Com feriado cancelado, alunos seguem com aulas esta semana

Rede estadual incluiu dias de folia no calendário escolar
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Com a decisão do Estado de suspender o feriado de Carnaval, os alunos da rede estadual seguem a rotina da volta às aulas, de segunda a sexta-feira, de forma remota, pelo Centro de Mídias de São Paulo, ou presencial, com no máximo 35% dos alunos matriculados e revezamento dos estudantes, seguindo todos os protocolos.

“No Centro de Mídias o aluno vai encontrar três aulas por dia de todos os componentes curriculares, ele pode interagir com o professor por vídeo ou mensagem. Para semana que vem teremos muitos conteúdos importantes que vão trabalhar temas como acolhimento, protocolos sanitários, uso de tecnologia e as habilidades previstas no currículo”, afirma Bruna Waitman, coordenadora do CMSP.

A suspensão do ponto facultativo no Carnaval já havia sido anunciada pelo governador João Doria em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes. A medida visa evitar que sejam feitas aglomerações nas datas que possam agravar situação da pandemia. Desta forma as escolas incluíram os dias 15, 16 e 17 no planejamento e cronograma para o ano letivo.

As aulas na rede estadual retornaram do dia 8 de fevereiro e cada unidade definiu a maneira que realizará o rodízio de alunos e suas atividades presenciais e remotas. A carga horária também poderá ser adaptada para o cumprimento das normas. Por isso é importante que pais, responsáveis ou alunos maiores de 18 anos entrem em contato com a sua escola para saber os dias e horários em que poderão ir presencialmente na unidade.

*Com Gov. do Estado de São Paulo

Compartilhe notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Veja também

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie!.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias relacionadas