Internações por covid-19 despencam e um quarto dos pacientes não se vacinou

Estudo mostra que necessidade de intubação é menor com avanço da vacinação
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

A quantidade de internações por covid-19 na cidade de São Paulo despencou cerca de 90%, segundo levantamento divulgado pela Secretaria Municipal da Saúde, que relaciona a queda ao avanço da vacinação. Enquanto no pico da pandemia, o município chegou a registrar mais de 500 internações por dia, entre 8 e 28 de setembro o número de pacientes que deram entrada em hospitais, por dia, caiu para 51.

Durante o período do levantamento, 1.082 pessoas com mais de 18 anos foram hospitalizadas, além de 105 menores de 18 anos, ainda sem o esquema vacinal completo, totalizando 1.187. Destes, 753 ocuparam um leito de enfermaria e 434 uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), informa nota da Prefeitura.

Entre os internados, 261 não estavam vacinados (excluindo os menores de 18 anos), o que representa um quarto do total dos pacientes. 

“A curva de internações começou a diminuir a partir de junho, período que coincide com o avanço da vacinação no município”, comenta Marilande Marcolin, secretária-executiva de Atenção Hospitalar.

Outro dado que chama a atenção no levantamento é que a maioria dos casos se concentra em pacientes com mais de 40 anos de idade, com maior incidência nos maiores de 60 anos. Nos casos em que os pacientes precisaram de uma UTI, também foi possível verificar a menor incidência de intubações.

“Isso reforça o planejamento da dose adicional para os maiores de 60 anos e a manutenção das medidas preventivas, com o uso de máscaras e a importância de uma boa higiene pessoal, com lavagem frequente das mãos e uso do álcool em gel”, disse Luiz Carlos Zamarco, secretário-adjunto da Secretaria Municipal da Saúde.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas