Parque Augusta é inaugurado e homenageia Bruno Covas

Parque Augusta tem 23 mil metros quadrados, com investimento de R$ 11 milhões
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A Prefeitura de São Paulo inaugurou na manhã deste sábado (6) o Parque Municipal Augusta “Prefeito Bruno Covas”. O local, que conta com área de 23 mil m²,  está localizado em um quarteirão entre as ruas Augusta, Consolação, Caio Prado e Marquês de Paranaguá. É administrado pela Subprefeitura da Sé.

“Hoje, com a inauguração do Parque Augusta Prefeito Bruno Covas, a cidade passa a contar com 111 parques”, declarou o prefeito Ricardo Nunes, em nota.

Para a implantação do parque foram investidos cerca de R$ 11 milhões pelas construtoras Setin e Cyrela. O terreno pertencia à ambas até 2019, que fizeram acordo com a Prefeitura por meio de uma mediação do Ministério Público. Ambas poderão construir empreendimentos na cidade.

Arvores do Parque Augusta Prefeito Bruno Covas e o sol brilhando atrás dos prédios

O projeto do Parque Municipal Augusta “Prefeito Bruno Covas” foi pensado de acordo com o Plano Diretor, que determina uma Taxa de Permeabilidade mínima de 90%, ou seja, somente 10% da área do parque pode ser impermeabilizada.

Estrutura

Totalmente acessível, a área conta com caminhos para passeios, playground inclusivo, cachorródromo, equipamentos de ginástica e uma academia de terceira idade. Sanitários públicos, arquibancada e deck elevado também fazem integram o  conjunto, que ainda tem áreas de manejo e compostagem, assim como uma estrutura de serviços e apoio para a administração.

Lá também foi feito o restauro da Casa das Araras e do Portal – que são tombados. Até meados dos anos 1970 o local abrigou um palacete e uma escola.

Durante a cerimônia o secretário do Verde e Meio Ambiente, Eduardo Castro, ressaltou a riqueza da fauna e da flora do novo parque.

“Estamos entregando para a cidade de São Paulo um mobiliário muito importante, com 23 mil m². Conta com arborização rica, fauna e flora muito ricas, no coração da capital. A inauguração de hoje é mais uma de tantas iniciativas desta gestão. Sou muito grato ao prefeito Bruno Covas pela entrega deste parque hoje”, ressaltou.

O filho de Bruno Covas, Tomas Covas, esteve no evento e recordou que o meio ambiente sempre foi uma causa defendida por ele.

“Este parque representa muito meu pai., que lutou bravamente para que fosse inaugurado. Representa também o verde e o meio ambiente, que sempre foram muito defendidos por ele desde quando era secretário do Meio Ambiente”, explicou.

Aves silvestres

Foram registradas 21 espécies de aves silvestres no Parque Augusta: nenhuma ameaçada de extinção. No entanto, houve o registro de três espécies que podem vir a entrar em risco devido ao intenso tráfico a que são expostas. São o beija-flor-tesoura, o carcará e o periquito-rico.

Em relação à flora do local há um bosque heterogêneo, com espécies arbóreas nativas e predominantemente exóticas como aglaia, falsa-seringueira e jacarandá-mimoso; frutíferas como abacateiro mangueira, nespereira uva-japonesa e palmeiras como areca-bambu, palmeira-de-leque-da-china e palmeira-washingtonia.

Aprovado pelos munícipes

A nova área verde agradou a professora Carla Bessa, moradora de Santa Cecília, que foi prestigiar a inauguração acompanhada pelo Shih-tzu Chiquinho.

“Acho fundamental termos mais este parque na cidade. Demorou para ficar pronto, mas valeu a pena. Pretendo vir passear e trazer o Chiquinho para se divertir no cachorródromo”, contou.

Fazer exercícios e ler serão as atividades praticadas no Parque Augusta Prefeito Bruno Covas pelo arquiteto Bruno Simão que mora nas proximidades, na rua Santo Antônio. Ele se mudou para a região há cinco anos e, desde então, aguardava a abertura do local.

“Quero vir correr durante a semana,  caminhar e ler nos fins aos sábados e domingos que, com certeza serão dias muito concorridos por aqui”, disse.

Mãe da pequena Gabriela, de  5 anos, a secretária administrativa Silvana Tavares estava empolgada com o novo espaço, por ser uma oportunidade da filha interagir com outras crianças.

“Será ótimo. Quero trazê-la para tomar sol e fazer amigos”, afirmou.

 Obras paralisadas

A construção do Parque Augusta teve início em 2019, porém foram paralisadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), que identificou potencial arqueológico na área, com a hipótese de existir possíveis resquícios de antigos povos indígenas. Foi realizada uma prospecção e não foram encontrados quaisquer vestígios pré-coloniais, mas a presença de faianças finas, cerâmica, vidro e materiais construtivos da transição do século XIX para o XX.

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *