Acionista da Cosan, esposa e três filhos morrem no acidente aéreo de Piracicaba

Celso Silveira Mello Filho, acionista da Cosan (Câmara de Piracicaba/via Jornal de Piracicaba)

O empresário Celso Silveira Mello Filho, a esposa Maria Luiza Meneghel, e seus três filhos (Celso, Fernando e Camila) estão entre as vítimas da queda de um avião de pequeno porte, em Piracicaba, no interior de São Paulo, na manhã de hoje (14). Além deles, também morreram o piloto Celso Elias Carloni e o co-piloto Giovani Gulo. As informações foram confirmadas pela empresa Cosan, da qual Mello Filho era acionista.

A aeronave executiva, modelo King Air 360, caiu em uma área de vegetação em Piracicaba, por volta das 9h e provocou um incêndio no local. De acordo com o Corpo de Bombeiros todas as vítimas morreram carbonizadas.

Além de acionista da Cosa, Mello Filho era irmão do presidente do Conselho de Administração da companhia, Rubens Ometto Silveira Mello. O grupo Cosan atua nos setores de agronegócio, distribuição de combustíveis e de gás natural e de lubrificantes e logística.

Por Agência Brasil

Avião bimotor cai após decolagem e mata sete pessoas

(Corpo de Bombeiros/Reprodução)

Um avião bimotor, modelo King Air, caiu em Piracicaba, interior de São Paulo, logo após decolar, na manhã de hoje (14). Segundo o corpo de bombeiros, o número de vítimas no acidente aéreo subiu para sete. Não há sobreviventes.

Após a queda, a aeronave explodiu e um incêndio se iniciou no local. Informações não confirmadas indicam que à bordo estavam funcionários de uma empresa multinacional ligada ao agronegócio e à energia.

Helicóptero cai no Campo de Marte

(Record TV/Reprodução)

Um helicóptero caiu, por volta das 13h50 de hoje (3), próximo ao Campo de Marte, na zona norte da capital paulista.

Segundo o Corpo dos Bombeiros, duas vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Até o momento, não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

O acidente ocorreu na Avenida Santos Dumont, perto do número 1979. Quatro viaturas do Corpo de Bombeiros estão atendendo a ocorrência.

Por Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil 

Jatinho cai perto da pista do aeroporto da Pampulha

Aeronave caiu dentro dos limites do aeroporto (Corpo de Bombeiros/Reprodução)

Um avião de pequeno porte caiu hoje (20) no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, as causas, até o momento, apontam para um problema na abertura do trem de pouso da aeronave. O avião saiu da pista após o pouso de um voo de teste.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, três pessoas estavam a bordo. Uma vítima já está fora do avião e teve escoriações. Outras duas continuam na aeronave. Os bombeiros estão tentando acessar a parte frontal da aeronave para retirá-las da estrutura.

De acordo com a Infraero, a pista de pouso e decolagem do aeroporto ficou interditada entre 13h55 e 14h29. O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) foi acionado e está investigando o acidente.

Irã indicia dez oficiais após queda de Boeing

No Irã, dez oficiais foram indiciados pela queda de um avião ucraniano que matou 185 pessoas em janeiro de 2020. O anúncio foi feito nesta terça-feira (6) pelo promotor militar de Teerã Gholamabbas Torki.

O relatório final da queda, que apontava erro humano, mas não responsabilizava ninguém pelo acidente, foi duramente criticado. Os nomes dos acusados não foram divulgados.

Em janeiro do ano passado, uma aeronave Boeing 737 caiu após sair do aeroporto da capital do Irã. Entre os nove tripulantes e os 176 passageiros, nenhuma pessoa que estava a bordo sobreviveu. 

A tragédia se deu poucas horas após o país ter disparado mísseis em bases americanas, como resposta à morte do general Qassem Soleimani. Dias após a queda, o governo iraniano reconheceu que a Guarda Revolucionáriaderrubou o avião por engano.

Por Tv Cultura

Queda de avião mata quatro jogadores do Palmas

(Reprodução)

A queda de um avião de pequeno porte na manhã de hoje (24), no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional, no Tocantins, matou quatro jogadores de futebol do time Palmas Futebol e Regatas. A queda, segundo informações da imprensa local, aconteceu por volta de 8h. O jato particular seguiria para Goiânia, Goiás, onde os jogadores participariam de uma partida contra o Vila Nova.

O acidente aconteceu logo após a decolagem. O avião caiu no fim da pista, explodindo na sequência. Não houve sobreviventes.

Morreram o piloto, que teve apenas o primeiro nome divulgado, Wagner, o presidente do clube, Lucas Meira, e os quatro jogadores: Lucas Praxedes, Guilherme Noé, Ranule e Marcus Molinari.

Times brasileiros divulgaram notas de pesar pelo acidente.

https://twitter.com/FortalezaEC/status/1353349531249864705

Corpos e destroços de avião são encontrados na Indonésia

As autoridades indonésias dizem ter encontrado o local onde caiu o Boeing 737, com 62 pessoas a bordo, após terem detectado um sinal proveniente do aparelho e localizado as caixas pretas da aeronave. Mergulhadores já encontraram objetos e partes de corpos no local.

“Localizamos a posição das [duas] caixas pretas”, disse Soerjanto Tjahjanto, chefe do comitê de segurança que faz parte do Ministério dos Transportes da Indonésia.

