Motoristas e cobradores suspendem manifestação

Categoria manteve estado de greve por reajuste salarial, dentre outras reivindicações

Motoristas e cobradores de ônibus de São Paulo suspenderam as manifestações marcadas para a tarde desta quarta-feira (25). A decisão aconteceu após a Justiça do Trabalho conceder uma liminar que prevê multa diária de R$ 50 mil em caso de paralisação.

Diante da decisão, o Sidmotoristas, sindicato que representa a categoria, afirmou que não haverá atos, mas manterá o “estado de greve”.

Motoristas e cobradores com os braços para o alto durante votação sobre manifestação. Todos estão dentro de um auditório.
Motoristas e cobradores durante reunião no Sindmotoristas (Sindmotoristas/Reprodução)

Uma nova reunião entre empresários e o poder público deverá acontecer amanhã para a discussão da contraproposta a ser apresentada aos trabalhadores. A principal reivindicação é o reajuste salarial de 12,47%, taxa semelhante a inflação do ano passado, mais um aumento real.

O plano dos motoristas e cobradores eram realizar atos pela capital paulista na tarde de hoje, e operar com 80% da frota nos horários de pico e 60% nos outros períodos.

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.