Coronel da PM é afastado após sugerir uso de “tanques”

Afastamento ocorre após reportagem do Estadão
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

O coronel da Polícia Militar do Estado de São Paulo Aleksander Lacerda foi afastado das funções, de forma preliminar, após reportagem mostrar que ele usava as redes sociais para sugerir “tanques” nas ruas. A decisão pelo afastamento por indisciplina é do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e foi anunciada na manhã de hoje (23) pelo jornal O Estado de São Paulo, que traz uma nota divulgada pela Polícia Militar.

Segundo o Estadão, este mês o coronel havia postado que “liberdade não se ganha, se toma. Dia 7/9 eu vou”. O oficial da PM também escreveu, segundo a reportagem, que “nenhum liberal de talco no bumbum” consegue “derrubar a hegemonia esquerdista no Brasil”. “Precisamos de um tanque, não de um carrinho de sorvete”.

Nas publicações, printadas pelo Estadão, há ainda críticas aos adversários do Presidente Jair Bolsonaro e também ataque o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes.

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Outras notícias

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas