Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Jovem que ganhou bolsa para estudar no Mackenzie é sequestrado e morto

Além da bolsa no Mackenzie, Mateus Oliveira foi efetivado na empresa em que foi aprendiz.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Mateus Oliveira, 17 anos, estava comendo pastel com um amigo quando foi abordado por um homem encapuzado e armado; corpo foi encontrado neste domingo (15/3)

Mateus tinha 17 anos e tinha acabado de ganhar uma bolsa para cursar Administração no Mackenzie (arquivo pessoal/via Ponte)

Eram por volta das 14h deste sábado (14/3), quando o estudante Mateus Gomes Oliveira, 17 anos, estava com um amigo na rua Manoel Antônio Pinto, conhecida como rua do Bega, na favela Paraisópolis, na zona sul da cidade de São Paulo. Em fevereiro, três jovens foram sequestrados e mortos no local.

Quando saiu da feira de rua onde estava comendo pastel com o amigo, Mateus foi sequestrado por um carro. Por volta das 11h deste domingo (15/3), um corpo foi encontrado na avenida Hebe Camargo e, segundo a polícia, foi reconhecido como sendo Mateus. 

Última foto publicada por Mateus minutos antes de ser sequestrado
(arquivo pessoal/via Ponte)

Mateus vivia para estudar, como contou à Ponte um parente que pediu para não ser identificado por medo. Morador do Jardim Irene, no Capão Redondo, no extremo sul de SP, o jovem era bolsista do Colégio Visconde de Porto Seguro, no Morumbi. 

Tinha acabado de ser efetivado na empresa onde trabalhou como jovem aprendiz e recebido a notícia de que ganhara uma bolsa para cursar Administração na Faculdade Mackenzie.

Segundo relatos de moradores aos familiares, Mateus foi abordado por um carro, um Honda Civic branco, que subiu a rua Rua Ernest Renan em velocidade normal. 

Um homem encapuzado, vestido de preto, saiu do carro, sacou a arma e disparou 5 vezes. Em seguida, colocou Mateus no carro. “Era um carro que pessoas ricas costumam ter”, disse a testemunha aos familiares.

“O celular dele estava desligado, mas às 18h as mensagens chegaram”, disse o familiar do jovem. “Todos os amigos dele estudavam na mesma escola, eles se reuniam em Paraisópolis para fazer trabalhos e jogar bola no fim de semana”, continuou. 

“A gente não suspeita de nada porque ele era um menino super do bem. Estamos aflitos que tenha acontecido uma coisa dessas para um menino que só vivia para estudar”, desabafou.

Familiares estiveram na rua que Mateus sumiu atrás de alguma câmera de segurança, mas não conseguiram encontrar nenhum registro que pudesse ajudar a elucidar o caso.



Um dos amigos de Mateus, que estudou com ele no Colégio Porto Seguro, conversou com a Ponte e contou um pouco do amigo. “O Mateus não bebia, não usava droga, a maioria das vezes que a gente saia ele não ia junto, só saíamos para jogar bola ou ir na casa de alguém. Ele trabalhava de manhã e de tarde, ia pra faculdade e da faculdade ia pra casa”, detalhou. 

“O que a gente não entende é por que o Mateus, não entra na cabeça de ninguém. É muito confuso não saber o motivo disso ter acontecido. É algo que não tá entrando na nossa mente”, finalizou.

O caso foi encaminhado ao 89º DP (Portal do Morumbi) e será investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa.

O que diz a SSP

Questionada pela reportagem, as assessorias da Secretaria da Segurança Pública e da Polícia Militar não se manifestaram até o momento de publicação.

Por Paloma Vasconcelos – Repórter da Ponte

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Artigos Relacionados

Últimas - notícias

Orelhas & Tiaras

Play
Play
Play
previous arrow
next arrow
previous arrownext arrow
Slider

Podcast

SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
SP AGORA - O melhor conteúdo de São Paulo
As últimas notícias de São Paulo e do Brasil.
As manchetes dos principais jornais do país
by SPAGORA

Você vai ouvir na voz do repórter Paulo Édson Fiore as manchetes dos principais jornais brasileiros.

As manchetes dos principais jornais do país
Comandante da PM afasta policial após ele apreender carro de vereadora
As manchetes dos principais jornais do país

Outras - notícias

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest