informou a própria estatal mineira ontem (5) após o acidente.

“A linha de distribuição atingida pela aeronave prefixo PT-ONJ, no trágico acidente de ontem, está fora da zona de proteção do Aeródromo de Caratinga, nos termos de Portaria específica do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), do Comando da Aeronáutica Brasileiro. Reiteramos que a Cemig segue rigorosamente as Normas Técnicas Brasileiras e a regulamentação em vigor em todos os seus projetos. As investigações das autoridades competentes irão esclarecer as causas do acidente. A Companhia novamente lamenta esse trágico incidente e se solidariza com parentes e amigos das vítimas”, diz o texto divulgado hoje.

Os cinco tripulantes da aeronave morreram. Além de Marília Mendonça, viajavam seu tio e assessor Abicieli Silveira Dias Filho, seu produtor Henrique Ribeiro, o piloto Geraldo Martins de Medeiros e o co-piloto Tarciso Pessoa Viana. O avião bimotor de pequeno porte, do modelo Beech Aircraft, caiu nas pedras de uma cachoeira no distrito de Piedade de Caratinga, no município de Caratinga. O velório da artista ocorre nesta tarde (6), em Goiânia. São esperados cerca de 100 mil fãs.

Hoje, mais cedo, o policial civil e delegado regional de Caratinga, Ivan Sales, comentou as informações divulgadas pela Cemig. Ele pontuou que, morando há 28 anos na cidade, não tem conhecimento de reclamações sobre problemas com a fiação elétrica. “Nunca ouvi nenhum comentário de piloto amigo ou de proprietário de avião nesse sentido. O que eu sei e podemos afirmar é que o aeroporto não é balizar, então, por isso, não opera em horário noturno e com condições climáticas não favoráveis.”

Um inquérito foi aberto hoje (6) pela Polícia Civil para apurar as causas do acidente. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), órgão do Comando da Aeronáutica, também foi acionado e uma equipe saiu ontem do Rio de Janeiro para periciar o local da queda. A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) afirma que a aeronave estava em situação regular e tinha autorização para fazer táxi aéreo.

“A equipe da Cenipa já chegou em Caratinga. Uma equipe da Polícia Civil, composta por um delegado e um perito, vai acompanhá-la. Eu e o inspetor vamos nos deslocar ao local do acidente para dar continuidade às investigações”, acrescentou o delegado Sales, hoje pela manhã.

O Corpo de Bombeiros também informou, em nota, que continua trabalhando. Uma equipe voltou ao local do acidente. “Os bombeiros de Minas estão atuando no resgate dos bens dos passageiros que estavam à bordo. Os esforços também estão voltados para a manutenção da estabilidade da aeronave, uma vez que o bimotor encontra-se próximo do curso d’água e podem ocorrer movimentações caso o nível das águas se elevem.”

Por Agência Brasil

Divulgados nomes das vítimas do acidente que matou Marília Mendonça

Policial civil observa trabalho dos bombeiros para socorrer vítimas que estavam dentro da aeronave

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais confirmou na tarde de hoje (5) que a cantora Marília Mendonça está entre os mortos na queda de um avião de pequeno porte no distrito de Piedade de Caratinga, no município de Caratinga (MG).

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5) ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”, diz nota divulgada pela corporação.

Em nota, a assessoria da cantora informou que também morreram no acidente o produtor Henrique Ribeiro, o tio e assessor de Marília Mendonça, Abicieli Silveira Dias Filho, o piloto e o copiloto da aeronave.

Policial civil observa trabalho dos bombeiros para socorrer vítimas que estavam dentro da aeronave
(Polícia Civil de MG/via Agência Brasil)

“O avião decolou de Goiânia com destino a Caratinga/MG, onde Marília teria uma apresentação esta noite”, informou a assessoria da cantora, que colecionava vários sucessos musicais e era conhecida como Rainha da Sofrência.

Segundo a Polícia Civil de Minas Gerais, dois corpos já foram removidos para a realização de necropsia.

Por Agência Brasil

Marília Mendonça morre após queda de avião

Avião de Marília Mendonça cercado por bombeiros e socorristas sobre uma cachoeira
Avião de Marília Mendonça cercado por bombeiros e socorristas sobre uma cachoeira
(Reprodução)

A cantora Marília Mendonça morreu após a queda do avião em que viajava em Minas Gerais. O Corpo de Bombeiros do Estado divulgou nota dizendo que a cantora está entre as vítimas fatais.

A cantora tinha 26 anos e faria show no fim de semana em Minas.

Leia a nota divulgada pelos Bombeiros:

“O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais informa que nesta sexta (5), ocorreu a queda de uma aeronave de pequeno porte, modelo Beech Aircraft, na zona rural de Piedade de Caratinga. O CBMMG confirma que a aeronave transportava a cantora Marília Mendonça e que ela está entre as vítimas fatais”.

Avião de Marília Mendonça cai em Minas Gerais

Marília Mendonça posa para foto
Marília Mendonça, cantora e compositora (Rede social)

O avião em que viajava a cantora Marília Mendonça e mais três pessoas caiu, em Serra de Caratinga, em Minas Gerais, hoje (5). A queda da aeronave aconteceu em uma região de cachoeira.

As primeiras informações, segundo a Globo News apurou com a assessoria da cantora, foram resgatadas quatro pessoas com vida. Todas foram levadas para o hospital.

O local da queda é de difícil acesso. Bombeiros usam cordas para acessar o local e retirar as vítimas.

Avião de Marília Mendonça cercado por bombeiros e socorristas sobre uma cachoeira
(Reprodução)

Marília postou um vídeo nas redes sociais anunciando que estava a caminho de Minas Gerais para show.

Acionista da Cosan, esposa e três filhos morrem no acidente aéreo de Piracicaba

Celso Silveira Mello Filho, acionista da Cosan (Câmara de Piracicaba/via Jornal de Piracicaba)

O empresário Celso Silveira Mello Filho, a esposa Maria Luiza Meneghel, e seus três filhos (Celso, Fernando e Camila) estão entre as vítimas da queda de um avião de pequeno porte, em Piracicaba, no interior de São Paulo, na manhã de hoje (14). Além deles, também morreram o piloto Celso Elias Carloni e o co-piloto Giovani Gulo. As informações foram confirmadas pela empresa Cosan, da qual Mello Filho era acionista.

A aeronave executiva, modelo King Air 360, caiu em uma área de vegetação em Piracicaba, por volta das 9h e provocou um incêndio no local. De acordo com o Corpo de Bombeiros todas as vítimas morreram carbonizadas.

Além de acionista da Cosa, Mello Filho era irmão do presidente do Conselho de Administração da companhia, Rubens Ometto Silveira Mello. O grupo Cosan atua nos setores de agronegócio, distribuição de combustíveis e de gás natural e de lubrificantes e logística.

Por Agência Brasil

Avião bimotor cai após decolagem e mata sete pessoas

(Corpo de Bombeiros/Reprodução)

Um avião bimotor, modelo King Air, caiu em Piracicaba, interior de São Paulo, logo após decolar, na manhã de hoje (14). Segundo o corpo de bombeiros, o número de vítimas no acidente aéreo subiu para sete. Não há sobreviventes.

Após a queda, a aeronave explodiu e um incêndio se iniciou no local. Informações não confirmadas indicam que à bordo estavam funcionários de uma empresa multinacional ligada ao agronegócio e à energia.