Vandalismo danifica, em média, 11 semáforos por dia

Danos aos semáforos cresceram 74% de janeiro a junho, diz CET.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O vandalismo danificou, em média, 11 semáforos por dia no primeiro semestre deste ano na Capital Paulista, revelam dados divulgados pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Segundo a Prefeitura de São Paulo, de janeiro a junho foram 2.017 ocorrências registradas.

(Arquivo/Fabio Arantes/Pref. de SP)

O município afirma que, por conta do isolamento social, furtos de fios e atos de vandalismo contra os equipamentos se tornaram mais frequentes. Trata-se de um aumento de 74% em relação ao mesmo período do ano de 2019, quando foram contabilizadas 1.157 ocorrências. 

Entre janeiro e junho, a Prefeitura reinstalou 182 quilômetros de fiação elétrica nos equipamentos alvos de dano ao patrimônio. É a distância aproximada entre São Paulo e a cidade de Aparecida, no interior paulista.

Os danos provocados por  vandalismo em um controlador pode afetar o funcionamento de até cinco cruzamentos semaforizados numa mesma região. A área central da cidade costuma concentrar o maior número de falhas por furto ou vandalismo.

Neste ano, entretanto, verificou-se um aumento significativo na Zona Leste. Vale ressaltar que a cidade de São Paulo tem o maior parque semafórico do País, com 6.567 cruzamentos e travessias com sinalização por semáforo.

Para minimizar o volume das ocorrências, a CET tem reinstalando controladores semafóricos em locais mais altos, além da concretagem e soldagem das tampas das caixas de passagem da fiação, bem como das janelas de inspeção das colunas semafóricas.

O município informou que a CET mantém conversas frequentes com a Secretaria de Segurança Pública, Polícias Civil e Militar e a Guarda Civil Metropolitana (GCM) para a adoção de medidas que combatam esse tipo de crime tão nocivo à cidade. A população pode ajudar. Ao flagrar um ato criminoso, denuncie pelo 190 ou 156.  

Locais recordistas de furtos em 2020:

– Av. Braz Leme
– Av. Abraão Ribeiro
– Av. Duque de Caxias
– R. da Consolação
– Av. do Estado
– Av. Inajar de Souza
– Av. Nagib Farah Maluf
– R. Norma Pieruccini Giannotti
– Av. Sapopemba
– Av. Oliveira Freire
– Estrada do Imperador

*Com informações da Prefeitura de São Paulo

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas