Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

‘Lavanderia social’ vai lavar roupa de pessoas de situação de rua

Roupas doadas pela comunidade serão coletadas em praças e encaminhadas para lavanderias (Leon Rodrigues/Prefeitura de São Paulo/Reprodução)

A Prefeitura de São Paulo lançou nesta segunda-feira (12), na praça Cidade de Milão, Zona Sul da capital, o programa Lavanderia Social. A ação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SMADS), em parceria com o R.O.P.A – Repasse Outra para Alguém, e prevê o engajamento de diferentes esferas da sociedade na arrecadação e lavagem de roupas para pessoas em situação de rua ao longo de todo o ano, e não apenas no inverno, quando acontece a campanha do agasalho.



“A maioria da população em situação de rua quer trabalhar, e muitas vezes, por não ter peças de roupa limpas, evita ir a entrevistas de emprego. Além disso, a população se mobiliza no período de inverno para doar roupas, mas esquece de que as pessoas precisam de doações o ano todo”, explica o secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Filipe Sabará.

Para operacionalizar o processo, a Prefeitura disponibilizará 200 coletores em diversos locais públicos de São Paulo, para a população efetuar doações contínuas de trajes em bom estado de conservação.

Após a coleta, as roupas doadas serão destinadas a lavanderias privadas, parceiras do programa por meio do Sindicato Intermunicipal de Lavanderias no Estado de São Paulo (Sindilav), que cuidarão da higienização dos donativos, sem custos para os cofres públicos. Posteriormente as roupas serão distribuídas pela Prefeitura nos 104 Centros de Acolhimento da capital, que juntos disponibilizam cerca de 18 mil vagas diárias.

(Leon Rodrigues/Prefeitura de São Paulo/Reprodução)

Pioneira no Brasil, a ação conjunta entre poder público e privado fortalece a política de proporcionar autonomia para essa população, integrando empresas privadas engajadas com a responsabilidade social que oferecerem empregos através do Trabalho Novo. O programa já realizou mais de 2,5 mil contratações nessa condição no último ano.

Em fase de implantação, a próxima etapa ocorre em dezembro com a previsão de instalação de 26 coletores (relação abaixo), até chegar aos 200.

Pontos de coleta

  • Praça Vinicius de Moraes
  • Parque do Piqueri
  • Parque Zilda Natel
  • Parque Trianon
  • Parque da Independência
  • Parque Cidade de Toronto
  • Parque Alfredo Volpi
  • Parque Chácara do Jockey
  • Parque Raposo Tavares
  • Parque Colina de São Francisco
  • Parque do Povo
  • Largo da Batata
  • Praça Ayrton Senna do Brasil
  • Praça Cidade de Milão
  • Praça Pereira Coutinho
  • Praça Vitor Civita
  • Praça Panamericana
  • Parque Aclimação
  • Parque Buenos Aires
  • Parque Ibirapuera
  • Parque do Chuvisco
  • Parque Mario Covas
  • Praça Portugal
  • Praça Oswaldo Cruz
  • Praça Três Torres
  • Praça Deputado Dario de Barros

Deixe seu comentário

avatar
  Se inscrever  
Notificação de
1
×
Fale agora com nossa equipe!