Brasil

Motoristas de aplicativos prometem greve em todo país contra Uber e 99

Motoristas de aplicativos planejam uma paralisação nacional no dia 15 de maio em protesto contra as duas principais plataformas de mobilidade urbana do país, a Uber e a 99. A ação visa reivindicar valores mínimos para as corridas e um desconto máximo de 20% nas tarifas, além de melhores condições de trabalho. A paralisação foi convocada por meio de redes sociais, e motoristas em 16 estados já confirmaram participação.

Além da paralisação, os organizadores do movimento também planejam carreatas até a frente das sedes da Uber e 99 distribuídas por todo o país. O objetivo é pressionar as empresas a atender as demandas dos motoristas e oferecer melhores condições de trabalho e remuneração.

Uma das principais reivindicações dos motoristas é um valor mínimo de R$ 10,00 para corridas de até três quilômetros e R$ 2,00 por quilômetro rodado, o que garantiria um ganho mínimo razoável. Os motoristas também querem um desconto máximo de 20% nas tarifas para que suas remunerações não sejam tão impactadas.

Os organizadores do protesto afirmam que as empresas cobram até 60% do valor das corridas, deixando os motoristas com pouca margem de lucro. Segundo relatos nas redes sociais, os motoristas estão preocupados com a precarização das condições de trabalho e falta de uma remuneração justa.

Siga nosso canal no Whatsapp

O movimento também está atento às discussões sobre a regulamentação do trabalho por aplicativos no Brasil. A intenção é que um ganho mínimo seja garantido para os motoristas, para que eles não paguem para trabalhar.

No Rio de Janeiro, por exemplo, as lideranças do movimento planejam uma carreata pela orla da cidade, partindo do Aeroporto Santos Dumont em direção às sedes da Uber e da 99. A expectativa é que o maior número possível de carreatas seja organizado, além da paralisação dos aplicativos por 24 horas em todo país.

Há 15 dias, outro movimento já havia sido organizado e lideranças entregaram uma carta de reivindicações para Uber e 99, mas até o momento ainda não houve resposta. Contudo, a expectativa é que a paralisação do dia 15 de maio tenha mais impacto e consiga fazer as empresas repensarem suas políticas.

Mais artigos desta categoria

Botão Voltar ao topo
Fechar

Bloqueador de anúncios

Não bloqueie os anúncios