Centenas de funcionários dos serviços de socorro, da Marinha, quatro aviões e mais de uma dezena de navios com mergulhadores estão agora no mar à procura dos destroços. As autoridades esperam que “não demore muito tempo”.

Um navio da Marinha “detectou um sinal do aparelho (…) e uma equipa de mergulhadores desceu e encontrou destroços e peças com números de identificação da aeronave, entre outros”, disse o comandante das Forças Armadas indonésias, Hadi Tjahjanto, citado em um comunicado do Ministério dos Transportes.

A polícia indonésia tinha já anunciado que investigadores analisam objetos que se acredita serem destroços do avião, incluindo uma roda e aquilo que dizem ser parte da fuselagem da aeronave.

Segundo um porta-voz da polícia de Jacarta, foram já recolhidos dois sacos de objetos por parte da equipe de busca e resgate.

“O primeiro saco possuía pertences dos passageiros e o outro saco continha partes de corpos”, adiantou Yusri Yunus à estação Mero TV. “Ainda estamos identificando estas descobertas”.

Três mil metros em menos de um minuto

O avião da companhia aérea Sriwijaya Air transportava 62 pessoas de Jacarta até Pontianak e perdeu o contato com os controladores aéreos no sábado, pouco depois das 14h30 (4h30 em Brasília) e cerca de quatro minutos depois de ter levantado voo.

O Flightradar24, site que disponibiliza a localização de aviões do mundo todo em tempo real, disse em sua conta de Twitter que o voo SJ182 “perdeu mais de dez mil pés de altitude (mais de três mil metros) em menos de um minuto, cerca de quatro minutos depois de partir de Jacarta”. Até ao momento, as autoridades não avançaram qualquer pormenor sobre as possíveis causas do acidente.

A aeronave decolou com atraso de 30 minutos devido a chuva intensa para um voo estimado em 90 minutos, com 50 passageiros – incluindo sete crianças e três bebês – e 12 tripulantes, todos indonésios, disseram as autoridades.

“Tenho quatro membros da minha família nesse voo – a minha mulher e os meus três filhos” disse aos jornalistas Yaman Zai, um dos familiares de passageiros da aeronave que espera por notícias no aeroporto de Jacarta. “A minha mulher enviou-me hoje uma fotografia do nosso bebé. Como pode o meu coração não estar despedaçado?”, lamentou entre lágrimas.

O avião, que opera há 26 anos, era um Boeing 737. Não pertencia, porém, à nova geração dos Boeing 737 MAX, o modelo que em outubro de 2018 caiu no mar de Java, cerca de 12 minutos apór ter levantado voo, matando todas as 189 pessoas a bordo.

Por RTP

Queda de avião de pequeno porte mata família

(Reprodução)

Um avião de pequeno porte caiu hoje (28) em uma área rural entre as cidades de Roncador e Mato Rico, no Paraná. Quatro pessoas de uma mesma família (pai, mãe e duas filhas) morreram com a queda do avião. O avião era pilotado pelo pai, o empresário Valdecy Cruzeiro.

Segundo informações locais, o avião vinha da cidade de Goioerê, distante cerca de 158 km de Mato Rico, mas o destino não é conhecido. O acidente ocorreu por volta das 8h da manhã de hoje.

O avião monomotor, um Cessna, foi fabricado em 1974 e adquirido por Valdecy Cruzeiro em setembro deste ano. Segundo o Registro Aeronáutico Brasileiro, estava em situação normal de aeronavegabilidade.

As causas do acidente ainda serão investigadas.

A PM do Paraná  disse que há muita dificuldade para obter informações sobre o acidente porque foi em uma área rural, onde quase não há sinal de celular.

Vítima postou vídeo em uma rede social ao embarcar (Reprodução)

Por Elaine Patrícia Cruz, da Agência Brasil

Avião que caiu na Braz Leme decolou de Ubatuba

(Corpo de Bombeiros/Reprodução)

O avião que caiu na avenida Braz Leme, zona norte de São Paulo, no começo da noite de hoje (8), decolou de Ubatuba, litoral norte do Estado, e tinha como destino o aeroporto Campo de Marte, na Capital. Segundo a torre de controle do Aeroporto de Congonhas, na zona sul, o piloto, que morreu no acidente, relatou uma pane no motor.

A aeronave teria tentado um pouso de emergência na pista do Campo de Marte, mas voltou a subir, em procedimento chamado de arremeter. O avião não conseguiu ganhar altitude e atingiu árvores na Avenida Braz Leme e caiu sobre parte da via, sentido bairro, e da calçada.

Apesar do movimento na avenida no fim da tarde, nenhum pedestre ou veículo foi atingido. A aeronave explodiu ao cair e o fogo foi controlado por mais de 20 bombeiros enviados ao local.

(Reprodução)

De acordo com a Aeronáutica, a aeronave acidentada tinha matrícula PR-OFI. Segundo o órgão, investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, órgão regional do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), foram acionados para realizar a investigação inicial da ocorrência.

No site da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião consta como propriedade de Renato Kazakevic. A aeronave é da fabricante Beech Aircraft, produzido em 1975, e contava com dois motores. Era registrada para executar serviço aéreo privado.

(Redes sociais/Reprodução)

*Com informações da Agência Brasil