Insira suas palavras-chave de pesquisa e pressione Enter.

Ele criou método de ‘inglês delivery’ e fatura R$ 3 mi ao ano

Dilson Kossoski, da Top English (Divulgação)


Após duas experiências de intercâmbio, uma nos Estados Unidos e outra na Grécia, o ex-jardineiro Dilson Kossoski não ficou rico, mas aprendeu inglês. Com a fluência no idioma passou a trabalhar em grandes escolas do estado do Paraná. Com quase dez anos de experiência na área de educação, o professor começou a observar as qualidades e fraquezas de cada metodologia de ensino, e aos poucos, começou a criar um projeto com seu próprio método na aprendizagem de outro idioma. Em 1997, Kossoski criou a Top English, a primeira escola de “inglês delivery” do Brasil, com um modelo de negócio que levava fisicamente o professor até a residência ou local de trabalho do aluno. O negócio deu certo, e hoje o empresário fatura em média R$ 3 milhões ao ano.

“Quando terminei de escrever o ‘book one’, muitas pessoas ficaram felizes, pois dessa vez eu não iria juntar dinheiro para me aventurar em outro país, porém, quando perguntaram onde eu ia abrir a escola, se surpreenderam quando eu falei que escolheria Maceió, no Alagoas. Na época, o estado era um dos mais pobres do Brasil. O que as pessoas não enxergavam, era a baixa concorrência, e com isso maiores chances meu do projeto ter sucesso”, explica Dilson Kossoski, fundador da Top English.

Ao mudar para Maceió, o paranaense começou a aplicar o seu método, indo de casa em casa ensinar inglês para seus alunos. A escola começou a crescer radicalmente quando Paulo Gomes, diretor comercial do grupo Sococo, empresa que fornece produtos derivados do coco para o Brasil e o mundo,  soube do novo método de aprender o idioma e entrou em contato com o professor.

“Por diversas vezes sentia necessidade de aprender outro idioma, mas devido aos compromissos com a Sococo, nunca tinha tempo disponível. Quando soube que a Top English poderia ir a minha residência ou a empresa, adaptando-se totalmente a minha rotina para me ensinar inglês, achei que a ideia atenderia totalmente as minhas necessidades. Hoje, após mais de dez anos, falo inglês fluentemente, e isso tem me ajudado muito, principalmente nas reuniões com empresários estrangeiros, nas quais, devido a não precisar de um intérprete, aumenta a confiança em ambos os lados e contribui para fechar o negócio”, comenta Paulo Gomes, diretor comercial do grupo Sococo.

(Divulgação)


Além do inglês delivery, outro atrativo da marca é a conversação, na qual é praticada no segundo idioma do primeiro dia de aula ao último.  Devido a todas as novidades no método de ensino,  Dilson foi chamado para ensinar inglês para os funcionários da sede da Sococo, em Maceió. Com isso, ele teve que contratar mais um professor, seu irmão, que no passado, ele mesmo ensinou o novo idioma.

“Após o projeto na Sococo, a Top English não parou mais de crescer. Ficamos conhecidos por toda Maceió e comecei a ter mais sucesso do que imaginava. Foi aí que decidi passar a metodologia do inglês delivery para todo o Brasil. Constatei que a melhor forma de fazer isso, era por meio de franquias”, afirma Dilson.

Em 2011 a empresa entrou para o franchising. Hoje, a rede possui 37 unidades em operação pelo Brasil e outras duas no exterior, uma nos Estados Unidos e outra no Japão.

“Com a rotina cada vez mais corrida, seja no Brasil ou no mundo, as pessoas não possuem tempo para se deslocar até uma escola de inglês, e nem sempre aprender com um professor online é eficiente. Em contrapartida, o mundo está cada vez mais globalizado, e um segundo idioma torna-se mais do que um luxo, uma necessidade.  Agora, o objetivo é levar o conceito de inglês delivery para o mundo”, finaliza o empresário.

Até o final de  2019, a expectativa é que a Top English inaugure dez unidades no Brasil, duas em Nova York, nos Estados Unidos, e outra em Lisboa, capital de Portugal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
1
Fale agora com nossa equipe!
Powered by