Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

MPF vai investigar Alexandre Frota e alguns seguidores dele

(Arquivo/Agência Brasil)

O Ministério Público Federal (MPF) abriu uma investigação para apurar ataques sofridos pela juíza Adriana Freinsleben de Zanetti. O deputado federal eleito, Alexandre Frota (PSL), usou as redes sociais para se manifestar após ser condenado pela juíza por ter publicado mentiras sobre o deputado federal Jean Wyllys (PSOL).

Segundo o site Congresso em Foco, o MPF apura o crime de injúria funcional. O ex-ator, condenado a picar papel em um fórum federal pelo período de 2 anos e 26 dias, disse, logo após a condenação, que Osasco, sede da segunda Vara Federal, era “reduto do PT”, sugerindo que a magistrada tem relação política com o Partido dos Trabalhadores.

Na representação para o MPF, a juíza pontua que recebeu centenas de ataques nas redes sociais, inclusive possíveis ameaças de estupro. A procuradoria federal vai pedir ao Facebook que identifique as pessoas responsáveis pelas publicações na rede social.

Além de picar papel, o ex-ator também terá que pagar 620 dias/multa, equivalente a 310 salários mínimos. Ele pretende recorrer da decisão.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1
Fale agora com nossa equipe!
Powered by