Greve no Metrô lota pontos de ônibus

Capital implementou esquema especial com mais ônibus nas ruas
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

As linhas 1-Azul, 2-Verde, 3-Vermelha do Metrô e a linha 15-Prata de monotrilho em São Paulo não devem ter operações normais nesta quarta-feira (19). Os paulistas amanheceram enfrentando pontos de ônibus cheios e aglomerações para embarcar. 

Em assembleia virtual realizada nesta terça-feira (18) pelo Sindicato dos Metroviários, a categoria decidiu iniciar uma greve. Foram 2.448 votos favoráveis à paralisação (77,42%). Os metroviários decidiram entrar em greve por reajustes salariais e de benefícios. 

As linhas 4 e 5, de operação privada, não param, como explicam as concessionárias em nota: “A ViaQuatro e a ViaMobilidade, concessionárias responsáveis pela operação e manutenção das linhas 4-Amarela e 5-Lilás do Metrô, respectivamente, informam que operarão normalmente nesta quarta-feira (19), das 4h40 à meia noite”, disseram.

Esquema especial

A São Paulo Transporte (SPTrans ) fez um esquema especial com 163 ônibus ligando estações do Metrô à região central. Desde às 4h desta quarta-feira está acionado o Paese (Plano de Atendimento entre Empresas em Situação de Emergência), contemplando a criação de seis linhas especiais que saem das estações do Metrô até a região central para atender os passageiros com uma frota total de 200 coletivos.

A SPTrans solicitou às concessionárias que aumentem o número de partidas em todos os horários e que mantenham em circulação a totalidade da frota ao longo de toda a operação, nos horários de pico da manhã, entrepico e pico da tarde. Além disso, algumas linhas que ligam os bairros às estações do Metrô farão o percurso dos bairros à região central.

 Por Ludmilla Souza – Repórter da Agência Brasil 

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas