Polícia prende suspeito de participar de execução

Crime aconteceu em São Paulo e foi gravado por câmeras de segurança.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp
Vítima é abordada após almoçar com a família (Reprodução)

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na tarde de ontem (31) um suspeito, 36 anos, de participar da execução de Francisco Fágner Alves da Silva, 36 anos, em frente a um bar na região do Parque Novo Mundo/Vila Maria, na zona norte de São Paulo. O crime foi gravado por câmeras de segurança de um prédio ao lado. A vítima foi surpreendida logo após sair do estabelecimento onde havia almoçado com a família.

Um carro parou ao lado, e um homem desembarcou. Armado com uma pistola, o desconhecido passou a disparar contra a cabeça de Francisco. O criminoso embarcou no veículo e fugiu.

Policiais militares foram acionados, mas encontraram a vítima já sem vida. Segundo a PM, Francisco levou cerca de 10 tiros.O caso foi registrado no Distrito Policial do Jaçanã.

Horas depois, o veículo usado no crime, um Honda Fit branco, foi parado pela PRF na praça de pedágio da Rodovia Fernão Dias, em Vargem, no Interior do Estado. O motorista disse aos policiais que estava indo para Belo Horizonte, para o aniversário da mãe de um amigo, e que o veículo teria sido emprestado por outro colega.

Em revista no celular do condutor, os agentes encontraram a cena da execução, compartilhada através de um aplicativo de troca de mensagens. O homem que conduzia o carro não era o mesmo que cometeu o crime,  mas não quis dar informações sobre seu envolvimento no caso. Ele foi conduzido ao DHPP e teve a prisão temporária decretada.

https://www.facebook.com/spagoraoficial/videos/1000884747030023/

*Com informações de Paulo Édson Fiore, da Jovem Pan

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas