Sinovac amplia fabricação da CoronaVac

Laboratório na China construiu mais uma linha de produção
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
(Zhang Yuwei/Xinhua)

A empresa farmacêutica chinesa Sinovac Biotech Ltd. está aumentando a produção da CoronaVac, uma vacina inativada contra a COVID-19, para garantir o fornecimento mundial, segundo Yin Weidong, presidente e diretor executivo da empresa.

“A Sinovac recebeu pedidos de vacinas do Brasil, Indonésia, Turquia, Chile e outros países e regiões, e estamos fazendo todo o possível para ampliar a capacidade de produção”, disse Yin em uma entrevista à Agência de Notícias Xinhua. “Esperamos que a vacina proteja mais pessoas em todo o mundo.”

A vacina Sinovac foi aprovada para uso emergencial em alguns países, incluindo China, Indonésia, Brasil e Chile, segundo Yin.

Yin acrescentou que a companhia construiu uma segunda linha de produção, que começará a operar em fevereiro, aumentando desta forma sua capacidade de produção anual para um bilhão de doses.

A Sinovac exportará produtos semi-acabados de vacinas para alguns países e ajudará a construir linhas locais de enchimento e empacotamento nos países importadores para melhorar a capacidade de produção e eficiência, disse Yin.

“Sobre a base de uma produção anual de um bilhão de doses, continuaremos ampliando a capacidade de produção. Enfrentamos as incertezas relacionadas com a pandemia do coronavírus e a demanda de vacinas, que não serão respondidas unicamente com o habitual modelo comercial de oferta e demanda. As vacinas são bens públicos e devemos assumir responsabilidades sociais”, disse Yin.

Por Xinhua

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas