Obra do Metrô: rochas e concreto vão ser usados para fechar cratera

Equipes passaram a madrugada trabalhando no local

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) informou que decidiu, em conjunto com a prefeitura e a concessionária responsável pelas obras na linha 6 Laranja do Metrô, a Acciona, preencher com material rochoso e argamassa a cratera aberta ontem (1º) nas obras da linha na Marginal Tietê, realizadas pela concessionária.

“Após reunião dos técnicos da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, da  Sabesp, da Acciona e da prefeitura de São Paulo, ficou decidido pelo preenchimento do poço de ventilação, circulação e emergência (VSE Aquinos) com material rochoso e com argamassa na cratera que se abriu na marginal”, disse a Sabesp em informe.

Cratera aberta na obra do metrô do lado esquerdo, caminhão de concreto abaixo, e pista expressa da marginal, à direita, com carros passando.
Caminhão usado para lançar concreto estacionado na pista local da marginal antes do início dos trabalhos (Reprodução)

De acordo com a companhia, a intenção é estabilizar a cratera e os deslizamentos, visando posterior  recuperação da tubulação, da erosão e marginal. Bombas irão fazer o esgotamento do coletor de esgoto.

Na manhã de ontem, o rompimento de dutos de esgoto inundou o túnel do metrô em construção e desestabilizou o solo, causando o desmoronamento que atingiu a pista de rolamento local da Marginal Tietê, no sentido da rodovia Ayrton Senna. As causas do rompimento dos dutos ainda está sendo investigadas. A marginal está com apenas uma das suas três pistas abertas para o tráfego.

Você usa o Telegram?

Entre em nosso canal no Telegram e receba nossas atualizações de notícias direto no seu celular. Basta clicar aqui

Compartilhe notícia

Artigos Relacionados

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.